O Mar Morto está mesmo a morrer (e as casas podem ser engolidas)

Há alguns anos que os especialistas alertam: o Mar Morto está a morrer, com a água a recuar mais de um metro por ano, o que alterou dramaticamente a paisagem, nomeadamente pelo aparecimento de buracos enormes.

A primeira cratera foi registada no final dos anos 80 do século XX. Atualmente, são mais de seis mil, com capacidade para engolir terra, estradas e casas.

Ninguém pode garantir o que acontecerá no futuro, mas os mais pessimistas não hesitam em defender o completo desaparecimento do famoso lago até 2050. A forma de o evitar é discutida há décadas, falando-se agora numa possível solução – complexa e com uma fatura pesada.

Trata-se de um projeto para a construção de um sistema de dessalinização na Jordânia, para transformar parte da água do Mar Vermelho em água potável, bombeando a restante água salgada para o Mar Morto.

Com um custo estimado em mais de 1,3 mil milhões de euros, a obra pode mesmo avançar, esperando-se nas próximas semanas a realização de reuniões para finalizar os detalhes técnicos, segundo a NBC.

Simbólico para cristãos, judeus e muçulmanos, alguns dos mais antigos manuscritos conhecidos da Bíblia Hebraica, os Manuscritos do Mar Morto, foram encontrados na região e uma secção do rio Jordão é também considerada o local do batismo de Jesus Cristo.

A ação humana no mar Morto

A ação humana explica em parte as alterações sofridas neste lago, entre Israel e a Jordânia, a quatrocentos metros abaixo do nível do mar.

A extração mineral é uma das causas, com uma indústria poderosa dos dois lados da fronteira. A imensa quantidade de água que é retirada e colocada em piscinas para que possa evaporar, deixando visíveis as substâncias que importam, traduz-se em áreas de terra salina infértil que, quando dissolvida pela água doce, torna-se instável e colapsa.

Consequência desse fenómeno, pelo menos duas das praias de Israel e um resort turístico fecharam, enquanto partes da Rodovia 90 foram engolidas.

Por outro lado, o Mar Morto abastece-se de água de fontes naturais externas, como o Rio Jordão. A construção de infraestruturas que desviaram água para o abastecimento das populações, a partir da década de 1960, teve influência no caudal do rio, tal como a diminuição das chuvas, estimando-se que o fluxo do rio Jordão tenha caído mais de 90% .

A água está também a evaporar naturalmente e de forma rápida, num processo que poderá acelerar por causa das mudanças climáticas. As previsões apontam para que as temperaturas na área subam de 5 a 11 graus até o final do século, com uma redução provável das chuvas em 30%.

O projeto Mar Vermelho/Mar Morto é olhado com otimismo porque pode resolver várias questões: a escassez de água doce da região, a estabilização dos níveis do Mar Morto e até influenciar positivamente as relações entre Israel, Jordânia e os palestinos, pela necessidade de colaborarem.

A construção do sistema de dessalinização começará no início de 2021 e levará cerca de três anos e meio a ser concluída.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Se andam constantemente a falar do problema do aumento do nível dos oceanos devido às mudanças climáticas, nada como transferir água de um oceano mais próximo para esse local.

  2. Já lá estive e realmente nota-se que o nível esta mt mais baixo do que era em outros tempos e dizer que existem la casas é subjectivo, barracas e tendas sim, casas mt mas mt poucas.
    Muita sujidade nas “se é que possam chamar” praias, porcaria por todo o lado em lugares onde há acesso á populaçao.
    Grande desilusao.

RESPONDER

Consumidores estão a gastar mais. Televisões e smartphones foram os mais vendidos em 2018

Em 2018 as vendas a retalho cresceram 3,4%, para quase 21 mil milhões de euros. O sector não alimentar foi o que mais contribuiu. São dados do barómetro de vendas da Associação Portuguesa de Empresas de …

Obesidade infantil continua a aumentar em Portugal

Um estudo do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto concluiu que, aos 4 anos, 22% das crianças têm excesso de peso. Um estudo do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), que …

"O louco do Sanders" ou "o sonolento do Biden"? As apostas de Trump para a corrida eleitoral de 2020

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, previu que o seu rival democrata nas eleições de 2020 para a Casa Branca deverá ser ou o ex-vice-presidente Joe Biden ou o senador de esquerda Bernie Sanders. "Eu …

"Breaking Bad": professor japonês incentiva alunos a produzir ecstasy

Um professor universitário japonês pode apanhar até dez anos de prisão depois de, alegadamente, incentivar os alunos a produzir ecstasy, num eco à série televisiva norte-americana "Breaking Bad", informaram as autoridades na passada quarta-feira. Segundo o …

União Europeia lança programa-piloto de “Erasmus para artistas”

A Comissão Europeia já lançou o i-Portunus, um projeto-piloto que possibilita a artistas residentes nos Estados-membros da União Europeia trabalhar entre 15 e 85 dias noutro país. A primeira edição da iniciativa abriu com 500 vagas …

Seleção de género pode ter impedido 23 milhões de meninas de nascer

Uma análise dos dados da população mundial sugere que os abortos baseados em seleção sexual interromperam o nascimento de, pelo menos, 23 milhões de meninas. A maior parte dessas raparigas "em falta" estariam na China …

Ministra brasileira diz que as mulheres devem ser submissas ao homem no casamento

Uma nova declaração da ministra brasileira da Mulher, Damares Alves, gerou mais uma polémica. Desta vez, a chefe do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos disse que "dentro da sua conceção cristã" as mulheres …

Marinha procura barco desaparecido desde quarta-feira. Sete a nove pessoas a bordo

A Marinha Portuguesa está a realizar buscas a 518 quilómetros de Peniche para detetar uma embarcação que lançou um alerta às 23:50 de quarta-feira (hora de Lisboa), disse à Lusa o porta-voz daquela força armada. A …

Liberdade de imprensa em risco: "ódio aos jornalistas transformou-se em violência"

A liberdade de imprensa continua a deteriorar-se em muitos países, "onde o ódio aos jornalistas se transformou em violência", de acordo com a advertência dos Repórteres Sem Fronteiras (RSF). "O número de países onde os jornalistas …

Matemática do canibalismo prova benefícios de comer os próprios filhos

O canibalismo filial é o ato de comer as próprias crias. Por chocante que pareça, cientistas descobriram um possível benefício para esta horrenda prática, que já foi documentada em várias espécies de animais. Um estudo publicado …