Vieira da Silva garante que “não há retirada de direitos” mas não esclarece reformas

Mário Cruz / Lusa

O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva

Ministro do Trabalho e da Segurança Social garantiu que quem começou a trabalhar aos 20 anos vai poder reformar-se sem dupla penalização e os restantes serão abrangidos por um regime transitório que ficou por explicar.

Numa entrevista dada ao Público e à Rádio Renascença, o ministro Vieira da Silva afirmou que a Segurança Social não é um sistema “cada um por si” e que nem toda a gente deve poder reformar-se de forma antecipada mesmo com as penalizações devidas a recair no valor da reforma.

Segundo o Observador, o que consta no Orçamento de Estado de 2019 é que, aqueles que têm 40 anos de carreira contributiva e 60 de idade (quem começou a trabalhar aos 20), vai poder reformar-se de forma antecipada sem estar sujeito à dupla penalização – sendo retirado da equação o fator da sustentabilidade.

Os restantes grupos “poderão sair aos 64 ou 65 anos de idade consoante a dimensão da sua carreira contributiva”, não sendo “nenhuma retirada de direitos” mas sim uma “melhoria dos direitos para um grupo significativo de pessoas“, contou o ministro.

Quanto ao grupo de pessoas que têm 61 ou 62 de idade e 41 anos de descontos “terão, naturalmente, um período de transição que lhes irá garantir os seus direitos, mas não estarão na mesma situação dos outros”, respondeu Vieira da Silva à entrevista.

“Terão um processo de transição de forma a que as expectativas que foram gerando sejam devidamente salvaguardadas nos termos que a lei [vier a] definir”, revelou o ministro.

Em resposta ao facto de o governo não deixar sair este grupo do mercado de trabalho mesmo com as devidas penalizações, o ministro respondeu que tal acontecia por “uma questão de sustentabilidade” para as contas da Segurança Social.

“Isto não é um sistema individual, não é um sistema de cada um por si. É um sistema em que todos contribuímos para que ele seja sustentável. Se cada um puder fazer o que entender, então a pessoa podia até nem descontar, mas isso feria de morte a Segurança Social, que é um sistema em que todos contribuem”, explicou o ministro.

Contudo, os “termos que a lei [vier a] definir” levantam ainda outras dúvidas, não se sabendo quais são, com o ministro a remeter a discussão para o futuro com a Concertação Social e o Parlamento.

Segundo o Observador, o ministro dá a entender que a única coisa que se encontra efetivamente fechada e negociada no OE2019, é que, a partir de 2019, o universo de pessoas que entrar no grupo dos 60 anos de idade e 40 de descontos (60/40) será beneficiada e aqueles que tem 63 anos de idade e 40 de descontos (63/40) ficará livre da dupla penalização já a partir de janeiro.

Para além destes dois grupos, é sabido que a idade legal de reforma subirá no próximo ano para 66 anos e 5 meses. Quanto ao resto, terá ainda de ser discutido.

Salário mínimo acima dos 600 euros

Em relação à subida do salário mínimo nacional em 2019, o ministro do Trabalho e da Segurança Social confirmou que a discussão com os parceiros será reaberta em novembro, não descartando um aumento para lá dos 600 euros – atingindo assim aquilo que estava previsto no programa de governo para o último ano da legislatura.

O ministro afirmou ainda que as empresas estão cada vez mais conscientes de que aumentar os salários é uma forma de reter trabalhadores qualificados, reconhecendo ainda que há setores – pequeno comércio, alguns serviços ou das áreas sociais – onde os aumentos feitos nos últimos anos colocam dificuldades às empresas e às instituições.

“Tenho ouvido, não apenas do lado sindical mas de muitas empresas, a constatação de que os baixos salários são um problema para a nossa economia”

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estes XUXAS têm por habito colocar a cenoura é frentes dos Burros dos Portugueses, só caí na M—- que leles plantam quem quer. Estes GJOS NUNCA vão mudar serão sempre isto, sempre foram e cada vez será PIOR.
    São uns malabaristas, não são ministros nem governantes, eles fazem de Portugal um autentico CIRCO.

RESPONDER

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …