Um dos membros de “La Manada” foi reintegrado no Exército

Kai Foersterling / EPA

Milhares de pessoas protestaram em várias cidades espanholas contra a sentença do caso “La Manada”

Um dos cinco membros do grupo “La Manada”, condenado por abuso sexual, foi agora reintegrado no Exército, enquanto aguarda decisão do Supremo Tribunal.

Alfonso Jesús Cabezuelo, um dos cinco membros do grupo “La Manada” e condenado a nove anos de prisão por abuso sexual a uma jovem nas festas de San Fermín, em Pamplona, em 2016, foi reintegrado no Exército esta terça-feira.

Segundo o Boletim Oficial de Defesa, o agressor foi reintegrado depois de cumprir seis meses de suspensão de funções. Cabezuelo estava destacado numa Unidade Militar de Emergências na província de Cádiz e fica agora a aguardar informações sobre o seu destacamento.

De acordo com a TVI24, o Ministério da Defesa Espanhol não irá colocar Cabezuelo num posto até que o Supremo Tribunal tome uma decisão. O militar está, desde o dia 22 de junho, em liberdade condicional.

A legislação espanhola dita que a suspensão de funções de um militar do Exército é uma medida temporária de precaução que só pode durar, no máximo, seis meses. Depois desse período, é obrigatoriamente levantada. Assim sendo, o militar regressa ao serviço e recupera todo o seu salário base. Até à data, o Exército pagava-lhe apenas 75% do salário, sem complementos.

Além do caso ocorrido em Pamplona, Cabezuelo aguarda ainda o encerramento de uma investigação a uma ocorrência semelhante em Pozoblanco, na Andaluzia, na qual responde juntamente com outros três membros do grupo “La Manada”.

Um membro do observatório da vida militar, Mariano Casado, pediu para que o militar não fosse reintegrado devido à situação incómoda que o seu regresso geraria. No entanto, segundo o Correio da Manhã, adiar ou evitar o seu regresso não era possível, visto que Cabezuelo se encontra em liberdade.

Antonio Manuel Guerrero, agente da Guardia Civil, está numa situação semelhante de “ativo sem serviço atribuído”, recebendo o salário base enquanto espera pela decisão final.

O advogado Agustín Martínez Becerra revela, no entanto, que nenhum dos outros membros condenados do “La Manada” pretende procurar emprego ou regressar aos que já tinham.

Os cinco membros do grupo foram condenados a nove anos de prisão pelo abuso sexual em grupo a uma jovem durante as festas de San Fermín, em Pamplona. Contudo, dois anos depois de terem sido detidos foram libertados.

A decisão polémica levou a várias manifestações. Além disso, cerca de 750 magistrados espanhóis apresentaram agora uma queixa ao Conselho Consultivo de Juízes Europeus. Segundo o El Mundo, os magistrados apontam a “grave ameaça que foi levantada contra a independência judicial em Espanha”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Antigo primeiro-ministro da Escócia enfrenta 14 acusações de abuso sexual

Alex Salmond, o antigo primeiro-ministro da Escócia que desencadeou uma tentativa de independência do Reino Unido, compareceu em tribunal para enfrentar 14 crimes de abuso sexual alegadamente cometidos enquanto liderava o país. Entre os crimes está …

César, Louçã, Domingos Abrantes, Rio e Balsemão eleitos para Conselho de Estado

O Conselho de Estado é um órgão de consulta do Presidente da República composto por 19 membros, cinco dos quais eleitos pela Assembleia da República. Carlos César (PS), Francisco Louçã (BE), Domingos Abrantes (PCP), Rui Rio …

China já está a trabalhar no desenvolvimento de redes 6G

As autoridades chinesas divulgaram esta sexta-feira que já iniciaram pesquisas para o desenvolvimento de redes sem fio de sexta geração, apenas algumas semanas depois de as três principais operadoras de telecomunicações do país terem lançado …

Miguel Morgado desiste de se candidatar à liderança do PSD

O ex-adjunto de Pedro Passos Coelho anunciou, esta sexta-feira, que desistiu de avançar com a sua candidatura para liderar o PSD. Miguel Morgado anunciou, esta sexta-feira, através do Facebook, que "não foi infelizmente possível no presente …

Merkel fará a sua primeira visita ao antigo campo de concentração de Auschwitz

A chanceler alemã, Angela Merkel, pretende visitar o antigo campo de concentração nazi de Auschwitz na Polónia, pela primeira vez nos seus 14 anos no cargo, anunciou na quinta-feira um jornal de Munique. Segundo Sueddeutsche Zeitung, …

Bebé encontrado no lixo já está com uma família de acolhimento

O bebé encontrado num ecoponto, no início do mês, e que esteve até quinta-feira hospitalizado, já está com uma família de acolhimento, informou a Santa da Misericórdia de Lisboa esta sexta-feira. A instituição refere numa nota …

Fisco vai controlar declarações de IRS de beneficiários do programa "Regressar"

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai desenvolver mecanismos para verificar se os contribuintes abrangidos pelo regime fiscal do programa "Regressar" reúnem as condições exigidas, prevendo-se que parte desse controlo ocorra com a entrega da declaração …

Greta Thunberg vai de Lisboa a Madrid num carro elétrico emprestado por Espanha

A Junta da Extremadura, região espanhola, disponibilizou um carro elétrico à jovem ativista sueca Greta Thunberg para que possa viajar de Lisboa para Madrid para assistir à Cimeira do Clima respeitando o meio ambiente, adiantou …

Enfermeiros garantem voltar à luta com os 200 mil que sobraram do crowdfunding

Os enfermeiros, que no ano passado iniciaram o "Movimento Greve Cirúrgica", pretendem voltar às ações de protestos com os cerca de 200 mil euros que restaram da campanha de crowdfunding. A intenção é revelada por …

OCDE: Nova crise pode tirar metade do rendimento às famílias portuguesas

Uma nova crise económica e financeira a nível global pode ter efeitos dramáticos para as famílias portuguesas, levando à perda de metade dos seus rendimentos. Esta é a previsão da Organização para a Cooperação e …