Cientistas militares americanos evitaram uma guerra nuclear com a URSS

markkarvon / Deviant Art

Tsar Bomba – “Show of Force”, Mark Karvon

Uma forte tempestade solar, que desligou os radares de vigilância norte-americanos em plena Guerra Fria, quase provocou um novo conflito com a ex-URSS.

Corria o dia de 23 de maio de 1967, em plena Guerra Fria entre norte-americanos e russos, quando os radares de três sistemas de vigilância dos EUA deixaram de funcionar.

Localizados em regiões polares, esses sistemas serviam para detetar mísseis balísticos e, quando ficavam fora de serviço, podiam ser sinal de um ataque do inimigo.

Os militares norte-americanos pensaram então tratar-de um ato de guerra do lado soviético e já estariam prontos a enviar os seus aviões de combate.

Felizmente, vários especialistas em meteorologia espacial perceberam a tempo que não se tratava de um ataque mas antes de uma tempestade solar, como conta a União Geofísica Americana.

(dr) U.S. Government

Um mapa dos sistemas BMEWS (Ballistic Missile Early Warning System)

Um mapa dos sistemas BMEWS (Ballistic Missile Early Warning System)

Os detalhes desse fenómeno espacial, que quase provocou um conflito nuclear entre as duas potências, foram agora publicados na revista Space Weather.

“Se não fosse o facto de termos investido muito cedo em observação e previsão de tempestades solares e geomagnéticas, o impacto poderia ter sido muito maior”, afirmou Delores Knipp, física da Universidade do Colorado e líder da investigação.

O exército americano começou a explorar este tipo de fenómenos ainda nos anos 50 e, na década de 60, já a NORAD, uma organização americana e canadiana que defendia e controlava o espaço aéreo da América do Norte, tinha acesso a relatórios diários.

Foi graças a isso que, a 18 de maio desse ano, os especialistas perceberam que um grupo grande e invulgar de manchas solares, com campos magnéticos intensos, apareceu numa região do Sol.

(dr) National Solar Observatory Historical Archive

Uma imagem do Sol no dia 23 de maio de 1967

Uma imagem do Sol no dia 23 de maio de 1967

O já reformado coronel Arnold L. Snyder, que trabalhava na NORAD, estava a trabalhar no dia do presumível ataque, quando foi questionado se estava a ocorrer alguma atividade solar fora do comum.

“Lembro-me especificamente de lhes ter respondido cheio de entusiasmo: ‘Sim, metade do Sol está a desintegrar-se’ mas depois relatei os detalhes de forma mais calma”, recorda.

A tempestade geomagnética, que começou 40 horas depois das primeiras erupções solares, continuou a afetar as comunicações dos EUA durante quase uma semana.

De acordo com o novo estudo, foi tão potente que uma aurora boreal, que geralmente só é visível no círculo polar ártico, chegou a ser vista no Novo México, um estado bem a sul do país.

“Esta foi uma boa lição de como é importante estar preparado”, conclui Knipp.

ZAP // RT

PARTILHAR

RESPONDER

Tarantino diz que "Bruce Lee era um tipo arrogante". Filha do ator acha que cineasta deve pedir desculpar

A filha de Bruce Lee, Shannon Lee, disse à revista Variety que Quentin Tarantino "podia pedir desculpa ou dizer 'Eu realmente não sei como o Bruce Lee era. Apenas escrevi para o meu filme. Mas …

Fotógrafo entrou na morgue, tirou fotografias ao corpo de Marilyn Monroe e escondeu-as num cofre

Um famoso fotógrafo tirou fotografias do cadáver nu de Marilyn Monroe e escondeu-as, sem nunca revelá-las ao público. A informação é avançada pelo filho do fotógrafo Leigh Wiener, Devik Wiener, que afirma que o seu pai …

Receber o coração de um porco para transplante pode estar prestes a ser possível

Num futuro muito próximo, os seres humanos poderão receber transplantes de coração de porcos, considera o cirurgião britânico Terence English, de 87 anos, que em 1979 realizou o primeiro transplante cardíaco bem sucedido do Reino …

Elon Musk quer largar bombas nucleares em Marte

https://vimeo.com/354701570 Elon Musk quer bombardear o "planeta vermelho" para torná-lo habitável para a raça humana. Pode parecer contraditório, mas a ideia do fundador da Tesla e da SpaceX até poderia resultar. Bombardear Marte para tornar o planeta …

Mosca negra. A praga que alastra pelo Rio Tejo

Há uma praga a multiplicar-se pelos rios espanhóis, incluindo o Tejo, que está a levar milhares de pessoas às urgências dos hospitais e a afectar os produtores de animais. Trata-se da mosca negra que prolifera …

Descoberta mensagem em garrafa com 50 anos no Alaska. Autor foi descoberto na Rússia

Tyler Ivanoff estava à procura de lenha na costa do Alaska quando encontrou algo muito “maior”: uma garrafa com uma história: tinha 50 anos e uma mensagem no interior. "Estava à procura de lenha. Deparei-me por …

Portugal usa 4 vezes mais luz por candeeiro do que a Alemanha. É o país europeu com mais poluição luminosa

Portugal é o pior país da Europa em poluição luminosa, no que respeita ao fluxo luminoso per capita e fluxo luminoso por produto interno bruto (PIB). Esta é uma das conclusões de um artigo publicado na …

Colunista britânico agredido em Londres. Atacantes seriam ativistas de extrema-direita

O colunista britânico Owen Jones, considerado um dos mais influentes comentadores de esquerda no Reino Unido, foi agredido este sábado num bar em Londres, onde se encontrava a celebrar o seu aniversário. De acordo com o …

Cabras sapadoras que ajudam no combate aos incêndios em Portugal chegam ao “New York Times”

O jornal norte-americano The New York Times visitou a aldeia de Vermelhos, no interior do Algarve, para mostrar como as cabras foram promovidas a um “bombeiro low-cost” "Portugal tem tido dificuldades em encontrar soluções para …

Estado recebeu 28 milhões de euros de jogos de casino. Movimentados mais de 4 milhões por dia em 2018

Em 2018, entraram nos cofres públicos 28 milhões de euros provenientes dos casinos e bingos portugueses, num ano em que o volume do jogo ultrapassou os 1.6 mil milhões de euros. Contas feitas, os apostadores movimentaram …