/

Marcelo acredita que Costa prepara saída em 2023

3

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

O primeiro-ministro, António Costa, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República considera que o primeiro-ministro não se vai recandidatar em 2023, tendo visto o Congresso do PS, no passado fim-de-semana, como uma “montra” dos seus potenciais sucessores.

“A minha análise é que ele não se recandidata”, terá afirmado Marcelo Rebelo de Sousa em Belém depois do Congresso Nacional do PS. Declaração essa citada e publicada pelo semanário Expresso esta sexta-feira.

Na análise do Presidente da República, que já foi um dos comentadores políticos mais bem-sucedidos da televisão portuguesa, as razões que levarão o primeiro-ministro a tomar esta decisão prendem-se com o desgaste pessoal e a falta de perspetivas.

Isto porque, explica o jornal, mesmo que consiga ganhar as próximas legislativas, Costa já terá percebido que não terá condições de governabilidade melhores do que as atuais e que dificilmente conseguirá repetir a proeza de ser reeleito no partido com mais de 95% dos votos (bem como manter a sua popularidade entre o povo português).

“Ele não volta a ter isso nunca mais na vida e se se recandidatar corre pior“, “quem lançou o tema da sucessão foi ele próprio” e “tudo no Congresso aponta para a preparação do fim de um ciclo” são alguns dos comentários que se ouvem nos corredores de Belém, segundo cita o Expresso.

Com isso em mente, Marcelo tem os olhos postos na direita, de quem espera novidades, sobretudo se Paulo Rangel se candidatar à liderança do PSD. A saída de cena de Costa não é uma boa notícia, principalmente se houver novamente uma vitória da esquerda.

A hipótese de ver Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas e da Habitação, a liderar os socialistas, puxando o partido ainda mais para a esquerda, “complica-lhe a vida”, por isso, “seria mais cómodo” se Costa se mantivesse ao leme.

Segundo o semanário, apesar de tudo isto, o chefe de Estado tem três princípios em que não estará disposto a ceder: quer estabilidade política até 2023, não aceitará eleições antecipadas e colocará exigência na execução da chamada bazuca europeia.

  ZAP //

3 Comments

  1. Será que o Costa vai mesmo sair? Ele ainda está tão fresco, parece mesmo que agora é o auge dele. Quem será que o vai substituir? O Nuno Santos é muito radical.

  2. A quem é que o Marcelo disse que Costa ia saír e quando é que o Costa disse a Marcelo que ia saír??!! Intrigas, o disse que disse e a novela sobre a saída de Costa que convém á direita, e o Expresso está ligado ao PSD dá uma ajuda! Não há pachorra!!!!…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.