Ter sempre o mesmo médico reduz o risco de morte

Um estudo publicado recentemente concluiu que ser sempre acompanhado pelo mesmo médico reduz a taxa de mortalidade.

Investigadores da Universidade de Exeter e da Universidade de Manchester, no Reino Unido, concluíram que ser sempre acompanhado pelo mesmo médico reduz o risco de morte.

Até agora, sabia-se que as pessoas que veem sempre o mesmo médico são mais propensas a seguirem as suas indicações, a ter as vacinas em dia e a irem menos vezes aos serviços de urgência. Este novo estudo, publicado na quinta-feira na BMJ Open, mostra que há ainda uma relação com a taxa de mortalidade.

Denis Pereira Gray disse ao Guardian que este artigo “mostra que ainda há um lado muito humano na medicina que é muito importante e pode até ser uma questão de vida ou de morte”, nomeadamente num momento em que a ênfase está nas máquinas e nas novas tecnologias.

Esta recente investigação baseou-se em vários documentos científicos, assim como em outros estudos já publicados, que tinham dados relevantes no que diz respeito à taxa de mortalidade e ao número de pacientes que eram, de facto, acompanhados pelo mesmo médico.

De acordo com o Público, foram analisados 22 estudos publicados depois de 2010, britânicos mas também do Canadá, Estados Unidos, Croácia, Holanda, França, Israel, Taiwan e Coreia do Sul.

A equipa descobriu que 18 dos estudos mostraram uma ligação entre o aumento da continuidade dos cuidados médicos e a redução das taxas de mortalidade. Um paciente de cirurgia colorretal, por exemplo, tinha o dobro do risco de morrer dentro de um ano se tivesse um cirurgião diferente do que se fosse tratado pelo mesmo.

Os dados analisados mostram assim que existe mesmo uma redução da taxa de mortalidade das pessoas que eram acompanhadas sempre pelo mesmo profissional de saúde, independentemente de se tratar de médicos generalistas ou especialistas.

O investigador afirma que esta pesquisa apoia trabalhos anteriores que sugerem que a continuidade dos cuidados médicos pelo mesmo profissional significa que os pacientes se sentem mais à vontade para discutir problemas com o seu médico, permitindo, por sua vez, que o profissional acumule conhecimento sobre o doente em questão.

Além disso, Gray conclui ainda que os investigadores acreditam mesmo “que se trata de um efeito humano transversal à medicina“.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há escolas fechadas neste início de ano letivo e o problema é o mesmo: falta de funcionários

No arranque do ano letivo, há escolas encerradas no país. O Governo garante que haverá novos funcionários nas escolas ainda durante o mês de setembro.  Segundo avança a Rádio Renascença na manhã desta segunda-feira, há escolas …

Maternidade Alfredo da Costa fechou Urgência este domingo. Faltam anestesistas

No dia em que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) faz 40 anos, a emblemática Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, ficou com a porta da Urgência fechada durante a madrugada e toda a …

"Jojo Rabbit" vence prémio do público do Festival Internacional de Cinema de Toronto

O filme "Jojo Rabbit" venceu no domingo o prémio do público do Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), tornando-se assim um forte candidato a vencedor dos Óscares deste ano. O filme do realizador neozelandês Taika …

Dívida da Assistência na Doença aos Militares ascende a quase 95 milhões de euros

A dívida da Assistência na Doença aos Militares (ADM), gerida pelo Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA), ascende a quase 95 milhões de euros, valor que representa um aumento de 5,5% face aos …

Portugal conquista três medalhas na Taça do Mundo de ginástica acrobática

Portugal conquistou no domingo três medalhas, uma de ouro e duas de prata, no último dia da Taça do Mundo de ginástica acrobática. Esta prova antecede o Europeu, que acontecerá entre 30 de Outubro e …

"Nesta legislatura, andámos a recuperar aquilo que tinha sido destruído"

O secretário-geral do PS, António Costa, promete que, na próxima legislatura, o partido vai "fazer o avanço de que o SNS precisa". O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu este domingo que quem quer a …

De esquiador a vencedor da Vuelta, Roglic pedalou para entrar na história

O esloveno Primoz Roglic, da Jumbo-Visma, confirmou este domingo a vitória da Volta à Espanha na sua estreia na competição. O pódio ficou completo com Alejandro Valverde e Tadej Pogacar, respetivamente. O holandês Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick …

CDS quer estatuto de benefícios fiscais para o interior

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, disse hoje em Viseu que o interior deve ter um estatuto de benefícios fiscais, com reduções no IRS, no IRC ou nas portagens. "Temos uma proposta muito forte para o …

Jerónimo responde com sorriso à tese do voto útil do Bloco

O Bloco diz que o voto útil é no BE, contra a maioria absoluta. Jerónimo de Sousa, questionado sobre o que pensa da afirmação de Catarina Martins, respondeu: "Não acho nem deixo de achar. O …

No seu primeiro encontro, Boris dirá a Juncker que não vai adiar novamente o Brexit

Naquela que será a primeira vez que Boris Jonhson e Jean-Claude Juncker se encontram, o primeiro-ministro britânico vai defender que o Reino Unido não está preparado para adiar mais uma vez o Brexit. Boris Johnson prepara-se …