Ter sempre o mesmo médico reduz o risco de morte

Um estudo publicado recentemente concluiu que ser sempre acompanhado pelo mesmo médico reduz a taxa de mortalidade.

Investigadores da Universidade de Exeter e da Universidade de Manchester, no Reino Unido, concluíram que ser sempre acompanhado pelo mesmo médico reduz o risco de morte.

Até agora, sabia-se que as pessoas que veem sempre o mesmo médico são mais propensas a seguirem as suas indicações, a ter as vacinas em dia e a irem menos vezes aos serviços de urgência. Este novo estudo, publicado na quinta-feira na BMJ Open, mostra que há ainda uma relação com a taxa de mortalidade.

Denis Pereira Gray disse ao Guardian que este artigo “mostra que ainda há um lado muito humano na medicina que é muito importante e pode até ser uma questão de vida ou de morte”, nomeadamente num momento em que a ênfase está nas máquinas e nas novas tecnologias.

Esta recente investigação baseou-se em vários documentos científicos, assim como em outros estudos já publicados, que tinham dados relevantes no que diz respeito à taxa de mortalidade e ao número de pacientes que eram, de facto, acompanhados pelo mesmo médico.

De acordo com o Público, foram analisados 22 estudos publicados depois de 2010, britânicos mas também do Canadá, Estados Unidos, Croácia, Holanda, França, Israel, Taiwan e Coreia do Sul.

A equipa descobriu que 18 dos estudos mostraram uma ligação entre o aumento da continuidade dos cuidados médicos e a redução das taxas de mortalidade. Um paciente de cirurgia colorretal, por exemplo, tinha o dobro do risco de morrer dentro de um ano se tivesse um cirurgião diferente do que se fosse tratado pelo mesmo.

Os dados analisados mostram assim que existe mesmo uma redução da taxa de mortalidade das pessoas que eram acompanhadas sempre pelo mesmo profissional de saúde, independentemente de se tratar de médicos generalistas ou especialistas.

O investigador afirma que esta pesquisa apoia trabalhos anteriores que sugerem que a continuidade dos cuidados médicos pelo mesmo profissional significa que os pacientes se sentem mais à vontade para discutir problemas com o seu médico, permitindo, por sua vez, que o profissional acumule conhecimento sobre o doente em questão.

Além disso, Gray conclui ainda que os investigadores acreditam mesmo “que se trata de um efeito humano transversal à medicina“.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Super Bock e Sagres aliam-se em campanha contra o racismo

As duas marcas de cerveja aliaram-se numa campanha contra o racismo, depois do episódio ocorrido, no passado domingo, com Moussa Marega, no Estádio D. Afonso Henriques. "Contra o racismo, não há rivais" é o mote da …

Conselho de Disciplina abre processo disciplinar ao Vitória de Guimarães

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta terça-feira, a abertura de um processo disciplinar ao Vitória de Guimarães, devido aos insultos racistas a Moussa Marega. O avançado do FC Porto recusou-se …

Pinto da Costa confirma fim da carreira de Casillas. E diz que episódio com Marega é um caso de polícia

O presidente do FC Porto confirmou, esta terça-feira, o fim da carreira do guarda-redes espanhol, que anunciou a intenção de se candidatar à presidência da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF). O dirigente portista falou aos …

Águias-de-Bonelli encontradas mortas no Douro Internacional

Duas águias-de-Bonelli jovens foram encontrados mortas no Douro Internacional, após terem sido marcadas com emissores GPS em 2018 e 2019, anunciaram na segunda-feira técnicos ligados a um projeto ibérico de salvaguarda destas aves. "O facto de …

Governo ficou perto da promessa de contratar 5000 doutorados

A anterior legislatura ficou a apenas 49 contratos de cumprir a meta estabelecida pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Educação Superior. De acordo com o jornal Público, a promessa do ministro da Ciência, Manuel Heitor, de …

Fundador da Amazon investe nove mil milhões de euros para combater alterações climáticas

O fundador da empresa tecnológica norte-americana Amazon, Jeff Bezos, revelou na segunda-feira que vai investir dez mil milhões de dólares (mais de nove mil milhões de euros) da fortuna pessoal para encontrar soluções para combater …

Conselho de Ética desfavorável a projetos de lei sobre eutanásia

O Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV) deu "parecer ético desfavorável" a quatro projetos de lei para a despenalização da morte medicamente assistida, que vão ser debatidos no Parlamento esta quinta-feira. Os …

Portugal considera "inamistosa e injustificada" a decisão da Venezuela sobre a TAP

O ministro dos Negócios Estrangeiros Augusto Santos Silva já reagiu às acusações de Caracas sobre o alegado transporte de explosivos feito pela transportadora portuguesa. O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, considera “inamistosa” e “injustificada” …

Presidente do Afeganistão reeleito para segundo mandato

O Presidente do Afeganistão foi reeleito para um segundo mandato com 50,64% dos votos, anunciou a comissão eleitoral independente afegã, esta terça-feira, ao divulgar os resultados definitivos das eleições realizadas em setembro passado. "A comissão eleitoral …

Mário Ferreira torna-se o segundo maior acionista da Cofina

O empresário português vai investir 20 milhões de euros no aumento de capital da Cofina, o suficiente para tornar-se o segundo maior acionista da empresa. De acordo com o semanário Expresso, o empresário Mário Ferreira deverá …