Meio primata, meio humano. Assim era o cérebro de Lucy

carlos_lorenzo / Flickr

Lucy, uma Australopithecus Afarensis que viveu há 3 milhões de anos

Uma nova investigação, que analisou crânios de Australopithecus afarensis, uma espécie já extinta, da qual fazia parte a “famosa” Lucy, revelou que estes hominídeos tinham cérebros surpreendentemente semelhantes aos dos macacos que se foram desenvolvendo à semelhança de cérebros humanos.

Na prática, os “parentes” diretos de Lucy tinham cérebros com algumas características de primatas e outras de humanos, concluíram os cientistas no novo estudo, cujos resultados foram no início do mês de abril publicados na revista Science Advances.

O fóssil de Lucy foi encontrado na Etiópia em 1974 e tem 3,4 milhões de anos. A sua espécie já andava com a coluna ereta e, muito provavelmente, já usava ferramentas.

O cérebro humano tem estruturas específicas que o diferenciam do cérebro dos primatas e os cientistas sempre tentaram perceber em que momento exato da evolução é que estas características se desenvolveram, conta o portal Gizmodo.

Terá sido durante a era dos Australopithecus? Ou mais tarde? O novo estudo, que se debruçou sobre a espécie de Lucy revela mais informação sobre este momento.

Para perceber em que janela temporal se deu a diferenciação, os cientistas analisaram os crânios de seis crianças e um adulto da espécie de Lucy. Recorrendo a tomografias computorizadas, os cientistas construíram imagens de alta resolução que mostram como terão sido os cérebros dos espécimes de Australopithecus afarensis.

Uma infância mais longa

A investigação sugere que os Australopithecus já tinham um desenvolvimento cerebral mais demorado do que o dos chimpanzés durante o período da infância, aproximando-se mais do desenvolvimento dos humanos.

“O que é mais intrigante é que apesar de o cérebro se parecer muito com o cérebro de um primata, [este] tem uma característica humana: cresce durante um longo período de tempo”, explicou o cientista e autor do estudo Phillip Gunz, do Instituto Maz Planck de Antropologia Evolutiva, na Alemanha, dando conta que esta descoberta aponta para uma infância mais longa, uma característica muito humana.

Por outro lado, as imagens revelaram a presença do sulco semilunar, uma fissura nas dobras cerebrais encontradas em chimpanzés. Este sulco, frisa o portal Hype Science, não costuma ser observado em cérebros humanos.

Ou seja, o cérebro de Lucy assemelha-se ao dos primatas mas terá se desenvolvido como o dos humanos, segundo esta nova investigação.

“Temos uma tendência de ver a evolução como algo contínuo, esta ideia de que tudo está a evoluir em sincronia é destruída por um artigo como este. [O estudo] mostra que, como tudo o resto na evolução humana, nós evoluímos mais como um mosaico, de forma modular, em que aspetos da nossa anatomia se desenvolvem em ritmos diferentes”, completou o antropólogo, Jeremy DeSilva, citado pelo Gizmodo.

O especialista frisa ainda que a evolução não acontece de forma linear: os nosso ancestrais foram adquirindo algumas caraterísticas humanas enquanto mantinham também outras específicas dos primatas.

ZAP // Gizmodo / HypeScience

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Mas o ferro tem uma cara mais assustadora, aquele boca de sapo, sectário, incompetente e inimigo das liberdades de expressão.

      • E a Lucy certamente que tinha a metade humana do cérebro mais madura que a do ferro rodrigues. A do ferro rodrigues ainda está num nível muito infantil, falta-lhe por exemplo aprender que a democracia e a liberdade são de todos para todos.

  1. “os nosso ancestrais foram adquirindo algumas caraterísticas humanas enquanto mantinham também outras específicas dos primatas”.
    Não é novidade!
    A maioria dos humanos (a Boiada), ainda as mantém…

RESPONDER

O envelhecimento celular em humanos foi parcialmente revertido (com o uso de oxigénio)

Investigadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriram uma forma de reverter o processo de envelhecimento celular e podem ter feito um avanço na procura pela juventude eterna. O novo estudo publicado na revista Aging …

Porto 0-0 Man City | Pragmatismo portista garante “oitavos”

O FC Porto está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os “azuis-e-brancos” precisavam apenas de um empate, ou que o Olympiacos não vencesse em França, em casa do Marselha, e ambos os pressupostos aconteceram – …

O céu tingiu-se de roxo na Suécia (e a culpa era de uma plantação de tomates)

O céu ficou misteriosamente tingido de roxo em Trelleborg, a cidade mais a sul da Suécia, por causa da luz vinda de uma plantação de tomate enuma cidade próxima. Há algumas semanas, os moradores de Trelleborg …

Maurícias estão a abater um morcego ameaçado de extinção por interesses económicos

O morcego das Maurícias, em perigo de extinção, é mais uma vez o centro de um polémico abate nas mãos do Governo, para alarme das organizações de conservação da vida selvagem. Sob pressão de agricultores e …

Procurador-geral dos EUA: não há provas de fraude eleitoral generalizada

O procurador-geral dos Estados Unidos da América, William Barr, reconheceu hoje que não houve fraude em dimensão suficiente para invalidar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais norte-americanas. "Nesta altura, não vimos fraude a …

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" aos incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …