Em momento “de vida ou morte” da empresa, Huawei tenta evitar despedimentos

Rungroj Yongrit / EPA

O fundador da Huawei, Ren Zhengfei, escreveu na segunda-feira um comunicado interno no qual admite que a empresa está “num momento de vida ou morte” e pediu aos funcionários que não estão com muito trabalho para criarem “esquadrões de comando”.

Segundo avançou a Bloomberg, citada pela Rádio Observador na terça-feira, o objetivo destas equipas é que explorem novos projetos e ideias. Caso falhem, vão sofrer cortes sucessivos nos salários e podem ser despedidos.

Na segunda-feira os Estados Unidos (EUA) estenderam por mais 90 dias a suspensão do embargo imposto à Huawei. Este embargo, que foi decretado em maio pelo governo norte-americano e pôs a empresa numa “lista negra”, proíbe negócios com empresas no país.

Se a medida entrar em pleno vigor, a empresa chinesa vai ficar impossibilitada de continuar parcerias estratégicas em solo americano. Ou seja, tem de cessar a relação que tem com tecnológicas como a Google, que é responsável pelo sistema operativo móvel mais utilizado, o Android, ou fabricantes de chips como a Intel ou a Qualcomm.

Assim, a Huawei, que foi reconhecida em 2018 como a segunda maior fabricante de telemóveis do mundo, ultrapassando a Apple (no topo está a Samsung), pode ter inviabilizado o negócio de venda e criação de ‘smartphones’.

Além disto, a Huawei é, atualmente, uma das principais empresas que a vender componentes e antenas para a criação de redes 5G, a próxima geração de infraestruturas móveis. Com os EUA a afirmarem que a mesma utiliza os seus produtos para espiar a favor do governo chinês – e países como o Japão, Austrália ou Nova Zelândia a também imporem medidas restritivas à empresa -, o negócio de venda e desenvolvimentos destes componentes pode também ficar inviabilizado.

scottsykes / Flickr

O fundador da Huawei, Ren Zhengfei

“[Os trabalhadores com pouco trabalho] ou formam um ‘esquadrão de comando’ para explorar novos projetos – que pode fazer com que sejam promovidos a líder de comando, se forem sucedidos, ou podem encontrar trabalhos no mercado interno. Se falharem em encontrar um novo papel, os seus salários vão ter cortes a cada três meses”, escreveu Ren Zhengfei num comunicado interno.

A extensão da suspensão do embargo pode ter empurrado para novembro uma decisão final sobre este impasse entre a Huawei e os EUA, mas o governo norte-americano parece convicto em efetivar esta medida, naquilo que pode ser mais um episódio da guerra comercial com a China. Em maio, quando foi emitido o decreto que colocou a empresa na “lista negra”, esta já estava impossibilitada de vender ‘smartphones’ nos EUA.

Como referiu a Bloomberg, o impacto desta incerteza quanto ao futuro da empresa, mesmo que não avance, pode ser “doloroso” para as suas receitas a médio e a longo prazo.

Recentemente, a Huawei apresentou um sistema operativo próprio que poderá ser utilizado em futuros ‘smartphones’, – o que já era um rumor há vários meses. Contudo, sem a certeza de que a empresa poderá utilizar todos os recursos do Android, neste segmento terá de voltar a convencer muitos consumidores se avançar com este sistema operativo.

Só este ano, a empresa estima que vai vender menos 60 milhões de equipamentos, informou o mesmo meio. Este segmento de produtos para consumidores da Huawei representou cerca de 45% das receitas em 2018 e é considerado pela gigante chinesa um sector essencial para o seu futuro.

Quanto ao 5G, a empresa tem celebrado contratos em vários países, mas com concorrência cada vez mais apertada de outras empresas de telecomunicações, como a Ericsson.

TP, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo conheceu Rena, a sobrevivente do Holocausto que teve "seis mães"

O Presidente da República conheceu a sobrevivente do Holocausto Rena Quint, que lhe contou como em criança escapou ao genocídio nazi e acabou nos Estados Unidos com a ajuda de "seis mães". "Porque ficaram comigo? Talvez …

Benfica empresta Caio Lucas ao Al Sharjah

O Benfica anunciou, esta quinta-feira, o empréstimo do futebolista brasileiro ao Al Sharjah, clube dos Emirados Árabes Unidos, que é válido por um ano e meio. "O Sport Lisboa e Benfica formalizou com o Al Sharjah …

Morreu o general José Lemos Ferreira

O ex-chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA) morreu aos 90 anos, disse quinta-feira à agência Lusa uma fonte militar. Chefe do Estado-Maior da Força Aérea de 1977 a 1984, o general José Lemos Ferreira foi …

PJ afasta "intervenção de terceiros" na morte de diretor do EuroBic

O diretor nacional da PJ disse, esta quinta-feira, que os elementos recolhidos sobre a morte do diretor do private banking do EuroBic, arguido no caso Luanda Leaks, "apontam para que não haja intervenção de terceiros". Questionado …

Carlos Amaral Dias terá ficado retido na ambulância avariada durante uma hora

Os resultados de um inquérito aberto pelo INEM apontam para que Carlos Amaral Dias tenha ficado dentro de uma ambulância avariada durante uma hora. De acordo com o Jornal de Notícias, a equipa da ambulância dos …

Luanda Leaks. Mário Leite Silva renuncia à presidência do Banco de Fomento Angola

O presidente do Conselho de Administração do Banco de Fomento Angola (BFA), Mário Leite Silva, gestor de Isabel dos Santos, renunciou ao cargo, com efeitos a partir de 22 de janeiro. A informação foi transmitida …

Tempestade “Glória” faz pelo menos nove mortos em Espanha

Pelo menos nove pessoas morreram e outras quatro estão dadas como desaparecidas em Espanha na sequência da passagem da tempestade “Glória”, intempérie que atinge o país desde o passado fim de semana. As autoridades confirmaram cinco …

Há um "milagre da multiplicação" dos votos que os deputados querem travar

Todos os partidos concordam: é preciso travar o "milagre da multiplicação" dos votos na Assembleia da República. Estabelecer regras objetivas para o fazer é o mais complicado. Os deputados começaram esta quarta-feira a discutir como “regrar” …

Pensões entre 877 e 2600 euros têm aumento mínimo de 6,14 euros

Os pensionistas que ganham entre 877,6 e os 2558 euros brutos por mês vão ter aumentos acima dos 0,24% que inicialmente se calculou com base na taxa de inflação (sem habitação) apurada até novembro do …

PCP quer travar "ameaça de despejos" no final deste ano

O PCP entregou uma proposta de alteração ao Orçamento do estado para 2020 para manter congeladas as rendas antigas, quando os locatários tenham um rendimento inferior a cinco salários mínimos nacionais. O PCP quer manter congeladas …