Quem tem medo (e quer viver mais tempo) compra um cão

Ter um cão pode encher-lhe a casa de amor e alegria. Mais do que isso, pode mesmo aumentar a sua esperança de vida.

Segundo um estudo publicado na revista Scientific Reports, o risco de desenvolver doenças cardíacas e até a mortalidade resultante de problemas no coração é menor entre donos de cães do que no resto da população.

“Uma descoberta muito interessante no nosso estudo é que ter um cão é especialmente importante como um fator protetivo em pessoas que vivem sozinhas, um grupo que em estudos anteriores já apresentava um risco maior de doenças cardiovasculares e morte do que outros que vivem em casas partilhadas”, afirma Mwenya Mubanga, investigadora da Universidade de Uppsala, na Suécia, e autora principal do estudo.

Talvez um cão funcione como um membro familiar importante num lar de uma pessoa sozinha. Os resultados mostram que donos de cães solitários têm uma redução de 33% no risco de morte e de 11% no risco de enfarte”, acrescenta a investigadora.

Além disso, o estudo mostrou também que os cães de raças criadas para caçar, como os labradores ou pastores, são ainda mais benéficos para a saúde de seus donos.

Para chegar a estes resultados, os cientistas analisaram dados de 3,4 milhões de indivíduos de 40 a 80 anos sem nenhum indício prévio de problemas no coração. Na Suécia, cada pessoa possui um número de identidade exclusivo, e todas as visitas a um hospital são registadas em bases de dados nacionais, acessíveis aos investigadores.

Desde 2001, os cidadãos também são obrigados a informar se possuem animais de estimação. Mubanga e a sua equipa usaram 12 anos de histórico hospitalar desses pacientes para avaliar se existia alguma correlação entre os animais de estimação e o diagnóstico posterior de doença cardiovascular ou a morte por qualquer causa.

Os investigadores afirmam que este tipo de estudo permitiu encontrar uma associação entre ter um cão como animal de estimação e a menor ocorrência de problemas no coração, mas isso não permite dizer com certeza que é o animal em si que traz o benefício.

“Sabemos que os donos de cães, em geral, têm um nível mais elevado de actividade física, o que poderia ser uma explicação para os resultados observados”, afirma Tove Fall, também da Universidade de Uppsala, e co-autora do artigo.

“Outras explicações incluem um aumento do bem-estar e dos contactos sociais ou efeitos que o contacto com o cão provoca no microbioma bacteriano do proprietário”, acrescenta a cientista.

Também pode haver diferenças entre donos e não-donos antes mesmo de comprar um cachorro, o que poderia ter influenciado os nossos resultados. Por exemplo, se as pessoas que optam por ter um cachorro já tendem a ser mais activas e ter uma saúde melhor”, diz Tove Fall.

“Provavelmente, os resultados podem ser generalizados para outras populações europeias com uma cultura semelhante em relação aos animais de estimação”, conclui a investigadora.

PARTILHAR

RESPONDER

União Europeia acrescenta quatro paraísos fiscais à "lista negra"

Ilhas Caimão, Palau, Panamá e Seicheles juntam-se a Samoa Americana, Fiji, Guame, Samoa, Omã, Trindade e Tobago, Vanuatu e Ilhas Virgens Americanas na lista de não respeitadores das regras comunitárias. O Conselho da União Europeia (UE) …

"Relação estava cristalizada". PS satisfeito com retoma do "diálogo cordial" com CDS

O presidente do PS saudou, esta terça-feira, a "retoma" de um relacionamento "cordial" com a nova direção do CDS-PP em torno de matérias de interesse nacional, considerando que se verificou uma transição e acabou uma …

Ministra espanhola não pensa "nem um segundo" em substituir Centeno

A ministra dos Assuntos Económicos de Espanha, Nadia Calviño, assegurou que não dedica “nem um segundo” a pensar numa candidatura à presidência do Eurogrupo, apontando que Mário Centeno “está a fazer um excelente trabalho”. A cerca …

Grupo alemão de extrema-direita tinha planos "assustadores" para atacar mesquitas

Um grupo alemão de extrema-direita, em que 12 elementos foram detidos na semana passada, é suspeito de planear ataques em larga escala "assustadores e chocantes" contra muçulmanos, semelhantes aos realizados na Nova Zelândia no ano …

Novo Banco deverá pedir perto de mil milhões de euros ao Fundo de Resolução

O Novo Banco prepara-se para pedir uma nova injeção ao Fundo de Resolução a rondar os mil milhões de euros. Com este montante, o banco atinge o teto definido na venda ao fundo Lone Star. O …

"Nunca tive um processo como este". Juiz Carlos Alexandre "surpreendido" com o caso Tancos

O juiz Carlos Alexandre assumiu, em pleno tribunal, estar "surpreendido" com os meandros que envolvem ocaso de Tancos. "Nunca tive um processo como este", terá desabafado em mais uma audiência, notando que o caso "mostra …

Maduro anuncia exercícios militares permanentes e de surpresa

O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou esta terça-feira que o país fará exercícios militares "de surpresa" e de maneira permanente, em manobras que poderão incluir centenas de milhares de membros da Força Armada Nacional Bolivariana …

Bolsonaro recebe Jorge Jesus, mas muitos não gostaram da fotografia

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, recebeu esta segunda-feira, em Brasília, o treinador português Jorge Jesus, após ter conquistado no domingo a Supertaça ao serviço do Flamengo. Depois de, no domingo, ter conquistado a Supertaça ao serviço …

Cientistas encontram 300 vírus "enormes" com habilidades estranhas

Uma equipa de investigadores identificou 300 novos vírus "enormes" com habilidades estranhas encontrados em vários ambientes. Estes podem causar doenças nos seres humanos. Os vírus têm sido um tema habitual ultimamente, abrindo jornais e deixando a …

Seguro de saúde específico para britânicos visa "mitigar" consequências do Brexit

Com o objetivo de minimizar o impacto do 'Brexit' no turismo, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, informou que estão em curso estratégias para "mitigar as consequências" e encorajar os "turistas a continuar a …