A misteriosa origem de Júpiter pode ter sido finalmente descoberta

NASA’s Goddard Space Flight Center / Scientific Visualization Studio / Dan Gallagher

O tamanho anormal e a localização de Júpiter no Sistema Solar intrigam os cientistas há anos, uma vez que o enorme planeta gasoso não encaixa na compreensão corrente da formação planetária. Agora, uma equipa astrónomos acredita ter descoberto como Júpiter acabou na sua peculiar posição. 

De acordo com uma nova investigação, cujos resultados foram esta semana disponibilizados para pré-visualização no por científico ArXiv, o quinto e maior planeta do Sistema Solar formou-se há aproximadamente 4.500.000 anos a uma distância do Sol quatro vezes maior do que a atual, dentro da atual órbita de Urano.

A mesma investigação, que recorreu a simulações computorizadas para tentar desmitificar a génese de Júpiter, revela ainda que, posteriormente, o gigante gasoso espiralizou lentamente, traçando o seu caminho ao longo de 700.000 anos.

“Esta é a primeira vez que encontramos provas de que Júpiter se formou muito longe do Sol e depois migrou para a sua órbita atual”, disse a astrónoma Simona Pirani, da Universidade de Lund, na Suécia, citada em comunicado.

A investigação foi possível graças a dois grupos de asteróides, os chamados “asteróides Tróia”, que orbitam perto de Júpiter. Estes corpos consistem em dois grupos compostos por milhares de asteróides que estão à mesma distância do Sol que Júpiter, mas que orbitam à frente e atrás de Júpiter, respetivamente. Há cerca de 50% mais de asteróide na frente do planeta do que depois da sua órbita.

“A assimetria sempre foi um mistério do Sistema Solar”, explica Anders Johansen, um dos autores do estudo, citado na mesma nota de imprensa. De acordo com as simulações levadas a cabo, a assimetria só pode ser o resultado do movimento do planeta da periferia do Sistema Solar até à sua órbita atual.

Para perceber a história deste mundo gigante, é preciso recuar cerca de 4,5 mil milhões de anos, época em que se terá começado a formar. Desde os primeiros dois ou três milhões de anos da sua existência Júpiter começou a migrar para o Sol, reduzindo a distância ao nosso astro de cerca de 18 unidades astronómicas (unidade de comprimento equivalente à distância entre a Terra e o Sol) para 5.2.

Este modelo contradiz as teorias dominantes, segundo as quais Júpiter foi formado aproximadamente à mesma distância de que se encontra do Sol agora. A nova investigação demarca-se das principais correntes, apontando que o quinto planeta do Sistema Solar se formou a uma distância quatro vezes maior do Sol do que se encontra agora.

Os cientistas acreditam que Júpiter absorveu os “asteróides troianos” durante a fase inicial da sua génese. Consequentemente, o núcleo do planeta deve ser composto pelo mesmo material destes corpos celestes. “Podemos descobrir muito sobre o núcleo e a formação de Júpiter ao estudar os [asteróide] troianos”, rematou Johansen.

A agência espacial norte-americana planeia lançar a sonda espacial Lucy para a órbita de seis dos “asteróides troianos” em 2021.

PARTILHAR

RESPONDER

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …