Máscaras descartáveis são de plástico e ameaçam flagelo ambiental. Governo lança campanha de sensibilização

Em plena Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, o Ministério do Ambiente e da Ação Climática lançou a campanha “Não Deixes Cair a Máscara”. Por mês, são usadas no país 150 milhões de máscaras.

De acordo com as mais recentes estimativas, são usadas e deitadas fora em Portugal, todos os meses, 150 milhões de máscaras descartáveis. Estas são feitas de polipropileno, sendo que cada uma destas máscaras necessita de 300 a 400 anos para se degradar.

Se apenas 1% destas 150 milhões de máscaras forem descartadas incorretamente para o chão, além do risco para a saúde pública, cerca de seis toneladas de plástico acabarão no solo, cursos de água e no mar, avança o ECO.

O Governo estima ainda que, se considerarmos que todos os alunos (desde o 2.º ciclo ao ensino superior) optam por utilizar máscara descartável em vez de máscara reutilizável, no final do ano letivo, o conjunto de máscaras utilizadas será suficiente para ocupar uma área equivalente a sete vezes a área do nosso território nacional (continente e ilhas).

Perante estes números avassaladores, o Ministério do Ambiente e da Ação Climática lançou a campanha “Não Deixes Cair a Máscara”.

A campanha promove o uso de máscaras reutilizáveis em detrimento das descartáveis, evitando a produção de resíduos, e sensibilizar para a correta deposição de máscaras descartáveis, assegurando que são colocadas no contentor dos indiferenciados.

Com um público-alvo preferencial (a população em idade escolar) reconhecida pela sua forte consciência ambiental, o Ministério do Ambiente e da Ação Climática espera sensibilizar um conjunto de pessoas mais alargado como os pais e famílias, professores e outros elementos da comunidade escolar.

Nas próximas semanas, o movimento #NãoDeixesCairaMáscara será difundido em vários meios de comunicação, através de um spot televisivo e de rádio.

Também no site da iniciativa e no Instagram serão partilhadas informações sobre a prevenção de produção de resíduos e todos os designs exclusivos criados para esta campanha, para utilização livre das instituições e empresas que queiram juntar-se a esta ação e a este movimento.

A campanha apela ao uso de máscaras reutilizáveis “made in Portugal” de modo a contribuir para dinamizar a economia local e a promover a criação de emprego. Financiada pelo Fundo Ambiental, a campanha foi apresentada pela secretária de Estado do Ambiente, Inês Santos Costa.

O Governo apelou assim ao uso de máscaras respiratórias reutilizáveis para reduzir os custos ambientais das descartáveis, que podem representar seis toneladas de plástico a ir parar aos mares todos os meses, só a partir de Portugal. As reutilizáveis são “uma barreira de segurança fiável para o dia-a-dia” desde que lavadas e tratadas, disse a secretária de Estado.

As contas já tinham sido feitas por três organizações não governamentais de ambiente: se todos usarmos uma máscara descartável por dia, ao fim de um ano serão três mil milhões destes resíduos de uso único que podem ir parar ao lixo ou, pior, ao mar.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Utilizo mascaras descartáveis, e fico indignado face a tanta falta de Civismo que caracteriza certas Pessoas. Nas saídas de Supermercados é recorrente ver mascaras abandonadas no chão, mesmo com contentores de recolha de lixo a poucos metros.

RESPONDER

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …

Ventiladores comprados à China custaram 1,3 milhões. Autarquias algarvias vão pedir devolução do dinheiro

Os 30 ventiladores comprados à China seriam usados nos hospitais do Algarve, mas os equipamentos não funcionam. Os autarcas vão agora exigir devolução do dinheiro. De acordo com a edição do jornal Público deste domingo, o …

EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país …

Alexei Navalny detido no regresso à Rússia

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido este domingo no aeroporto em Moscovo quando regressava à Rússia. Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram o opositor russo Alexei Navalny, este domingo, à chegada a Moscovo, acusando-o …

Prazo para trocas ou devoluções suspenso durante confinamento

O prazo para efetuar trocas ou devoluções de bens ficará suspenso durante o atual confinamento e as garantias que terminem neste período ou nos 10 dias seguintes serão prorrogadas por 30 dias, segundo diploma publicado …

Desde 2001 que polícias negros alertam para racismo de agentes do Capitólio

Com a invasão do Capitólio, investiga-se o alegado racismo existente na Polícia do Capitólio. Desde 2001 que agentes negros denunciam casos de discriminação racial no departamento. Desde 2001, centenas de agentes policiais negros processaram o departamento …

Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde. Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a …