Medicamento para náuseas poderá ter causado 231 mortes

Investigadores encontraram indícios de que um medicamento à base de domperidona, à venda em Portugal, pode ter causado a morte de mais de 200 pessoas em França em 2012.

De acordo com o estudo, publicado na publicação Pharmacoepidemiology and Drug Safety, o Motilium, um medicamento para as náuseas e vómitos produzido pelos laboratórios Janssen-Cilag, poderá ter sido o responsável pela morte de 231 pessoas em França.

A domperidona, o fármaco à base do qual o Motilium é produzido, aumenta a probabilidade de paragem cardíaca fatal. De acordo com o estudo, que analisou resultados de outras pesquisas científicas, “o uso de doperidona aumenta 2,8 vezes o risco de morte súbita por paragem cardíaca, com um número estimado de 231 mortes em França, em 2012, na população com idade superior a 18 anos”, explica Catherine Hill, epidemiologista que coordenou a investigação.

A substância é usada no tratamento de vómitos e náuseas, mas pode também ser utilizada para tratar inchaços, azia, ou mesmo para estimular a lactação.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) verificou, no ano passado, que a domperidona estava “claramente associada a um pequeno risco de ataques cardíacos potencialmente fatais”. A EMA recomendou restrições no uso de medicamentos baseados neste composto, especialmente em pacientes com mais de 60 anos ou os que tomam doses diárias acima dos 30 miligramas, dois grupos onde o risco de ataque cardíaco é maior.

Em Portugal, o Motilium foi aprovado em julho de 2012 e é vendido em doses de 10 miligramas, em forma de comprimido, granulado efervescente ou comprimido orodispersível, e em doses de 1 miligrama apenas na forma de comprimido. Questionada pelo Observador, a Infarmed, não se pronunciou sobre os resultados dos estudos ou sobre os possíveis efeitos nefastos dos fármacos à base de domperidona.

Embora siga as recomendações feitas pela EMA, o Infarmed decidiu que apesar de se confirmar a “existência de um pequeno aumento do risco de reações adversas cardíacas graves relacionadas com a utilização de domperidona”, a “relação benefício/risco da domperidona permanece positiva no alívio dos sintomas de náuseas e vómitos nos adultos, adolescentes e crianças”.

Um estudo publicado na revista médica Prescrire, citado no site Les Echos, baseou-se em dados fornecidos por seguros de saúde e revelou que cerca de três milhões de pessoas consumiram domperidona em França no ano de 2012. O estudo aponta, no entanto, que o consumo do medicamento terá causado apenas entre 43 e 189 mortes em 2012. A publicação defende a retirada do medicamento do mercado alegando que o “perigo mortal que a domperidona constitui não justifica a sua eficiência”.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Eu tomo este medicamento a coisa de 3 anos tenho em média 2 a 3 gastroenterites por ano a durarem em. Média 4dias. Tomo 3 por dia nesses períodos e até hoje estou vivo tenho 33 anos de idade

RESPONDER

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …