Miguel Relvas ao lado de Santana, Ferreira Leite apoia Rio

António Cotrim / Lusa

A ex-líder do PSD, e ex-ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite

O ex-ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares declarou, sem rodeios, que apoia Santana Lopes. Já a ex-líder do partido diz que vê em Rui Rio um candidato com “uma credibilidade superior”.

Em entrevista à SIC Notícias, esta quinta-feira, o ex-ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, defendeu que o PSD “necessita de ser recriado” e que o próximo líder tem que ter a capacidade de unir o partido, após a derrota nas autárquicas.

E, por isso, mesmo disse sem rodeios que apoia Santana Lopes na corrida à liderança. “A minha intuição vai no sentido de entender que Santana terá um resultado ganhador e positivo. Naturalmente que votarei em Santana Lopes“, declarou.

O antigo governante falou ainda de Passos Coelho como líder dos sociais-democratas, considerando que foi muito penalizado pelas políticas de austeridade do seu Governo.

“O Passos Coelho pós-governo foi muito marcado pelas condições em que teve de governar. Mas foi um grande primeiro-ministro e tem todas as condições para regressar ao partido, estar na vida política”, defendeu.

Por seu lado, a ex-presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, defendeu que “Rui Rio tem uma credibilidade superior à de Pedro Santana Lopes” para liderar o partido e apresentar-se como candidato a primeiro-ministro nas próximas legislativas.

“O Rui Rio tem bastantes mais condições porque tem uma imagem de credibilidade pelo seu percurso, não só no partido como na vida profissional”, sustentou a ex-ministra de Estado e das Finanças do executivo de Durão Barroso, no seu espaço de comentário na TVI24.

Ferreira Leite aproveitou para recordar que Santana Lopes já foi o candidato do PSD ao cargo de primeiro-ministro numa eleição em que “o engenheiro Sócrates teve maioria absoluta”.

“As pessoas que costumavam votar no PSD não lhe reconheceram essa credibilidade para ser primeiro-ministro”, lembrou a ex-ministra social-democrata, numa referência às eleições legislativas de 2005, que deram a primeira maioria absoluta ao PS.

Ferreira Leite admitiu que Santana pode ter mais popularidade no partido, mas considerou que Rui Rio tem, do ponto de vista do país, “uma imagem mais sólida” para desempenhar o cargo de primeiro-ministro.

A ex-ministra criticou a forma utilizada por Santana Lopes para anunciar a candidatura à liderança do PSD, no espaço de comentário que tem na SIC Notícias. “Em primeiro lugar, Pedro Santana Lopes nem começou muito bem. Fez o anúncio de que se candidatava num programa televisivo”, salientou.

Ferreira Leite admitiu que, para si, o anúncio de Santana foi “uma surpresa”, porque há um ano tinha sido reconduzido no cargo de provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, uma instituição que considerou “importantíssima” e que, além do mais, atravessa uma “situação crítica” com a possibilidade de entrar no capital do Montepio.

Santana Lopes teria, segundo a ex-presidente social-democrata, a possibilidade de percecionar os problemas da Santa Casa, uma vez que é provedor há já alguns anos.

Quanto ao discurso de Rui Rio no lançamento da candidatura, na quarta-feira, em Aveiro, Manuela Ferreira Leite sublinhou que “marcou bem os pontos essenciais para o partido e o país”.

“A ideia de recentrar o partido, de o descolar da direita, desenvolver uma política mais social-democrata, de unir as pessoas, não haver a ideia de os velhos e os novos, a ideia de que todos são úteis”, foram alguns dos pontos do discurso de Rio.

Ferreira Leite frisou ainda que “o núcleo duro do PSD desapereceu” e é preciso recuperá-lo, estando Rui Rio em “melhores condições” para o fazer.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Bloco vai reapresentar proposta de criação de juízos especializados em violência doméstica

O Bloco de Esquerda propõe juízos especializados para julgar violência doméstica, anunciou este domingo a coordenadora do partido, Catarina Martins. Este domingo, ao anunciar que o Bloco de Esquerda propõe juízos especializados para julgar violência doméstica, …

ISCEM vai fechar em setembro. Alunos só foram avisados agora

O ISCEM – Instituto Superior de Comunicação Empresarial vai fechar antes do arranque do próximo ano letivo. A escola terá enviado cartas aos alunos, informando-os do encerramento. Depois de não ter sido acreditado institucionalmente pela Agência …

Zidane aponta à saída de Bale. "Se puder ir embora amanhã, melhor"

O futebolista galês Gareth Bale pode deixar o Real Madrid nos próximos dias, disse no sábado o treinador da equipa espanhola, Zinedine Zidane, que o deixou de fora na derrota por 3-1 com o Bayern …

Abel Xavier deixa seleção moçambicana de futebol

Abel Xavier deixa o cargo de selecionador moçambicano após falhar a qualificação para as últimas duas edições da Taça das Nações Africanas. O treinador Abel Xavier vai deixar o comando da seleção moçambicana de futebol, ao …

Quase 800 portugueses vão participar no maior encontro de escuteiros do mundo

Quase 800 jovens portugueses vão participar no 'World Scout Jamboree', o maior encontro de escuteiros do mundo, que vai acontecer nos Estados Unidos, entre 22 de julho e 2 de agosto, informou a Federação Escutista …

Rui Rio acusa PS de copiar propostas e ideias do PSD

Rui Rio acusa os socialistas de copiar as suas propostas na área fiscal e no apoio à natalidade. "Se não estão a copiar, então porque é que não o fizeram nestes quatro anos?", questionou. O presidente …

Nove em cada 10 idosos em tratamento médico sofrem de solidão

Cerca de 91% dos idosos seguidos nos cuidados de saúde primários revelam sentir algum grau de solidão, sendo que um terço reporta mesmo níveis graves, o que interfere com os cuidados, revela uma nova investigação. A …

Juros baixos vão permitir ao Estado poupar mil milhões de euros

A redução nas taxas de juro da dívida pública vai permitir ao Estado poupar, de 2016 até final de 2019, cerca de mil milhões de euros. Só em 2019, o país deverá poupar em juros …

Praia de Fukushima reabre ao público oito anos depois do acidente nuclear

Este fim de semana, e pela primeira vez depois da catástrofe nuclear de Fukushima-1, os japoneses puderam voltar a nadar numa das praias da cidade afetada pelo terramoto e tsunami de 2011. De acordo com o …

"Greve do dia 12 vai ter repercussões muito mais graves do que as do mês de abril"

O sindicato avisa que, além dos combustíveis, a próxima greve vai afetar também o abastecimento às grandes superfícies, à indústria e serviços. O Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) ameaça consequências mais graves para …