/

Medina quer “impossibilitar” novos alojamentos locais em Lisboa

2

Miguel A. Lopes / Lusa

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina

Presidente da Câmara de Lisboa considera que é preciso precaver um crescimento súbito do turismo após a pandemia.

Fernando Medida, atual presidente da Câmara de Lisboa e candidato à reeleição nas eleições autárquicas de setembro, quer “impossibilitar” a abertura de novos alojamentos locais “em toda a cidade de Lisboa”. A revelação foi feita numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF e está em linha com o programa eleitoral socialista.

“A minha intenção é, ganhando as eleições, propor ao município a aplicação deste princípio de impossibilidade de abertura de mais alojamentos locais em toda a cidade de Lisboa. Creio que é a medida necessária, agora que os níveis de procura estão mais abaixo, para que todos tenham um cenário muito claro de que nós não iremos permitir mais esta passagem de imóveis destinados à habitação para o alojamento local”, disse.

Contrariamente, Media afirmou que é necessário “recuperar imóveis afetos à função de alojamento local para o mercado de habitação“, sem tocar nas licenças atribuídas.

O presidente da autarquia de Lisboa acredita que o alojamento local “foi longe demais na cidade de Lisboa”, pelo que a alteração na legislação deve conferir “mais poder aos municípios para poder regular” e será “importante para regular o setor do turismo”. Como tal, para “impedir que, com o crescimento expectável acelerado que o turismo venha a registar após o fim da pandemia”, não haja “uma corrida para baixos preços do alojamento”.

  ZAP //

2 Comments

  1. O medina gosta muito de proibir os outtos de trabalhar e de ganahar dinheiro honestamente. Anda a fazer mesquitas por todo o lado e depois quer impedir os outros de fazerem o mesmo. Cínico é o que ele é. Espero que percas as eleições . Nao mereces estar em Lisboa.

    • Mas com as mosquitas o homem tem o pessoal mais ocupado nas orações em vez dos roubos e vandalismos, ficam mais purificados!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE