“O mês de junho é decisivo para se chegar à imunidade de grupo”

PSD / Flickr

Luis Marques Mendes

Luís Marques Mendes focou o seu comentário na visita do Presidente de República a Guiné-Bissau, fez uma análise sobre o ritmo de vacinação e sobre a política nacional.

Em relação à visita de Marcelo Rebelo de Sousa a Guiné-Bissau, que ocorreu na semana passada, o comentador considera que o que o Chefe de Estado fez “foi corajoso”, uma vez que as relações entre Portugal e a Guiné-Bissau “são relações de Estado a Estado, independentes dos regimes, dos presidentes ou dos Governos”.

Marques Mendes recordou que “o presidente da República já visitou Cabo Verde, já visitou São Tomé, já visitou Angola e Moçambique, alguns mais do que uma vez, e esquecia a Guiné-Bissau? Isto poderia dar mesmo um problema diplomático de hoje para amanhã”, pondo em evidência o sentido desta viagem, depois de uma onde de críticas à mesma.

Ainda sobre a visita a Guiné-Bissau, Marques Mendes destacou a autenticidade e a emoção dos guineenses durante a visita do Presidente, porém, não descarta a possibilidade de ter havido encenação e manipulação das autoridades, “mas ao mesmo tempo via-se nas imagens autenticidade nas pessoas”.

Por outro lado, e como já é habitual durante o seu espaço e comentário, Marques Mendes fez uma análise sobre o processo de vacinação em Portugal.

Recordou que nos quase cinco meses que Portugal já leva de plano de vacinação, foram administradas 5 milhões de doses. Atualmente já há 3,3 milhões de pessoas com uma dose e 1,6 milhões com a vacinação completa. Contudo, alerta que “uma coisa é o ritmo da vacinação, outra são os grupos de risco”.

“Isto é importante porque é aqui neste setor, basicamente a partir dos 60 anos, que há o grande número de mortes por covid. A partir do momento em que estas pessoas estão vacinadas a doença pode continuar a existir, mas já não tem o risco que tinha”. Por outro lado, apesar de “estar quase toda a gente vacinada, falta o quase”, afirma.

Relativamente ao futuro e a próxima fase de vacinação, que abrange a faixa etária 50-59 anos, 1,4 milhões de pessoas, é de mencionar que 30% já estão vacinados. “Isto já começou e vai acelerar na próxima semana e todas as vacinas são boas. Têm graus de eficácia diferentes, mas são boas”.

Luís Marques Mendes adianta ainda que “o mês de junho é decisivo para se chegar à imunidade de grupo”, pois irão começar a ser vacinadas pessoas entre os 40 e 49 anos, o que abrange 1,5 milhões de pessoas, com 11% já vacinadas, e a fase dos 30 aos 39 anos, que abrange 1,3 milhões de pessoas, com 8% já vacinadas.

Sobre as restrições à vacina Janssen, Luís Marques Mendes considera um erro. “A Janssen foi proibida abaixo dos 50 anos e eu acho que as nossas autoridades deviam repensar esta posição”.

A situação da pandemia da covid-19 em Lisboa está a agravar-se e na próxima semana o concelho de Lisboa deverá ficar em situação de alerta, diz o comentador.

Um outro tema que marcou a semana foi a Comissão de Inquérito do Novo Banco, e sobre este assunto, o comentador já “sabe bem o que a casa gasta”.

Considera assim que a imagem que “estes senhores todos têm dado de si próprios ao país é uma imagem desgraçada, inqualificável. É a imagem de maus empresários, maus gestores, pessoas sem caráter, sem princípios, regras e valores. Com muita arrogância, com um enorme descaramento, para não dizer uma lata do outro mundo. É uma coisa inqualificável”.

A nível de política nacional, destacou o mau estar à direita e a semana horribilis de Rui Rio

Marques Mendes recorda que as sondagens andam a dar mínimos históricos a Rui Rio. Há um mau estar que, do ponto de vista de Luís Marques Mendes, consiste nesta perceção pública “de que o PSD se está a aproximar do Chega”. E cria um outro problema: “É que o PSD está a entregar de mão beijada o centro ao PS”.

Para o comentador, a falta de causas do PSD não se justifica. “Era fácil ter causas, como por exemplo a da defesa da classe média, fustigada por impostos, taxas e taxinhas. Porque é que o PSD não agarra nesta causa?”, questiona Luís Marques Mendes.

Ana Isabel Moura, ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Novo modelo geofísico ajuda a prever furacões com origem no Golfo do México

Ao analisar a temperatura da atmosfera, que se encontra a vários quilómetros acima da Terra, os investigadores descobriram uma forma de prever quantos furacões podem afetar o Golfo do México no verão e no outono. Os …

Requiem. Supernova irá fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037

Uma supernova distante, chamada Requiem, vai fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037. O Hubble captou-a três vezes em 2016, graças a um fenómeno conhecido como lente gravitacional. A Requiem é o resultado de uma explosão estelar …

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …