Margrethe Vestager aconselha Zuckerberg a passar das palavras aos atos

websummit / Flickr

A comissária europeia da Concorrência Margrethe Vestager

A comissária europeia da Concorrência falou no palco principal da Web Summit, esta quinta-feira, tendo sido uma das intervenções mais aguardadas no último dia da cimeira de tecnologia que decorreu em Lisboa.

Margrethe Vestager não é uma cara nova na Web Summit, mas nem isso fez com que os participantes da cimeira tecnológica perdessem o interesse na sua intervenção. Minutos antes de entrar no palco principal, o Altice Arena já estava cheio para ouvir o que a comissária europeia da Concorrência tinha para dizer.

A também vice-presidente eleita da Comissão Europeia, que ganhou notoriedade por ter tido mão pesada com as grandes tecnológicas norte-americanas, defendeu que estas empresas (como a Google, o Facebook ou a Apple) têm vindo a alterar a sua abordagem, porém, tornaram-se mais ambiciosas.

“As tecnológicas estão diferentes na sua abordagem. Agora, se vejo uma grande mudança é ao nível da ambição. Elas têm ainda maiores ambições. Se olharmos para os novos serviços da Google a serem lançados, para os planos do Facebook ou para os novos serviços da Apple, vemos mais ambição”.

Sobre a relação entre tecnologia e democracia, a comissária foi clara: “Temos de chegar ao nível adequado de ter a democracia a enquadrar a tecnologia e a dizer: ‘É assim que devem servir-nos‘. Temos discutido a fundo, no mundo real, o que queremos aceitar e o que não vamos aceitar. Simplesmente não percebo porque é que não é da mesma forma no mundo digital”.

Questionada pela jornalista Laurie Segall sobre o que diria a Mark Zuckerberg, Vestager disse ser “inspirador” ver uma empresa “extraordinária”, mas deixa o alerta de que mais do que palavras são precisos atos, para garantir que haja democracia e que empresas mais pequenas tenham também capacidade de competir.

“Mais do que palavras, são importantes as tuas ações. É importante que as empresas demonstrem os seus valores”, afirmou a comissária europeia, ressalvando, no entanto, que não pretende julgar ninguém.

Durante a sua intervenção, Vestager respondeu também sobre o facto de ser encarada como uma das reguladoras mais temidas.”Sentir-me-ia sozinha se não fosse isto. Costuma-se dizer que é preciso uma vila para criar uma criança e eu creio que é preciso uma comunidade como esta para tornar as tecnológicas humanas, porque é isso que estamos a fazer”.

Antes de pisar o palco principal, a comissária europeia deu uma conferência de imprensa, na qual afirmou que gostaria de ver uma taxação das empresas digitais “não só europeia, mas um acordo global“.

“Normalmente não há nenhuma razão para sermos otimistas em termos de impostos, porque normalmente é muito lento e difícil” de aplicar, mas no que diz respeito às taxas digitais, o desenvolvimento “tem sido rápido e ambicioso da parte da OCDE [Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico]”, acrescentou.

“Não faz sentido que a maioria das empresas paguem os seus impostos, mas algumas empresas, dependendo da sua tecnologia ou modelos de negócio, não”, apontou.

Nos últimos anos, a comissão europeia multou gigantes como a Apple em 13 mil milhões de euros por benefícios fiscais ilegais na Irlanda, o Facebook em 110 milhões de euros por disponibilização de informação enganosa na compra do Whatsapp ou a Google num total de quase oito mil milhões de euros por práticas abusivas em determinados produtos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …