Marcelo preocupado com populismo que “surge dos medos” na Europa

Mário Cruz / Lusa

Numa longa entrevista ao jornal Público, o presidente Marcelo Rebelo de Sousa abordou vários temas, entre os quais as recentes erupções de populismo pela Europa. No entanto, o líder máximo da nação admite que o sistema político português tem sabido responder.

Marcelo considera que a crise económica que se viveu nos últimos anos, deu lugar a uma onde de populismo nos sistemas políticos europeus. “Quer os sacrificados da crise quer os que não recuperaram com a tímida recuperação europeia constituem um ‘exército de reserva’ da insatisfação crónica para o populismo“, disse em entrevista ao Público.

Para o presidente da República, a Europa “está muito envelhecida” e tem pouco a dizer aos jovens, que têm novas visões do mundo, numa Europa “com mais clivagens, mais divisões, com lideranças mais fracas, com novos problemas e com velhas questões sociais”.

Marcelo Rebelo de Sousa acredita que o populismo surge dos medos da Europa de hoje e, que inadvertidamente, estes medos geram “a xenofobia, os radicalismos, os ceticismos”. O fenómeno do populismo ainda não chegou a Portugal, mas para o presidente português há algumas razões claras para tal.

“Deve-se a haver partidos à direita que sempre cobriram o espaço que poderia ser ocupado por populismos. Nomeadamente o PSD, que sempre absorveu as tensões que poderiam ir parar ao populismo”. Além dos sociais democratas, Marcelo destaca o CDS, “que tem vivências mais ao centro ou mais à esquerda, conforme as circunstâncias”.

O problema do populismo não é tão recente quanto se pensa e Marcelo já tinha feito uma chamada de atenção ao fenómeno há um ano atrás. “Naquela ocasião não se olhava para o problema. Achava-se que era difuso e longínquo”. Mas não era, como as eleições na Europa nesse ano viriam a comprovar.

“Vem de trás a frustração das novas gerações, mesmo que aumentadas. Vem também de trás a insensibilidade total na relação com África; a incompreensão do que se estava a passar em África e que chegaria ao Mediterrâneo e ao Sul da Europa”, justificou o líder português.

Não se ficando por aqui, Marcelo falou também da “incompreensão da ausência de um papel da Europa no Próximo e Médio Oriente, que teve como consequência os refugiados e as migrações”.

Na sua opinião, o Brexit poderá retirar uma fatia de poder à Europa. Um continente que está envelhecido e que “quando o G7 se reunir daqui por dez ou 20 anos, se a Europa não levar por diante o seu projeto, não haverá praticamente países europeus”. Para contrariar essa tendência serão precisas readaptações do ‘Velho Continente’ para se alinhar com os ideais e preocupações de um novo mundo.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Sim, as pessoas ficam mais bonitas quando estamos bêbados

Uma investigação acaba de provar a teoria dos "óculos de cerveja": depois de ingerirmos álcool, as outras pessoas tornam-se mais atraentes para nós. Uma equipa de investigadores da Edge Hill University, no Reino Unido, resolveu investigar …

Leverkusen vs FC Porto | Luis Díaz mantém “dragão” à tona

O FC Porto perdeu na Alemanha, na visita ao Bayer Leverkusen, por 2-1, e tem tudo em aberto na perspetiva de chegar aos oitavos-de-final da Liga Europa. Após uma primeira parte difícil, na qual praticamente não …

Ex-presidente do Tribunal da Relação Vaz das Neves arguido na Operação Lex

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa foi constituído arguido no processo Operação Lex, em que também são arguidos o desembargador Rui Rangel e a sua ex-mulher e juíza Fátima Galante. A fonte adiantou à …

Rangers vs Braga | "Braveheart" romeno estraga noite "guerreira"

  O Sporting de Braga perdeu em casa dos escoceses do Rangers por 3-2, esta quinta-feira, em jogo da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol em que esteve a vencer …

Morreu Joaquim Pina Moura, antigo ministro da Economia e das Finanças

O ex-ministro da Economia e das Finanças morreu em casa, em Lisboa, aos 67 anos, devido a doença neurodegenerativa, disse à agência Lusa o filho, o fotojornalista João Pina. Natural de Loriga, Seia (distrito da Guarda), …

Duran Duran e A-ha levam anos 80 ao Rock in Rio

Os noruegueses A-ha, responsáveis por Take on me, tema que fez sucesso na década de 80, estrear-se-ão em palcos portugueses no Rock in Rio Lisboa, atuando no mesmo dia em que os ingleses Duran Duran. Segundo …

Maior avião comercial do mundo vai ser reciclado (mas vende lembranças)

O primeiro Airbus A380 vai ser dividido em peças para futuras substituições, mas vai voltar aos céus através de etiquetas de bagagem. O MSN003 começou a ser fabricado em 2004 e tornou-se o primeiro avião super …

Caso Roger Stone. Ex-consultor de Trump condenado a 40 meses de prisão

O ex-consultor do Presidente dos Estados Unidos foi condenado, esta quinta-feira, a mais de três anos de prisão, apesar da interferência do procurador-geral para reduzir a recomendação de sentença. Um tribunal federal condenou o ex-consultor de …

Shakhtar D. vs Benfica | "Águia" perde mas sai viva

Ainda não foi esta quinta-feira que o Benfica regressou à senda dos bons resultados. Na visita a Kharkiv, casa emprestada do Shakhtar Donetsk, os campeões nacionais perderam por 2-1. Os três golos nasceram todos na etapa …

Após 40 anos, a Casa dos Amantes de Pompeia abre ao público

Pela primeira vez após 40 anos, a Casa dos Amantes, rica em frescos e decorações e uma das jóias de Pompeia, vai abrir ao público. Encontrada durante escavações em 1933, a Casa dos Amantes, em Pompeia, …