Um dos membros de “La Manada” foi reintegrado no Exército

Kai Foersterling / EPA

Milhares de pessoas protestaram em várias cidades espanholas contra a sentença do caso “La Manada”

Um dos cinco membros do grupo “La Manada”, condenado por abuso sexual, foi agora reintegrado no Exército, enquanto aguarda decisão do Supremo Tribunal.

Alfonso Jesús Cabezuelo, um dos cinco membros do grupo “La Manada” e condenado a nove anos de prisão por abuso sexual a uma jovem nas festas de San Fermín, em Pamplona, em 2016, foi reintegrado no Exército esta terça-feira.

Segundo o Boletim Oficial de Defesa, o agressor foi reintegrado depois de cumprir seis meses de suspensão de funções. Cabezuelo estava destacado numa Unidade Militar de Emergências na província de Cádiz e fica agora a aguardar informações sobre o seu destacamento.

De acordo com a TVI24, o Ministério da Defesa Espanhol não irá colocar Cabezuelo num posto até que o Supremo Tribunal tome uma decisão. O militar está, desde o dia 22 de junho, em liberdade condicional.

A legislação espanhola dita que a suspensão de funções de um militar do Exército é uma medida temporária de precaução que só pode durar, no máximo, seis meses. Depois desse período, é obrigatoriamente levantada. Assim sendo, o militar regressa ao serviço e recupera todo o seu salário base. Até à data, o Exército pagava-lhe apenas 75% do salário, sem complementos.

Além do caso ocorrido em Pamplona, Cabezuelo aguarda ainda o encerramento de uma investigação a uma ocorrência semelhante em Pozoblanco, na Andaluzia, na qual responde juntamente com outros três membros do grupo “La Manada”.

Um membro do observatório da vida militar, Mariano Casado, pediu para que o militar não fosse reintegrado devido à situação incómoda que o seu regresso geraria. No entanto, segundo o Correio da Manhã, adiar ou evitar o seu regresso não era possível, visto que Cabezuelo se encontra em liberdade.

Antonio Manuel Guerrero, agente da Guardia Civil, está numa situação semelhante de “ativo sem serviço atribuído”, recebendo o salário base enquanto espera pela decisão final.

O advogado Agustín Martínez Becerra revela, no entanto, que nenhum dos outros membros condenados do “La Manada” pretende procurar emprego ou regressar aos que já tinham.

Os cinco membros do grupo foram condenados a nove anos de prisão pelo abuso sexual em grupo a uma jovem durante as festas de San Fermín, em Pamplona. Contudo, dois anos depois de terem sido detidos foram libertados.

A decisão polémica levou a várias manifestações. Além disso, cerca de 750 magistrados espanhóis apresentaram agora uma queixa ao Conselho Consultivo de Juízes Europeus. Segundo o El Mundo, os magistrados apontam a “grave ameaça que foi levantada contra a independência judicial em Espanha”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Arqueólogos acreditam ter encontrado o famoso navio de James Cook

Um grupo de arqueólogos australianos e americanos acredita ter localizado a área em que o Endeavour, o navio que o explorador britânico James Cook usou nas suas viagens à Austrália e à Nova Zelândia, terá …

Físicos produziram o campo magnético mais forte e controlável de sempre

Um grupo de cientistas do Instituto de Física do Estado Sólido da Universidade de Tóquio, no Japão, produziu o campo magnético mais forte e controlável já criado em ambientes fechados - é um macro para …

"Impossível" puzzle químico do ouro foi finalmente resolvido

Uma equipa de cientistas russos e alemães conseguiu decifrar o segredo da estabilidade da estrutura cristalina do calaverita (AuTe2) - um raro mineral metálico também conhecido como telúrio de ouro. A descoberta, publicada nesta terça-feira na …

Há caranguejos mutantes e zangados a invadir a costa dos EUA (e são verdes)

Uma espécie agressiva de caranguejo verde está a invadir as águas do estado norte-americano de Maine, deixando um rasto de destruição nos habitats e ecossistemas aquáticos. Os caranguejos (Carcinus maenas) ameaçam várias espécies, como mexilhões azuis, …

Porsche quer ser a primeira fabricante alemã a deixar o diesel

A Porsche quer tornar-se a primeira fabricante automobilística alemã a deixar o diesel, apostando em motores a gasolina, híbridos e, a partir de 2019, em veículos elétricos, anunciou este domingo o presidente executivo da empresa. "Agora …

Viver nas cidades aumenta risco de demência (e a culpa é da poluição)

Viver na cidade influencia a nossa saúde. Segundo um estudo recente, a poluição do ar pode aumentar em 40% o risco de desenvolver demência. O impacto da poluição do ar na nossa saúde já era conhecido, …

Finalmente resolvido o mistério do assassino de gatos em Londres

Um dos mistérios criminais que intrigava a Inglaterra está finalmente resolvido. A conclusão é que, afinal, o famoso assassino de gatos de Croydon não existe. O mistério à volta da morte de mais de 400 gatos …

Benfica - Aves | Triunfo de águia exuberante e perdulária

O Benfica respondeu ao triunfo do FC Porto no sábado com uma vitória caseira sobre o Desportivo das Aves, por 2-0. O resultado pode indicar algumas dificuldades por parte da formação “encarnada”, mas pode-se dizer, sem …

Aquecimento global no Pleistoceno elevou nível do mar até 13 metros

O aquecimento global no final do período do Pleistoceno, com temperaturas similares às previstas para este século, reduziu a camada de gelo da Antártida oriental e elevou o nível do mar até 13 metros acima …

Autor dos mais famosos estudos sobre comida viu 13 artigos retirados

O famoso investigador norte-americano está envolvido numa polémica, depois de 13 dos seus estudos científicos terem sido retirados de algumas publicações. É provável que nunca tenha ouvido falar de Brian Wansink mas, tal como recorda o …