Marte tinha rios e lagos graças a nuvens geladas (que aqueceram o planeta)

NASA / JPL / MSSS

Marte já foi suficientemente quente para manter água líquida na sua superfície. Um novo estudo sugere que tal é explicado pela existência de nuvens geladas.

Atualmente, Marte é um mundo seco e frio, mas o mesmo não se pode dizer dos seus inícios: o cobiçado Planeta Vermelho já teve rios e lagos, apesar de receber menos de um terço da luz solar que a Terra recebe.

Uma fina camada de nuvens geladas a grande altitude poderia ter sido suficiente para criar efeito estufa, um processo que manteria o Planeta Vermelho suficientemente quente para sustentar água líquida na sua superfície.

O modelo já tinha sido proposto anteriormente, mas foi descartado porque não funciona se o ciclo da água for tão rápido como no nosso planeta.

Edwin Kite, cientista planetário da Universidade de Chicago, e a sua equipa argumentam, porventura, que Marte, mesmo no seu estado mais húmido, tinha muito menos água do que a Terra e que, por isso, o seu ciclo permitiu que as partículas de água permanecessem no ar durante cerca de um ano.

“No modelo, estas nuvens comportam-se de uma maneira muito diferente da da Terra. Construir modelos com base na intuição terrestre não funcionará, porque o ciclo da água de Marte não é nada semelhante ao ciclo da água da Terra, que move a água rapidamente entre a atmosfera e a superfície”, explicou Kite, em comunicado.

O modelo da equipa da universidade norte-americana sugere que, “assim que a água se movesse para a atmosfera marciana primitiva, permaneceria lá durante um longo período de tempo – perto de um ano – e criaria as condições para nuvens de alta altitude”.

De acordo com a investigação, o clima resultante do aquecimento global induzido por nuvens geladas é árido, com humidade relativa de cerca de 25%. Neste ambiente, os lagos seriam provenientes do derretimento do gelo ou da água subterrânea.

Compreender a atmosfera de Marte e história completa de como o Planeta Vermelho ganhou e perdeu calor pode ajudar na busca por outros mundos habitáveis. O artigo científico será publicado em maio na Proceedings of the National Academy of Sciences.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Os cientistas da NASA querem esconder a verdade, mas as provas são mais que óbvias. Marte já foi habitável no passado tal como este planeta, mas os seus habitantes destruíram-no numa violenta guerra nuclear. Os vestígios estão lá todos, só na vê quem não quer.

  2. Sr. Tiago: … E depois viemos para cá em naves espaciais. Só que com o tempo a tecnologia foi-se perdendo, e então passamos à Idade da pedra.
    Um conselho: Não veja tantas vezes o filme Planeta Dos Macacos… Isto faz-lhe mal ao cérebro.

  3. Achava mais interessante que os cientistas se esforçassem por perceber o porquê de Marte ter uma atmosfera quase totalmente composta por dióxido de carbono, e a partir daqui tentar perceber de forma mais realista como foi este planeta no passado mais recente ou distante. Digo eu, que não percebo nada disto.

RESPONDER

Tempestade de areia "engoliu" cidade na China

Uma forte tempestade de areia "engoliu" a cidade de Dunhuang, no noroeste da China, no passado domingo. De acordo com o South China Morning Post, a forte tempestade de areia, que provocou nuvens de poeira com …

Raíssa faz bolachas com o lema "Fora Bolsonaro". Já se tornaram virais

Uma brasileira começou a fazer bolachas com o lema "Fora Bolsonaro" em jeito de brincadeira, mas agora já vende centenas todos os dias. Aquilo que começou como uma simples brincadeira, acabou por tornar-se viral. A ideia …

Zara, 19 anos, quer ser a mulher mais nova de sempre a voar sozinha à volta do mundo

Uma jovem, de 19 anos, pôs mãos à obra para levar a cabo um "gap year" (o chamado ano sabático) com um propósito muito fora do comum: tornar-se a mulher mais nova de sempre a …

Francês diz ter usado método matemático para ganhar o Euromilhões

O francês, que não quis revelar a sua fórmula à imprensa, ganhou, no dia 11 de junho, 30 milhões de euros com a combinação com a qual jogava há um mês. A história foi contada, esta …

Mais de metade da população portuguesa já tem a vacinação completa

Mais de metade da população residente em Portugal (52%) já tem a vacinação completa contra a covid-19, revela o relatório semanal de vacinação divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último relatório semanal …

Campeão olímpico criou problemas no seu país natal

Richard Carapaz, medalha de ouro no ciclismo, foi direto: "O país nunca acreditou em mim". Presidente do Equador, ministro e Comité Olímpico reagiram. Poucos dias depois de ter subido ao pódio final da Volta a França …

Jovens preocupados com fertilidade e efeitos secundários das vacinas contra a covid-19

Com o avanço das campanhas de vacinação, um grande número de pessoas das faixas etárias baixo dos 30 anos mostra-se relutante em tomar a vacina contra a covid-19. Os jovens falam de preocupações com fertilidade …

Dois gestos de Cla(ri)sse que ficam para a memória olímpica

Clarisse Agbégnénou foi campeã olímpica no judo, pela primeira vez - mas a atitude que demonstrou, mal venceu a final, ficará também nos registos. Campeã mundial cinco vezes, mais duas medalhas de prata. Cinco medalhas em …

Sindicatos avançam com ações legais para travar despedimento coletivo na TAP

Os sindicatos que representam os trabalhadores da TAP vão avançar com ações legais para travar o despedimento coletivo que a empresa iniciou na segunda-feira, que abrange 124 profissionais. "Até agora houve conversa, a partir de agora …

Ginastas alemãs usam fato integral para combater sexualização da modalidade

Ao contrário do que acontece com os ginastas masculinos, que podem optar por calções ou calças, as mulheres competem, desde o início da modalidade, de bodies que expõem grande parte do seu corpo. Quando, no último …