Mapa interativo permite descobrir onde se localizavam as cidades há milhões de anos

O paleontólogo californiano Ian Webster criou um mapa interativo que permite que as populações percebam como é que as cidades, onde vivem hoje em dia, se deslocaram ao longo dos últimos 750 milhões de anos através do afastamento das placas tectónicas.

À CNN, Ian Webster diz que “este mapa mostra que o nosso planeta é dinâmico e pode mudar”, explicando que nada daquilo que conhecemos é igual ao que foi no passado, ou ao que será no futuro. “A história da Terra é muito complexa, e a estrutura atual das placas tectónicas e dos continentes é um acidente do tempo. Será muito diferente no futuro”, argumenta.

O mapa online apresenta uma série de ferramentas que facilitam a descoberta de mais detalhes sobre Terra, como por exemplo, perceber onde viveram os primeiros répteis, ou quando nasceu a primeira flor.

Webster construiu o mapa como uma aplicação da web, que é colocada em cima de outro mapa que visualiza modelos geológicos, criados pelo geólogo e paleogeógrafo Christopher Scotese. A parceria dos dois, em diferentes áreas de conhecimento permitiu desenvolver de forma eficaz o mapa.

Os modelos de Scotese mostram o desenvolvimento das placas tectónicas desde há 750 milhões de anos atrás. O site de Webster também utiliza GPlates, um software usado por geólogos para visualizar reconstruções de placas e dados associados ao longo do tempo geológico.

A invenção de Webster permite que os utilizadores indiquem a sua localização e, em seguida, conectem essa localização em modelos de placas tectónicas. Assim os utilizadores podem ver onde é que as suas cidades estavam localizadas há centenas de milhões de anos no super continente Pangeia.

O paleontólogo explica como funciona a sua aplicação: “O meu software geocodifica a localização do utilizador e, em seguida, usa os modelos de Scotese para encontrar a sua cidade no tempo”.

Ao pesquisar um local no mapa, o globo 3D giratório do site vai indicar onde é que esse sítio estava localizado há milhões de anos, mostrando também que espécies de dinossauros viviam nas proximidades da zona.

“O mapa ilustra dados científicos complexos e interessantes, que podem ser usados de forma interativa por professores, ou por qualquer pessoa interessada em história e em ciência”, garante Webster.

O trabalho que desenvolveu tem como objetivo “despertar o fascínio e o respeito dos cientistas que trabalham todos os dias para entender melhor o nosso mundo e o seu passado”, revela, orgulhoso, o paleontólogo americano.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Não há acordo". Bloco e Governo continuam às turras por causa do OE, mas há mais reuniões previstas

Os bloquistas não se mostraram satisfeitos com o resultado da reunião com o executivo e exigem mais cedências do Governo. Ambos os lados confirmam que ainda se vão encontrar mais vezes para debater o Orçamento. "Não …

Dois mortos e 450 feridos em manifestações para assinalar protestos de 2019 no Chile

Dois mortos e 450 detidos foi o resultado da violência registada em Santiago do Chile, na sequência de uma manifestação para celebrar o segundo aniversário dos protestos de 2019 contra a desigualdade social no país. A …

Votação das leis sobre teletrabalho só para depois do Orçamento

As recentes alterações às propostas têm aproximado os partidos, mas as compensações dadas aos trabalhadores pelos custos adicionais do teletrabalho e o direito a desligar continuam sem consenso. Apesar do calendário inicial apontar que os projectos …

O temido aconteceu: Engenheiros criam cão robô com sniper às costas

A Ghost Robotics criou um cão robô com uma arma equipada às costas. O SPUR "é o futuro dos sistemas de armas não tripuladas". A evolução da robótica e da Inteligência Artificial tem sido recebida de …

Morreu Armanda Passos, uma “referência maior da pintura contemporânea nacional”

Armanda Passos faleceu aos 77 anos na passada madrugada. Ferro Rodrigues lamenta a perda de uma "referência maior da pintura contemporânea" portuguesa. A pintora Armanda Passos morreu hoje, aos 77 anos, confirmou a Universidade do Porto, …

Os números que levam o Bayern a dizer: "O Benfica tem medo de nós"

Alemães destacam sete dados, antes da deslocação a Lisboa. Formação do Benfica destacada pelo Bayern. O Bayern Munique, na antevisão ao jogo com o Benfica na terceira jornada da Liga dos Campeões, publicou um artigo com …

Covid-19: Letónia vai adotar confinamento de quase um mês por aumento de infeções

A Letónia inicia, na quinta-feira, um confinamento de quase um mês, que incluirá recolher obrigatório, devido ao agravamento do número de infeções por covid-19 no país, onde a taxa de vacinação é das mais baixas …

É oficial. Rui Rio recandidata-se à liderança do PSD e vai a votos contra Rangel

Rui Rio vai assim enfrentar Paulo Rangel nas directas marcadas para 4 de Dezembro e tentar segurar a liderança do PSD. Depois de muita especulação, Rui Rio confirmou hoje que vai avançar com a recandidatura à …

Mais 832 casos e seis mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal conta mais mais 1010 recuperados. A maioria dos novos casos são em Lisboa e Vale do Tejo e no Norte. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e 832 casos de infecção pelo …

Costa admite voltar a baixar imposto sobre os combustíveis devido ao aumento da receita do IVA

O aumento extraordinário da receita de IVA decorrente da subida do preço dos combustíveis será devolvido semanalmente através de uma redução do imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP), afirmou esta terça-feira o primeiro-ministro. Em resposta a …