Marcelo diz que avançar já com regionalização é “colocar carro à frente dos bois”

Manuel de Almeida / Lusa

O Presidente da Repúlica, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República avisou hoje que começar já a pensar na regionalização para avançar em 2022 é “colocar o carro à frente dos bois” e pode ser “um erro irreversível”, até para quem defende o processo.

“Colocar o carro à frente dos bois, ou querer dar o passo mais largo do que a perna, pode ser um erro irreversível. Pode querer dizer chegar ao fim do caminho sem garantia da sua viabilização [da regionalização] pelo incumprimento de fases precedentes”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, na sessão de abertura do XXIV congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), que se realiza hoje e no sábado em Vila Real.

O chefe de Estado lembrou que, na campanha das legislativas, não surgiram “propostas firmes de revisão da Constituição” que suportem a realização de um referendo, que não foram apresentadas “posições” concretas sobre a regionalização e alertou para a necessidade de aprofundar a descentralização, que “avançou na lei, mas falta chegar às pessoas”.

“Não posso ter sido mais claro. Num tema que requer razão e ponderação, Portugal precisa de combater a pobreza e as desigualdades, nomeadamente territoriais. Mas precisa de o fazer com principio, meio e fim”, alertou.

Para Marcelo, tal significa por “no terreno, em plenitude, a descentralização, que avançou na lei, mas tem de chegar à vida das pessoas”.

Implica ainda, acrescentou, que se mostre que o processo está a dar “os passos certos, fazendo permanentemente a sua monotorização e, no final, um balanço isento do processo vivido”.

“Aprofundemos a descentralização. Encontremos os meios adequados para agir, senão é meia descentralização. Definamos a seguir – mas só a seguir – os passos a dar para o futuro. Assim podemos ter a certeza de chegar a um bom porto com a vontade popular, e não à margem e contra a vontade popular”, defendeu.

O Presidente da República notou que a descentralização de competências do Estado para as autarquias começou “no fim da anterior legislatura” e apenas “na lei e na sua regulamentação, não nos factos”.

De acordo com Marcelo, “está por concretizar uma parte do alcance desejado para a descentralização”.

“Avançar em 2021 para deixar tudo pronto para 2022, após as eleições autárquicas, pode ser uma tese sedutora – define metas, quer atalhar etapas e encurtar caminho. Mas deixem-me que vos alerte para alguns aspetos”, observou.

Marcelo recordou depois que “as [eleições] legislativas deste ano não incluíram posições concretas sobre o passo específico da Regionalização” e que “vivemos tempos de desaceleração da economia que podem chegar a nós de forma mais intensa”.

“Um referendo realizado a correr seria um presente dado a coligações amplas de adversários da ideia [da regionalização] com os não menos numerosos adversários do método, comprometendo até os que os mais apressados querem assegurar”, disse.

Para o chefe de Estado, “não basta que autarcas de forma massiva considerem que a meta almejada e o tempo abreviado são, por si só, justificados”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Regionalizar o quê? Num país tão pequeno o que há para regionalizar? Tanto político e tanto deputado e nunca conseguem governar bem o país, é preciso regionalizar?!
    Regionalização em Portugal mais não é do que um pretexto para dar empregos a boys e apenas isto. Vão aumentar a despesa pública e colocar mais uma série de gente (boys) em autarquias já de si saturadas de boys e de cunhas mas como se isto não bastasse é preciso ainda mais.

Em pânico, os norte-americanos estão a comprar pintainhos para lidar com a pandemia

Todo o mundo está a ser afetado pela pandemia de covid-19, tendo os norte-americanos, inicialmente, corrido aos supermercados para comprar o máximo de papel higiénico possível. Porém, agora, o produto é outro. De acordo com o …

20 anos depois, aldeias no Peru ainda sofrem com derrame de mercúrio

Em junho de 2000, um camião derramou mercúrio, da mina de ouro Yanacocha, a maior da América Latina, em três aldeias do Peru. 20 anos depois, os moradores ainda sofrem as consequências deste acidente. Quando Francisca …

Caso BPP. Ex-banqueiro João Rendeiro acusado de nova burla

O Ministério Público (MP) acusou o ex-presidente e fundador do BPP, João Rendeiro, de mais um crime de burla qualificada no caso BPP, segundo avança o Correio da Manhã. A acusação relaciona-se, de acordo com o …

EUA "confiscam" na Tailândia 200 mil máscaras que iam para a Alemanha

A polícia de Berlim, na Alemanha, encomendou 200 mil máscaras cirúrgicas a uma empresa americana. Porém, foram "confiscadas" em Banguecoque, na Tailândia, e desviadas para os Estados Unidos. O ministro do Interior de Berlim considerou o …

Valência chega a acordo com Diogo Leite. Saída do FC Porto estará quase consumada

O Valência tem 20 milhões de euros para oferecer ao FC Porto em troca do defesa-central Diogo Leite, com quem já terá chegado a acordo. De acordo com o jornal desportivo A Bola, Diogo Leite já …

Jornais espanhóis fazem boicote às "conferências-farsas" do Governo

Os jornais espanhóis, como o Libertad Digital, o El Mundo, o ABC e o Vozpópuli, estão a boicotar as conferências de imprensa do governo de Espanha, acusando-o de filtrar as perguntas dos meios de comunicação. Tudo começou …

Número diário de óbitos desce em Espanha. Mais um campo de refugiados grego em quarentena

Em Espanha, o número diário de óbitos por infeção de covid-19 tem mantido uma tendência de subida. Já na Alemanha, há menos casos, mas mais mortes. Espanha continua a manter a tendência de descida do número …

Trump diz que o pior está para vir (mas admite aliviar restrições para ir à missa na Páscoa)

Este sábado, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu que o pior ainda está para vir e que ainda “vai haver muitas mortes". Depois, disse que está a pensar aliviar as restrições para permitir …

Covid-19. Mais 754 casos de infeção e 29 mortes em Portugal

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Deral da Saúde (DGS) este domingo, há 11.278 infetados por covid-19 em Portugal e 295 óbitos. O número de infetados por covid-19 subiu, este domingo, para um total …

Inspetores do SEF suspeitos de assassinar ucraniano foram identificados em carta anónima

Os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) suspeitos de assassinar um ucraniano no aeroporto de Lisboa foram identificados numa carta anónima enviada à Polícia Judiciária (PJ). De acordo com o semanário Expresso, a …