Microplásticos acumulados nos rios podem acabar no corpo humano

As enxurradas podem arrastar microplásticos acumulados nos leitos dos rios para o mar. Mas estas partículas representam uma verdadeira ameaça ao ser humano, já que podem acabar no nosso organismo.

A maior parte da contaminação dos oceanos tem origem na terra, nomeadamente na poluição dos seres humanos. Contudo, pouco se sabe como é que os microplásticos vão parar a alto mar.

Os rios são os principais responsáveis. Esta é a conclusão de uma investigação de uma equipa da Universidade de Manchester, no Reino Unido, publicada esta segunda-feira na Nature, que mostra que as enxurradas podem arrastar estas partículas acumuladas nos leitos dos rios para o mar.

Segundo o Observador, a equipa de investigadores recolheu sedimentos em 40 locais diferentes no leito de dez rios no noroeste de Inglaterra. A água desses rios segue para o estuário Mersey.

Os investigadores registaram a concentração destas micropartículas nos leitos dos rios com uma corrente baixa. No entanto, depois das enxurradas do inverno de 2015-2016 voltaram a analisar os mesmos locais e chegaram à conclusão que 28 desses 40 locais viram a sua concentração de microplásticos diminuir.

Segundo a investigação, as cheias conseguiram arrastar cerca de 70% dos microplásticos acumulados no leito dos rios. Esta percentagem equivale a 0,85 toneladas ou 43 mil milhões de partículas arrastadas para o mar da Irlanda.

Estima-se que existam 4,85 biliões de partículas de microplástico no oceano. No entanto, depois desta investigação, os autores colocam a hipótese de o número ser muito maior.

Estes partículas, que têm menos de cinco milímetros de comprimento, podem facilmente ser ingeridos por animais marinhos juntamente com plâncton. Contudo, ao contrário dos plásticos maiores que podem sufocar os animais ou entupir-lhes o sistema digestivo, o perigo é diferente.

Os microplásticos podem ser absorvidos pelo organismo e acumulados em órgãos e músculos dos animais que, por sua vez, servem de alimento a outros animais, que também acabam por acumular os microplásticos no organismo.

Mas os perigos não ficam por aqui. Como destaca o jornal, outro destino destes peixes é o nosso prato. Ou seja, isto significa que também nós, seres humanos, podemos consumir este tipo de poluente.

Além disso, o verdadeiro alerta dos investigadores cengtra-se no facto de estes microplásticos constituírem um veículos para alguns contaminantes que se podem, desta forma, acumular nos nossos organismos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Podem?! Ou já estão!? Digo que já estão dentro do corpo humano com TODA A CERTEZA!
    Para além de peixes e moluscos, os microplásticos estão presentes na maior parte do sal marinho que consumimos.
    E os porcalhões que deixam lixos nas praias e no mar, só contribuem para este flagelo ser ainda mais grave… Deviam banir o plástico já! É muito útil, admito, mas uma porcaria para o ambiente.

RESPONDER

Tony transformou autocarro em Arca de Noé para salvar animais do Florence

Enquanto muitos americanos fugiam do furacão Florence, um camionista de 51 anos fazia o percurso inverso com uma missão em mente. Dentro de um autocarro, Alsup transportou mais de 60 animais da costa da Carolina …

Mais de 500 rinocerontes mortos na África do Sul este ano

A caça furtiva na África do Sul causou a morte a 508 rinocerontes, entre janeiro e agosto deste ano, o que significa um decréscimo no número de espécimes caçados, em relação a 2017, anunciou o …

Número de mortos em naufrágio na Tanzânia sobe para 170

O número de pessoas que morreram no naufrágio de um navio de passageiros no lago Vitória, na Tanzânia, subiu para 170, de acordo com os meios de comunicação locais. As operações de resgate recomeçaram na manhã …

Há um satélite-pescador no espaço

O Satélite britânico RemoveDebris está a navegar no espaço desde junho e lançou com sucesso uma rede em órbita com o objetivo de capturar material que anda à deriva em redor da Terra. O satélite-pescador britânico …

Governo cumpriu “rigorosamente” acordo com setor do táxi

O Ministro Ambiente, João Matos Fernandes, disse este sábado que o governo cumpriu “rigorosamente” o acordo que assinou com a duas associações que representam os taxistas para a modernização do setor. "Não é verdade que se …

Juízes defendem acórdão que desvaloriza violação de mulher inconsciente

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses sai em defesa dos dois magistrados, um dos quais o presidente da entidade, que assinaram o acórdão que desvaloriza a gravidade da violação de uma mulher inconsciente, numa discoteca, …

Salas para maiores de 18 anos levam à demissão do director de Serralves

O director artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Ribas, demitiu-se do cargo depois de a administração ter limitado a maiores de 18 anos uma parte da exposição dedicada ao fotógrafo norte-americano Robert …

Isabel do Santos desmente ação contra João Lourenço mas processo deu entrada no Supremo

Isabel do Santos, filha do antigo Presidente da Angola, desmente ter entrado com uma ação contra o atual Presidente João Lourenço. No entanto, o processo cível contra o Estado deu entrada no Supremo. De acordo …

Arqueólogos fazem "descoberta do Século" no Tejo (e tem pimenta)

Uma equipa de arqueólogos da Câmara Municipal de Cascais, do Projeto Municipal da Carta Arqueológica Subaquática do Litoral, descobriu uma nau que terá naufragado entre 1575 e 1625, e que é considerada a “descoberta do …

ADSE adia implementação de novas regras para tentar acordo com privados

Os hospitais privados e ADSE continuam com o braço de ferro, mas, por agora, os privados não vão deixar de operar beneficiários da ADSE. O boicote anunciado esta manhã foi adiado. Esta manhã, o o semanário …