Os milkshakes são a nova arma de arremesso político no Reino Unido

Os milkshakes, embora pareçam inofensivos, já não o são. No Reino Unido, configuram a nova arma de arremesso político. Independentemente do sabor, nunca uma bebida de leite foi tão política.

Os ovos, antigos reis do protesto, foram ultrapassados pela bebida de leite em voga: os batidos. Pelo menos no Reino Unido.

Este mês, Tommy Robinson, fundador do movimento de extrema-direita Liga de Defesa Inglesa (EDL) e candidato independente​ pelo noroeste da Inglaterra nas eleições europeias, foi atingido por um milkshake de morango duas vezes em dois dias, enquanto fazia campanha. Mas não foi o único.

O YouTuber e candidato do UKIP pelo sudoeste de Inglaterra, Carl Benjamin, também foi atingido três vezes em três dias por batidos, depois de ter feito comentários considerados sexistas sobre a trabalhista Jess Phillipse e de se ter recusado a pedir desculpa.

No Reino Unido, o uso desta bebida é uma novidade no que diz respeito ao arremesso de objetos como arma de protesto. Segundo o Sapo 24, em Inglaterra os ovos eram presença assídua em protestos políticos, quer crus, quer podres. Aliás, ex-primeiro-ministro David Cameron e o ex-vice-primeiro-ministro John Prescott foram alguns dos visados.

Mas a tradição parece estar a mudar. Este sábado, dia 18 de maio, em Edimburgo, na Escócia, as autoridades pediram ao McDonald’s perto do local onde discursava o ex-líder do UKIP Nigel Farage, que encabeça agora a lista do Partido do Brexit, para não vender milkshakes.

Na montra da famosa cadeia de fast food, podia ler-se um aviso: “Não estamos a vender milkshakes ou gelados hoje à noite. Isso deve-se a um pedido da polícia, devido a eventos recentes.”

O Burguer King aproveitou a deixa e, no Twitter, informou que continuava a vender as bebidas, referindo posteriormente que não incitavam à violência – nem ao desperdício dos seus “deliciosos milkshakes”.

No entanto, apesar das prevenções, Farage não escapou à famosa bebida de leite e foi atingido por um milkshake. O batido foi arremessado por Paul Crowther, um britânico de 32 anos, que contou ao The Guardian que considerava do seu direito protestar contra “pessoas como Farage”.

O manifestante adiantou ainda que arremessou um milkshake de banana e caramelo salteado da cadeia Five Guys. O momento foi captado em vídeo e publicado nas redes sociais.

No Twitter, Nigel Farage reagiu: “Infelizmente, alguns ‘remainers’ [cidadãos que defendem a permanência do Reino Unido na União Europeia] têm-se tornado radicais, ao ponto de a campanha normal estar a ser impossível de realizar”,.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Caríssima equipa do ZAP. Corrijam logo na entrada a negrito
    “…Independentemente do sabor, numa uma bebida de leite foi tão política.”
    Para “…Independentemente do sabor, NUNCA uma bebida de leite foi tão política.

RESPONDER

Patrick Shanahan desiste da nomeação para secretário da Defesa dos EUA por alegado caso de violência doméstica

Donald Trump ia nomear oficialmente Patrick Shanahan como secretário da Defesa, mas este desistiu após ter sido divulgado um caso de violência doméstica contra a mulher com um taco de beisebol. O Presidente norte-americano anunciou esta …

Portugal está entre os países com melhores políticas de apoio à família

Portugal é o quinto país, entre os membros da União Europeia e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), com as melhores políticas de apoio à família, segundo dados de 2016 divulgados hoje …

Ex-líder da ETA sai em liberdade sob controlo judicial

O histórico líder da organização separatista ETA vai ser libertado da prisão, ficando sob controlo judicial, decisão tomada e divulgada esta quarta-feira pelo Tribunal de Recursos de Paris. Detido em maio nos Alpes franceses, José Antonio …

Angola. Situação é "dramática" e há que "declarar guerra aberta" ao VIH/SIDA

A organização não-governamental Rede Angolana das Organizações de Serviços de Sida (Anaso) considera "dramática" a situação do VIH/SIDA em Angola, referindo que a taxa de prevalência de 2% "é irreal e não reflete o estado …

Nicolas Sarkozy vai mesmo ser julgado por corrupção

A justiça francesa validou definitivamente a realização do julgamento do ex-Presidente num caso revelado por escutas telefónicas em que é nomeadamente acusado de corrupção de um magistrado. De acordo com a AFP, o Tribunal de Recurso de …

Luís Filipe Vieira pediu informações sobre Keylor Navas em Madrid

O presidente do Benfica aproveitou a visita a Madrid para saber mais pormenores sobre a situação do guarda-redes dos merengues. O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, dirigiu-se na passada segunda-feira a Madrid para ultimar os …

Jovens que acusaram Harry de “traição da raça” condenados com pena de prisão

O caso remonta a dezembro de 2018, quando surgiram as primeiras notícias de uma investigação da BBC que envolvia a família real britânica. Um grupo neonazi era responsável por uma propaganda online onde sugeriam que o …

UEFA confirma três jogos de suspensão para Neymar

A UEFA anunciou, esta quarta-feira, que rejeitou o recurso do Paris Saint-Germain e manteve os três jogos de suspensão a Neymar, na sequência de insultos aos árbitros na partida com o Manchester United, da Liga …

Transportes estão cada vez mais cheios. Carris vai comprar 100 novos autocarros

A Carris vai lançar dois concursos para a aquisição de 100 novos autocarros, 70 dos quais a gás natural e 30 elétricos, anunciou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina. Falando na apresentação da …

Apenas 59% dos habitantes da Europa ocidental confiam na vacinação. França é o país com mais dúvidas

Na Europa oriental, apenas metade da população olha para as vacinas como uma forma segura de prevenção de saúde. No caso da zona ocidental, o número sobe para os 59%, mas fica ainda distante dos …