Menina indiana morre depois de 68 dias em jejum religioso

A polícia indiana está a investigar os pais de uma jovem de 13 anos que morreu, na semana passada, depois de ter feito um jejum religioso de 68 dias.

De acordo com a BBC, as autoridades querem saber se Aradhana Samdariya foi obrigada a jejuar.

A menina de 13 anos morreu na semana passada, depois de 68 dias em jejum religioso, mas os pais garantem que foi Aradhana quem se voluntariou para o fazer.

O caso levantou um aceso debate sobre esta prática religiosa na Índia, que é muito comum em religiões como o jainismo, o hinduísmo e o budismo.

Segundo alguns relatos, citados pela emissora britânica, a menor privou-se de toda a comida e bebeu apenas água fervida.

Um representante da polícia indiana diz que a investigação foi aberta depois de uma organização dos direitos da criança ter apresentado queixa.

“Os pais – Laxmi Chand e Manshi Samdariya – foram acusados de homicídio por negligência e de crueldade contra menores”, afirmou.

Por sua vez, os progenitores, joalheiros de uma família abastada, continuam a insistir que não obrigaram a filha a tomar esta atitude.

“Ela pediu-nos permissão para seguir o ‘upvaas’ [jejum que consiste numa privação total de alimentos]. Pedimos-lhe para parar, depois de 51 dias, mas não desistiu. O seu jejum foi voluntário. Ninguém a forçou”, garante o pai.

“O negócio ia prosperar”

No entanto, ativistas indianos rejeitam a versão apresentada pela família e alertam para o facto desta prática religiosa ainda existir em pleno século XXI.

“Toda a nação devia estar envergonhada por saber que estas práticas ainda existem. O guru do pai aconselhou a família que, se a menina fizesse jejum durante 68 dias, o negócio ia prosperar“, contou à BBC o ativista Achyut Rao.

“A criança esteve todos estes dias a beber apenas água, desde o nascer ao pôr-do-sol. A água nem tinha sal, nem limão, nem nada parecido”, continua.

O ativista também critica o facto de a família ter feito uma procissão à menina como se esta fosse “uma santa”.

“O aspeto chocante deste caso é o facto dos pais estarem felizes pela sua filha ter sido aquela que foi ‘levada por Deus'”, lamenta.

No jainismo, o jejum é uma prática religiosa muito comum e os seus líderes continuam a defendê-la, alertando apenas para que não seja feita por mulheres grávidas ou pessoas doentes.

De acordo com a BBC, há até uma variação mais radical, apelidada de ‘santhara’, na qual os crentes não comem nem bebem, como uma forma de preparação para a morte.

ZAP / BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Isto de religiões parece ser de facto a causa principal de divisão entre as pessoas e o caminho para a prática de muitas loucuras consoante a dose de intolerância que cada uma aplicar na sua receita, se Deus existe será que haverá um Deus para cada religião?

RESPONDER

Dez milhões de crianças "podem nunca voltar à escola" após coronavírus

A pandemia de coronavírus causou uma "emergência educacional sem precedentes", com 9,7 milhões de crianças afetadas pelo encerramento de escolas em risco de nunca voltar às aulas, alertou na segunda-feira a Organização Não Governamental (ONG) …

Nos Estados Unidos, há uma máquina obsoleta a dificultar a resposta à pandemia. Chama-se fax

O facto de vários departamentos de saúde pública norte-americanos ainda utilizarem o fax para trocarem informação com hospitais, centros de saúde e laboratórios que realizam testes de deteção do novo coronavírus é um grande problema …

Uber passa a estar disponível em todo o país

A plataforma de transporte pode, a partir desta terça-feira, ter operadores em todo o território nacional, considerando ser um passo importante num contexto em que o turismo interno ganha relevância, no âmbito da pandemia da …

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …

Itália restitui a França obra de Banksy roubada do Bataclan

Itália anunciou, esta terça-feira, que vai devolver a França uma obra atribuída a Banksy, uma homenagem às vítimas dos ataques terroristas em Paris, em 2015, roubada em 2019 e encontrada numa quinta perto de Roma. Antes, …

Há corais vermelhos na costa algarvia (e vai haver multas para quem os apanhar)

Os corais vermelhos da costa portuguesa vão passar a estar protegidos por legislação pesqueira e ambiental que está a ser preparada pelo governo e coimas elevadas, anunciou o ministro do Mar. O ministro do Mar, Ricardo …