Nova máquina repara e mantém fígados vivos fora do corpo humano durante uma semana

Um novo sistema consegue manter um fígado humano vivo fora do corpo durante sete dias, período no qual o órgão danificado pode ser reparado e preparado para o transplante.

As tecnologias convencionais conseguem sustentar um fígado fora do corpo durante cerca de 24 horas. No entanto, a nova máquina de perfusão, desenvolvida por cientistas do Hospital Universitário de Zurique, ETH Zurique, Wyss Zurique e Universidade de Zurique, na Suíça, estende esse limite para uma semana.

O sistema consegue ainda reparar um fígado de doador inadequado e voltar a colocá-lo num aparente saúde normal, curando os problemas causados por doenças hepáticas graves.

O sistema foi testado em fígados de suínos e humanos, preparando o terreno para os transplantes humanos reais. O novo estudo, liderado por Pierre-Alain Clavien e Philipp Rudolf von Rohr, foi publicado esta semana na revista científica Nature Biotechnology.

De acordo com um comunicado, o sistema utiliza novas tecnologias para sustentar o fígado fora do corpo. A máquina simula funções corporais normais, como fornecimento de sangue e oxigénio, gestão dos níveis de glicose e contagem de glóbulos vermelhos e remoção de resíduos, entre outros.

As funções corporais simuladas são complementadas pela infusão de agentes curativos, como nutrientes e outros compostos essenciais. Os algoritmos funcionam em segundo plano para ajustar os valores e a “máquina de perfusão é totalmente automatizada, evitando a necessidade de presença constante de pessoal”, de acordo com o estudo.

Quando este projeto começou, em 2015, o sistema inicial só conseguia manter o fígado vivo durante cerca de 12 horas. Ao testar 70 fígados de suínos, os investigadores refinaram o sistema, encontrando novas maneiras de controlar o metabolismo da glicose, remover resíduos e até empurrar o fígado como se estivesse dentro de um corpo real. Com o tempo extra, os cientistas conseguiam reparar os fígados danificados, eliminando depósitos de gordura e facilitando a regeneração dos tecidos, por exemplo.

Depois, os cientistas usaram 10 fígados humanos que tinham sido rejeitados para transplante e que seriam descartados devido ao seu mau estado. Dos 10 fígados, a máquina de perfusão conseguiu recuperar seis após sete dias.

Os testes laboratoriais foram positivos, mostrando função normal, energia celular robusta e estrutura hepática intacta. Porém, os fígados perderam peso durante os sete dias, caindo para cerca de 25% da sua massa original. Os cientistas não sabem ao certo por que isso aconteceu, mas acreditam que não deve ter um “impacto negativo” na função normal.

A nova técnica abre novas possibilidades, como o transporte de órgãos por longas distâncias. Outra possibilidade é dividir um fígado doado em vários pedaços e regredi-lo na máquina de perfusão. Se possível, isso pode duplicar –  ou até triplicar – o número de fígados disponíveis para transplante.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Podemos chegar a 1.000 novos casos por dia". Costa pede cautela

No final da reunião de emergência com o gabinete de crise para o acompanhamento da evolução da covid-19 em Portugal, Costa deixou conselhos e pediu cautela. A reunião, convocada na quinta-feira por António Costa, surgiu …

13 de Outubro em Fátima "sim, mas sem peregrinos". Delegada de Saúde espera que a Igreja se "porte bem"

A delegada de Saúde Pública do Médio Tejo defende que as cerimónias religiosas do 13 de Outubro no Santuário de Fátima decorram "sem peregrinos", esperando que a Igreja se porte "tão bem" como aquando do …

Espanha acusa hackers chineses de roubarem informações de vacina contra coronavírus

O Centro Nacional de Inteligência (CNI) espanhol argumenta que hackers chineses terão, alegadamente, acedido a informações confidenciais sobre o desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus. A diretora do CNI, Paz Esteban, alerta para um aumento …

Tribunal de Loures. António Joaquim vai manter-se em liberdade

O Tribunal de Loures decidiu esta sexta-feira manter a medida de coação de termo de identidade e residência a António Joaquim, condenado pelo Tribunal da Relação pelo homicídio do triatleta Luís Grilo, após um pedido …

Mesmo com o aumento de infetados, diminuir a quarentena para 10 dias é uma hipótese

A DGS deverá decidir em breve se o período de quarentena pode ser reduzido de 14 dias para apenas 10 dias, mas não para todos os casos. Para ficar menos tempo isolado é necessário cumprir …

Porfírio Silva vê “papel positivo” na candidatura de Ana Gomes, mas critica farpas a Costa

O dirigente socialista Porfírio Silva considera que a candidatura presidencial de Ana Gomes pode ser positiva se não cair na "armadilha" de se centrar no ataque a António Costa e se não "atropelar" o Estado …

Operação Lex. Três juízes acusados de corrupção. Luís Filipe Vieira vai ser julgado por um crime

Os juízes Rui Rangel, Fátima Galante e Vaz das Neves e o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, estão entre os 17 acusados da Operação Lex. Em causa estão crimes de corrupção, abuso de poder, …

Em tempos difíceis, Von der Leyen diz que “sempre vi em Portugal um forte aliado"

Numa entrevista, Ursula von der Leyen disse que Portugal terá “a tarefa de liderar” com a recuperação da pandemia quando chegar à presidência do Conselho da UE em 2021. E promete uma proposta “mais humana …

Caso Eurofin. Salgado recebe coima de 4 milhões de euros do Banco de Portugal

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES, foi condenado pelo Banco de Portugal a pagar mais uma coima, no valor de quatro milhões de euros, no processo sobre o veículo suíço Eurofin e por operações que lesaram …

"Último recurso". Governo britânico admite novo confinamento no Reino Unido

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, admitiu esta sexta-feira que o Governo conservador não descarta decretar um segundo confinamento nacional para conter a pandemia de covid-19, embora considere esta opção um "último recurso" “Faremos …