Milionário chinês convidou mil pobres de Nova Iorque para almoçar

Philip McMaster

O milionário e filantropo chinês Chen Guangbiao

O milionário e filantropo chinês Chen Guangbiao

Um milionário e filantropo chinês, Chen Guangbiao, publicou esta semana dois anúncios em conhecidos jornais de Nova Iorque convidando mil pobres da cidade para almoçar consigo num restaurante do Central Park.

Além do almoço, marcado para a próxima quarta-feira, Chen Guangbiao oferecerá a cada um dos presentes 300 dólares (220 euros), num gesto destinado a “restaurar a imagem” dos milionários chineses e da “economia da China, diz o anúncio de página inteira publicado no New Work Times e Wall Street Journal e reproduzido hoje na imprensa chinesa.

O anúncio inclui um e-mail para os “pobres e desfavorecidos” de Nova Iorque se inscreverem para o “almoço de caridade”, que decorrerá num local emblemático da grande metrópole norte-americana.

Detentor de uma fortuna estimada em 600 milhões de dólares (440 milhões de euros), Chen Guangbiao já tinha sido notícia em dezembro passado, quando anunciou que queria comprar o New York Times para tornar o jornal “mais objetivo” acerca da China.

“Acho que os americanos sabem pouco acerca de uma China civilizada e aberta que tem desfrutado de um desenvolvimento sem precedentes. Com a tradição e o estilo do New York Times, é muito difícil o jornal fazer uma cobertura objetiva da China”, argumentou na altura o milionário chinês.

Chen Guangbiao, 46 anos, proprietário de uma empresa de reciclagem, tornou-se conhecido como filantropo em 2008, pelo dinheiro que doou às vítimas do devastador terramoto que abalou então a província de Sichuan, no sudoeste da China.

A revista norte-americana Forbes considerou-o um dos mais importantes filantropos da Ásia-Pacífico em 2008 e 2009.

“A filantropia na China ainda não arrancou”

Em abril passado, o homem mais rico do mundo, Bill Gates, assinou um raro texto de opinião no jornal oficial do maior partido comunista do mundo, exortando os milionários chineses a dedicarem parte da sua fortuna ao combate à pobreza.

“A China tem muitos empresários bem-sucedidos. Tenho esperança que mais pessoas com visão ponham o seu talento ao serviço da melhoria da vida dos pobres na China e pelo mundo fora, e procurem soluções para os problemas deles”, escreveu o fundador da Microsoft num artigo publicado pelo Diário do Povo, o órgão central do Partido Comunista Chinês (PCC).

O combate à pobreza “requer a participação de toda a comunidade”, acrescentou Bill Gates, que, pelas contas da Forbes, encabeça a lista dos mais ricos do mundo com uma fortuna estimada em 76 mil milhões de dólares (54,8 mil milhões de euros).

Na mesma altura, um dos mais ricos empresários chineses, o fundador do grupo Alibaba, Jack Ma, anunciou a criação de um fundo de 3 mil milhões de dólares (2,16 mil milhões de euros) para uma organização humanitária centrada na educação e defesa do ambiente. No entanto, segundo o jornal China Daily, “a filantropia, na China, ainda não arrancou“.

Alguns chineses ricos receiam que a concessão de grandes donativos “possa atrair uma indesejada atenção sobre as suas fortunas“, comentou o jornal, a propósito do artigo de Bill Gates no Diário do Povo.

Em 2012, mais de um milhão de chineses tinham uma fortuna superior a 10 milhões de yuan (cerca de 1,2 milhões de euros) e pelas contas da Forbes, no ano seguinte, os cem mais ricos do grupo possuíam, no conjunto, 316,45 mil milhões de dólares (228,2 mil milhões de euros).

No extremo oposto, no final de 2013, cerca de 82,5 milhões de chineses (6% da população) viviam abaixo da linha de pobreza, com menos de 2.300 yuans (300 euros) por ano.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …

Comissão de Trabalhadores da TAP pede nacionalização da companhia

A Comissão de Trabalhadores (CT) da TAP reforçou esta quarta-feira o apelo para que a transportadora “se torne 100% pública”, depois de a empresa ter anunciado o lay-off da maioria dos trabalhadores, segundo um comunicado. No …

"Posso ir?" Há uma app que lhe diz como estão as filas nos supermercados

A comunidade tecnológica tech4COVID19 criou uma aplicação móvel que permite aos seus utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados. A app, sob o nome "Posso ir?", pretende orientar os utilizadores nas idas aos …

Conte pede à Alemanha mais solidariedade europeia. “Se somos uma União, está na hora de o provarmos”

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, fez esta quarta-feira um apelo solene à Alemanha para que haja mais solidariedade europeia no combate à pandemia da covid-19, que está a afetar severamente o seu país. “Se somos uma …

Em França, Portugal é destacado como bom exemplo (mas também pela sorte da sua geografia)

Portugal tem "11 vezes menos mortes" do que Espanha, em proporção das respectivas populações, e parece estar a lidar melhor com a pandemia de Covid-19 do que o país vizinho. Esta é a conclusão de …

Do confinamento alargado aos limites nos despedimentos. O que pode mudar com o "novo" estado de emergência

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, propôs esta quarta-feira ao Parlamento a renovação do estado de emergência em Portugal por novo período de 15 de quinze dias para permitir medidas de contenção da …