Astrofísicos captaram misterioso sinal extraterrestre

O telescópio CHIME captou uma misteriosa onda de rádio a uma frequência inferior a 700 MHz, emitida a partir de uma localização desconhecida do Universo. Trata-se da menor frequência alguma vez registada.

A primeira onda de rádio foi registada no ano 2007 e, a partir dessa estreia, os astrónomos registaram apenas duas dúzias de fenómenos semelhantes. A origem destas ondas de rádio geraram diferentes hipóteses ao longo do tempo, incluindo explosões de buracos negros e atividades extraterrestres, algo que está a ser investigado pelos especialistas.

No entanto, uma destas “rajadas rápidas de rádio” (“fast radio bursts” ou FRB) está a intrigar os cientistas. As FBRs são muito poderosas e duram apenas milissegundos mas na manhã de 25 de julho, uma dessas explosões registou um dos mais raros eventos alguma vez detetados.

O sinal misterioso, denominado FRB 180725A, foi transmitido em frequências de até 580 megahertz, quase 200 MHz abaixo de qualquer outro FRB detetado. Os astrofísicos acreditam que o produtor da onda deve considerado extremamente potente, até porque esta é a primeira emissão de rádio detetada pelo telescópio Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment (CHIME), no Canadá.

Patrick Boyle, autor do The Astronomer’s Telegram (um boletim de observações astronómicas publicadas por cientistas credenciados) e responsável do projeto CHIME, refere que FRBs ocorrem tanto de dia como de noite e que os seus horários não estão correlacionados com qualquer atividade conhecida no local de origem, nem com outras fontes notórias.

A frequência rápida e baixa dos sinais sugere que as explosões são extremamente brilhantes e têm origem numa fonte muito poderosa, algures no cosmos. As hipóteses incluem supernovas, buracos negros supermassivos e algumas outras fontes de radiação eletromagnética poderosa, como pulsares.

No entanto, até agora, não foi possível identificar nenhuma fonte natural. É por este motivo que os cientistas não descartam a possibilidade de uma “origem artificial” ou, por outras palavras, uma origem extraterrestre.

Certo é que os FRBs permanecem um mistério para os astrónomos e identificar uma fonte precisa não é uma tarefa fácil. Além disso, por muito pequeno que seja o número de FRBs registados até o momento, Christopher Conselice indicou que há, provavelmente, diversos sinais semelhantes que alcançam a Terra diariamente.

O professor de astrofísica da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, defende que os FRBs podem chegar ao nosso planeta até milhares de vezes por dia, mas podemos não ter ferramentas suficientes para detetar todos esses sinais.

O CHIME é um radiotelescópio de última geração que foi pensado especificamente para detetar ondas de rádio antigas enviadas quando o Universo era apenas uma criança. Apesar de estar em funções há apenas um ano, este instrumento já detetou vários FRBs, incluindo FRBs de baixa frequência que se seguiram logo após o FRB 180725A.

Os cientistas estão esperançosos e acreditam que este novo (e poderoso) instrumento ajude finalmente a detetar a origem destas misteriosas rajadas rápidas de rádio.

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. Finalmente alguém com tomates e disse que talvez o problema seja nosso por não termos tecnologia capaz… Desde sempre os “senhores” cientistas falam sempre como fossem donos da verdade e quem falar ao contrario será atacado e gozado em praça publica. É bom ver alguém que tenha a mente aberta e admitir a nossa limitação.

    • Ah?!
      Que confusão vai nessa cabeça…
      Quem são esses ““senhores” cientistas que falam sempre como fossem donos da verdade”?!
      Esses, de certeza absoluta que não são cientistas – até porque isso é precisamente o contrário da ciência!
      Cientistas são estes que, com o telescópio captaram uma onda de rádio de fora da terra!…

      • Nao sao doneos da verdade, mas sao donos do dinheiro , ganham do belo, pagos pelo povo imbecil, como nao produzem nada, nem fazem anda, nada como jsutificar trabalho, quando nao sabem dizem q pode ser o pai natal, isto é, aliens…

      • Não vale a pensa insistir. Desliguei e já fui trocar o bicho à WORTEN. Trouxe uma máquina de fazer sumos.
        Vamos ver se isto dá alguma sinal espacial.

        • Depende do ponto de vista: para os padres, pastores, bispos, cardeais, imãs, rabinos, etc, etc, foi a melhor!!!
          Já para o palerma, perdão, para o povo em geral, a religião só serviu/serve para o dominar e prender/atrasar, travando o seu desenvolvimento intelectual e sentido crítico!
          O resultado é o que se conhece com os paises/povos mais “religiosos” a viverem na miséria (enquato os seus líderes religiosos vivem vidas luxuosas)!…

RESPONDER

Cientistas estão a atirar rochas vulcânicas para telhados (para provar que são perigosas)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Canterbury está a lançar rochas vulcânicas para telhados na Nova Zelândia na esperança de ajudar os habitantes de Auckland a entender os perigos vulcânicos. "Auckland localiza-se num campo vulcânico …

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve nos mapas durante um século

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve durante 100 anos em muito dos principais mapas do continente africano. Acabaria por ser um militar francês, que explorou o rio Níger, a acabar com este "fantasma da …

"Continua a pairar perigosamente". Relógio do Juízo final mantém-se a 100 segundos do Apocalipse

A Humanidade nunca esteve tão perto do Apocalipse, alertam os cientistas responsáveis pelo "Relógio do Juízo Final", que decidiram mantê-lo na mesma posição do ano passado, a 100 segundos da meia-noite. O relógio, que é uma …

A primeira bateria doméstica de hidrogénio armazena três vezes mais energia do que uma da Tesla

Para usar energia solar doméstica, é preciso gerar energia quando o Sol brilha e armazená-la quando não aparece. Para isto, as pessoas usam normalmente sistemas de bateria de lítio. Porém, a empresa australiana Lavo construiu …

Um oásis LGBTQ, Budapeste é posto à prova pelo populismo e pela pandemia

Budapeste é um oásis para a comunidade LGBTQ, mas a cena drag da capital húngara vê-se ameaçada pela pandemia de covid-19 e pelas políticas conservadoras e populistas de Viktor Orbán. Durante muitos anos, Budapeste desfrutou a …

Coreia do Sul "ressuscitou" voz de uma superestrela. Chovem preocupações éticas

Pela primeira vez em 25 anos, a distinta voz da superestrela sul-coreana Kim Kwang-seok será ouvida na televisão nacional. O famoso cantor folk morreu em 1996. De acordo com a CNN, a emissora nacional da Coreia …

Maioria dos países africanos só terá vacinação em massa a partir de 2023

A maioria dos países africanos só terá imunização em massa a partir de 2023, segundo previsão da The Economist Intelligence Unit, que admite que, com o evoluir da pandemia, muitos dos países mais frágeis possam …

Mulher que "morreu" com covid-19 aparece viva 10 dias após funeral

Uma mulher de 85 anos ficou infetada com covid-19 num lar na Galiza, em Espanha. A 13 de janeiro a família de Rogelia Blanco recebeu a informação do lar de que a mulher tinha falecido. …

Familiares de vítimas na China pressionadas a não falar com OMS

As autoridades chinesas estão a pressionar as famílias das primeiras vítimas da covid-19 para que não entrem em contacto com os investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Wuhan, segundo familiares dos falecidos. Mais de …

Falsas vacinas à venda na Internet são grande risco para a saúde

Embora milhões de pessoas tenham sido já vacinadas contra a covid-19 nos países ricos, proliferam as fraudes na Internet com fármacos falsos que representam um grande risco para a saúde, alertaram peritos das Nações Unidas. As …