Membro da La Manada escreve carta: “Não sou violador nem abusador”

Kai Foersterling / EPA

Milhares de pessoas protestaram em várias cidades espanholas contra a sentença do caso “La Manada”

Cinco homens foram condenados a nove anos de prisão por abuso sexual de uma jovem de 18 anos, em 2016, nas festas de São Firmino em Pamplona, quando a procuradoria espanhola pedia uma pena de 22 anos mas por agressão sexual.

Antonio Miguel Guerrero, de 28 anos, é um dos condenados do grupo apelidado La Manada. Ele e os seus quatro amigos pelo abuso sexual de uma jovem de 18 anos durante as festas espanholas de São Firmino em 2016.

Este tornou-se um caso mediático quando os cinco arguidos foram condenados a nove anos de prisão por abuso sexual e ficaram obrigados ao pagamento de uma indemnização de 50 mil euros à vítima – 10 mil cada um, depois de a procuradoria os ter acusado de agressão sexual.

No entanto, os juízes do tribunal de Navarra pensam que não se tratou de agressão sexual, mas sim de abuso sexual, porque a vítima não ofereceu resistência.

Agora, depois de protestos em todo o território espanhol em defesa da vítima, que justificou a atitude “passiva ou neutra”, por estar em estado de choque, um dos condenados quebrou o silêncio.

Antonio Miguel Guerrero escreveu uma carta ao jornal “La Tribuna de Cartagena”, que divulgou dados e imagens da vítima e publicou um polémico artigo com o nome “Eu não acredito em ti”, e que foi divulgada pela espanhola telecinco, na qual se refere à jovem como “vítima”, sempre com aspas, que utiliza igualmente na palavra “violadores”.

Não sou nenhum violador nem abusador, não odeio as mulheres e não cuspo fogo pela boca. Amanhã pode acontecer ao teu irmão, ao teu pai, ao teu filho ou até a ti e aí vais arrepender-te de ter apoiado #yositecreo”, afirmou o condenado, referindo-se ao movimento de apoio à rapariga criado nas redes sociais.

O ex-polícia espanhol adianta que a leitura da sentença do caso foi transmitida como se se tratasse do “discurso de Natal do Rei” e que, quando os cinco arguidos foram absolvidos do crime de agressão sexual, a população de Espanha fez várias perguntas: “Será que nenhum dos juízes vê televisão?, Nenhum tem redes sociais?, Nenhum leu os artigos do jornal El Español?”, a publicação espanhola que tem sido uma das principais vozes contra os arguidos.

“A todas estas pessoas posso garantir que, pelo menos a um dos três magistrados, importa-lhe bastante pouco o que se diz na televisão e nas redes sociais. São juízes e a sua missão é transmitir justiça, não caçar bruxas”, diz Antonio Miguel Guerrero, acrescentando que as mesmas pessoas que pedem penas mais pesadas para a La Manada são as que defendem “uma segunda oportunidade para Ana Julia Quezada e ‘El Chicle'”.

No último parágrafo, o ex-agente da Guardia Civil revela que tem a certeza de que vão escrever “artigos e comentários” sobre a carta para “conseguir aplausos fáceis”. Ainda assim, Antonio Miguel Guerrero garante: “Ainda confio na justiça e na sua independência”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Palavra “mulher” já tem nova definição

O dicionário online Priberam e o canal de televisão FOX Life uniram-se para desafiar os portugueses a participar na revisão do significado da palavra "mulher". Três semanas depois, apresentam-nos o resultado. Esta terça-feira, o dicionário online …

EUA emitem alerta sobre "ataques sónicos" na China

Esta quarta-feira, a embaixada norte-americana na China emitiu uma alerta após um funcionário do Governo ter sofrido uma lesão cerebral. A embaixada norte-americana na China emitiu um alerta depois de um funcionário ter sofrido uma lesão …

Descobertas 481 moedas romanas dos séculos I ao III em Braga

Um museu em Braga descobriu 481 moedas romanas datadas do século I ao século III que permitem perceber o circuito de comércio no Mediterrâneo na época do Império Romano. Esta quarta-feira, o Museu Pio XII, em …

José Manuel Coelho condenado a ano e meio de prisão domiciliária

O deputado do PTP/Madeira foi, esta quarta-feira, condenado a um ano e seis meses de prisão domiciliária pela prática de vários crimes de difamação e de divulgação de fotografias ilícitas. José Manuel Coelho foi julgado na …

Maternidade só deixa mãe ver as filhas recém-nascidas depois de pagarem a conta

Uma mãe esperou cinco dias para ver as suas filhas recém-nascidas porque não tinha dinheiro para pagar as despesas médicas. Juliana Logbo esperou cinco dias depois do parto para ver as suas filhas gémeas e recém-nascidas …

Novo escândalo de abusos sexuais no Chile leva à suspensão de 14 sacerdotes

A diocese da cidade chilena de Rancagua anunciou, esta terça-feira, a suspensão de 14 sacerdotes implicados num novo escândalo de abusos sexuais sobre jovens e menores. "Estes padres cometeram atos que podem constituir crimes nos domínios …

94% das universitárias de Coimbra já foram alvo de assédio sexual

Um estudo realizado pela UMAR Coimbra sobre a violência sexual em contexto académico revela que 94,1% das mulheres inquiridas já foram alvo de assédio sexual, 21,7% de coerção sexual e 12,3% reportaram já terem sido …

Israel admite: o famigerado F-35 já se estreou em combate

A força aérea israelita admitiu ter usado, pela primeira vez, o poderoso caça bombardeiro numa ação de combate contra dois tanques, numa missão recente. Um dos aviões de combate mais avançados do mundo, o novo caça-bombardeiro …

Proposta do PS sobre a habitação suspende despejos já em curso

O PS avançou com uma proposta de alteração ao seu próprio projeto. A medida abrange inquilinos com mais de 65 anos ou com grau de incapacidade igual ou superior a 60% desde que residam há …

Função Pública vai ter aumentos em 2019 (mas não nos salários)

O ministro das Finanças referiu, esta quarta-feira, no Parlamento, que os funcionários públicos vão ter aumentos em 2019, através da "via do descongelamento de carreiras". Mas sobre um eventual aumento dos salários não se pronunciou. "Todos …