Médica reformada acusada de matar centenas de pacientes com doses fatais de analgésicos

Uma médica de clínica geral, agora aposentada, será a responsável pela morte de centenas de pacientes. A médica é acusada de prescrever doses fatais de analgésicos opiáceos a idosos no Reino Unido, nos anos 90.

Jane Barton, de 69 anos, é acusada de ter prescrito doses fatais de diamorfina – um forte analgésico de opiáceos – a pacientes idosos, enquanto trabalhava no Hospital Gosport War Memorial, no Reino Unido, segundo o The Telegraph.

Numa investigação de 13 milhões de libras, citada pelo The Sunday Times, Barton é descrita como uma pessoa “brusca, hostil e indiferente”, aguardando-se agora que seja responsabilizada pelas dezenas de mortes que terá causado.

O Governo britânico analisou cerca de 833 certidões de óbito atestadas pela médica durante um período de 30 anos, depois de investigações anteriores terem “deixado perguntas por responder”. A investigação tinha como objetivo compreender o motivo de tantas mortes e analisar a forma como as autoridades responderam às reclamações.

Investigações realizadas anteriormente mostraram-se inconclusivas quanto às mortes. No entanto, e dois anos após Barton começar a trabalhar no hospital, a direção já se mostrava preocupada com o uso liberal de analgésicos.

A polícia iniciou uma investigação a 92 mortes no hospital de Gosport, mas o Serviço de Acusação da Coroa afirmou, em 2006, que não haviam provas suficientes.

Anos depois, a médica foi considerada culpada “em várias instâncias” pelo Conselho de Medicina Geral por apresentar “uma conduta profissional grave”. Barton não foi retirada da sua atividade profissional nem acusada de homicídio, decidindo reformar-se pela mesma altura, em 2010.

A médica britânica disse não queria que os seus pacientes estivessem em dor, afirmando ter agido sempre de acordo com os interesses dos pacientes.

“Deparei-me com uma excessiva e crescente carga de responsabilidade ao tentar tratar dos pacientes do hospital. Fiz o melhor que pude por eles, segundo as circunstâncias”, disse a médica depois de ser ouvida no Conselho de Medicina Geral.

James Jonas, um bispo de Liverpool, foi o responsável pela investigação de quatro anos que vai ser publicada nesta quarta-feira. Segundo Jonas, o seu objetivo não passa por levar o caso à polícia nem pressionar as autoridades competentes, pois isso não faz parte das suas competências.

No mesmo dia da divulgação da investigação, o bispo de Liverpool vai revelar os resultados às famílias das vítimas numa sessão fechada na Catedral de Portsmouth.

Barton, apelidada de “Doutora Opiáceo”, foi o principal foco da investigação, contudo, outros profissionais de saúde foram também investigados.

Espera-se ainda que a primeira-ministra britânica, Theresa May, aborde o assunto durante as “Questões ao Primeiro-Ministro”, que se realiza no mesmo dia e conta com a presença do secretário de saúde, Jeremy Hunt.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Covid-19 só explica 27,5% do acréscimo de mortalidade

As mortes por covid-19 em Portugal entre 02 de março e 18 de outubro representam apenas 27,5% do acréscimo da mortalidade registado relativamente à média dos últimos cinco anos, revelou esta sexta-feira o Instituto Nacional …

PCP desafia Governo a renacionalizar os CTT

O secretário-geral do PCP desafiou hoje o Governo a responder "à chantagem" do "grupo Champalimaud", retirar-lhe a concessão do serviço postal e renacionalizar os CTT. A proposta foi feita por Jerónimo de Sousa depois de estar …

"Covid persistente" atinge cerca de 20% dos curados (mas não recuperados)

Um novo estudo britânico indica que vários pacientes podem apresentar sintomas e sequelas durante vários meses, mesmo depois de testarem negativo. Os casos de “covid persistente” afetam maioritariamente mulheres e idosos. Há ainda muito por descobrir …

Acuña já é destaque em Espanha: "Não é bom nos 100 metros, mas..."

O ex-jogador do Sporting será uma referência para Lopetegui e já demonstrou um grande nível no jogo da Liga dos Campeões contra o Rennes. Marcos Acuña chegou a Sevilha há um mês e meio mas começa …

Portagens devem manter preços em 2021

Os preços das portagens nas autoestradas deverão voltar a manter-se em 2021, a confirmar-se a estimativa da taxa de inflação homóloga, sem habitação, de -0,18% em outubro, divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A fórmula …

Governo estuda novo confinamento total nas duas primeiras semanas de dezembro

O Governo está a ponderar decretar um novo confinamento total da população portuguesa nas duas primeiras semanas de dezembro. A notícia foi avançada esta sexta-feira pela TVI e, entretanto, confirmada por outros órgãos de informação. O …

Pelo menos 140 pessoas afogam-se no naufrágio mais mortal de 2020

Pelo menos 140 migrantes morreram afogados ao largo da costa senegalesa depois de a embarcação em que seguiam se ter incendiado e naufragado, avançou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). O barco transportava 200 pessoas …

Nélson Évora terminou contrato com o Sporting

Nelson Évora, campeão olímpico do triplo salto nos Jogos Olímpicos Pequim2008, vai deixar o Sporting após o fim do contrato com o clube, no sábado, confirmou à "Lusa" fonte oficial do Sporting, esta sexta-feira. O atleta, …

Nova Zelândia aprova eutanásia. Mas rejeita legalização da marijuana

Os neozelandeses aprovaram a eutanásia voluntária, mas rejeitaram a legalização da marijuana para uso recreativo, em dois referendos realizados em 17 de outubro, anunciou esta sexta-feira a Comissão Eleitoral. Cerca de 65,2% dos neozelandeses votaram a …

Governo pondera novas medidas de apoio ao emprego e empresas

O Governo está a ponderar novas medidas de apoio ao emprego e às empresas em resposta ao agravamento da pandemia de covid-19, disse hoje o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro …