Menina de 10 anos morre após mutilação genital. “Foi levada por Alá”, dizem os pais

UNAMID / Flickr

Uma menina de 10 anos morreu na região central da Somália depois de ter sido submetida a uma mutilação genital. Segundo o diretor do hospital de Hanano, a criança sangrou até à morte. 

A menina foi levada para o hospital de Hanano, na cidade de Dhusamareb, no dia 17 de julho, dois dias depois de ter sido submetida à mutilação, de acordo com os pais, numa aldeia a cerca de 40 quilómetros do hospital, aponta a Voa.

Os exames revelam que a criança ficou infetada com tétano porque os utensílios utilizados no procedimento não foram esterilizados. “Cortaram-lhe o clítoris e um lado da vulva. O outro lado ficou ferido em três áreas. Nunca vi ninguém mutilado desta forma na minha vida”, disse o diretor e médico do hospital, Abdirahman Omar Hassan.

O pai da menina, Dahir Nur, disse estar perturbado com a situação, mas aceita a morte da sua filha e acredita que a menina “foi levada por Alá”.

Apesar da perda, os pais da criança defendem a prática da mutilação genital. “As pessoas na área estão satisfeitas com isso. A mãe dela consentiu. Temos visto os efeitos, mas é uma cultura do país em que vivemos”, disse Nur, acrescentado que ninguém é responsável pela morte da sua filha.

Ativistas denunciam o procedimento

As notícias do procedimento fatal surgiram pela voz de ativistas somalis e parceiros internacionais, que se reuniram em Mogadíscio, na Somália, para discutir campanhas contra a mutilação genital feminina.

Ifrah Ahmed, uma ativista da Somália, pediu aos líderes religiosos que fizessem mais para convencer a comunidade a terminar com o procedimento. “Os líderes religiosos podem informar a comunidade sobre o que a religião diz sobre a mutilação genital feminina – que não se trata de religião, mas de cultura”, disse.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a Somália está nos três principais países do mundo que recorrerem à mutilação genital feminina. A organização mundial aponta ainda que mais de 200 milhões de meninas e mulheres foram mutiladas em 30 países da África, Médio Oriente e Ásia.

Está em causa uma violação dos direitos humanos das meninas e das mulheres, reitera a Organização Mundial de Saúde.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Os Simpsons podem ter previsto o surto do novo coronavírus da China

A série de televisão animada "Os Simpsons" é conhecida por ter feito profecias que, com o passar do tempo, se tornaram mesmo realidade. Agora, os fãs do programa parecem ter encontrado um episódio que prediz …

Identificada nova espécie de dinossauro que viveu há mais de 150 milhões de anos

Paleontólogos identificaram, nos Estados Unidos, uma nova espécie de dinossauro do género dos alossauros, que viveu há mais de 150 milhões de anos. A espécie, que tem o nome de Allosaurus jimmadseni, foi identificada a partir …

Escorpião com 436 milhões de anos foi dos primeiros animais a pisar a Terra

Cientistas descobriram um escorpião com 436 milhões de anos que terá sido um dos primeiros animais da Terra a migrar dos habitats aquáticos para os terrestres. Foram encontrados dois fósseis da espécie num antigo mar tropical …

Bruno de Carvalho disposto a liderar SAD do Sporting com Varandas

O ex-presidente do Sporting admitiu, esta sexta-feira, estar disposto a liderar a SAD do clube, mesmo com Frederico Varandas como presidente. No seu comentário semanal na Rádio Estádio, Bruno de Carvalho disse estar disposto a regressar …

A Inteligência Artificial teria resolvido o mistério da fuga de Alcatraz

Um programa de Inteligência Artificial (IA) poderia ter resolvido o mistério da fuga dos irmãos irmãos John e Clarence Anglin e Frank Morris da prisão de Alcatraz, que foi considerada uma das mais seguras dos …

Mais de 30 militares dos EUA ficaram com lesões cerebrais após ataque iraniano

Mais de 30 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque iraniano na base militar de Ain al-Assad, no Iraque. 34 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque levado …

Homem que torturou suspeitos de planear o 11 de setembro diz que o voltaria a fazer

James Mitchell torturou os cinco suspeitos de terem planeado o ataque de 11 de setembro de 2001. Em tribunal, disse que não tem remorsos e que o voltaria a fazer. James Mitchell foi o psicólogo responsável …

Belenenses e Belenenses SAD chegam a acordo para suspender ações judiciais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta sexta-feira, que foi alcançada uma suspensão das ações judiciais entre o Belenenses e a Belenenses SAD. Em comunicado publicado na sua página oficial, a FPF informou que o …

Amazon quer que os clientes paguem com as mãos

A gigante tecnológica Amazon quer que os  clientes comprem e efetuem o pagamento com um aceno da mão em vez de passar um cartão numa máquina. De acordo com o Wall Street Journal, que cita fontes …

59 autarcas constituídos arguidos na Operação Éter

O Ministério Público constituiu 74 arguidos, 59 dos quais autarcas e ex-autarcas de 47 câmaras do Norte e Centro, no processo da investigação às Lojas Interativas da Turismo do Porto e Norte, realizada no âmbito …