Cientistas descobrem que as mantas gostam de socializar e de fazer amigos

Embora já tenham sido consideradas criaturas solitárias, um novo estudo descobriu que as mantas formam relações sociais e escolhem parceiros sociais.

De acordo com o IFLScience, uma equipa de cientistas estudou mais de 500 grupos sociais de mantas ao longo de cinco anos no Parque Marinho Raja Amput, na Indonésia — considerado um dos habitats marinhos mais biodiversos da Terra — para analisar como estes animais interagem uns com os outros.

Foram tiradas fotografias de identificação de todas as mantas e os investigadores monitorizaram quais destes peixes foram vistos com outros e em que horários e locais. Os resultados foram agora publicados na revista Behavioral Ecology and Sociobiology.

“As mantas têm preferências sociais ativas, o que significa que estão ativamente a escolher socializar com outros indivíduos que conhecem; e lembram-se do seu contacto social com esses indivíduos, ou seja, podemos dizer que têm amigos“, explica ao mesmo site o autor do estudo, Rob Perryman.

A equipa descobriu que as manta Mobula alfredi têm vários “comportamentos socialmente mediados” dentro de dois grupos diferentes: um composto sobretudo por mantas fêmeas maduras e outro com uma mistura de machos, fêmeas e juvenis.

Embora não vivam em grupos sociais estreitos, as fêmeas tendem a estabelecer laços de longo prazo com outras. Os machos, por outro lado, não formam conexões fortes, possivelmente devido a estratégias reprodutivas.

“Embora tenhamos descoberto que muitas das mantas têm preferências sociais que duram várias semanas ou meses, não havia assim tantas relações que permanecessem fortes entre os anos estudados”, disse ainda Perryman.

O investigador acrescenta que isto sugere que estas relações sociais podem ser alianças temporárias alinhadas com os movimentos sazonais que permitem às mantas agruparem-se numa vida similar ou no estágio reprodutivo, talvez para se protegerem de predadores ou de tentativas indesejadas de acasalamento.

A localização também desempenhou um papel importante na forma como as manta formam laços sociais. Estes animais tendem a regressar às estações de limpeza preferidas com os mesmos grupos. Certos grupos foram regularmente observados no mesmo local juntos, sugerindo que esses lugares podem servir como pontos de encontro ou que algumas mantas têm fortes conexões com certas estações de limpeza.

No entanto, Perryman destaca que o seu estudo apenas dá alguns “snapshots” no tempo e no espaço, havendo grandes intervalos de tempo que podem não ter sido observados.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PSD não vai fazer coligação com o Chega para as autárquicas (mas não exclui aliança pós-eleitoral)

O PSD não vai fazer coligação com o Chega, partido liderado por André Ventura, antes das autárquicas. Porém, não exclui diálogo e uma possível aliança depois disso. O semanário Expresso escreve este sábado que a direção …

Marcelo promulga diploma sobre sistema nacional de gás (mas alerta para os custos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta sexta-feira o diploma que estabelece o funcionamento do sistema nacional de gás, mas chamou à atenção para as observações do regulador, nomeadamente quanto aos custos …

UE avança com sanções contra Bielorrússia. Candidata da oposição apela a "massivas manifestações"

Os chefes de diplomacia da União Europeia (UE) acordaram esta sexta-feira impor sanções ao regime de Minsk na sequência das eleições presidenciais de domingo passado, visando os responsáveis pela alegada fraude nos resultados e pela …

Estratégia para abrandar envelhecimento pode estar escondida nos golfinhos

Uma equipa de investigadores está a estudar o envelhecimento em golfinhos da marinha norte-americana para tentar aprender estratégias para aplicar em humanos. Como os golfinhos envelhecem de maneira semelhante aos humanos, uma equipa de investigadores está …

Anãs negras, explosões na escuridão e um grito final. Astrónomo explica como o Universo vai acabar

Há muito tempo que os astrónomos estudam como será o fim do cosmos. Um novo estudo concluiu que o Universo dará um último grito antes de tudo escurecer para sempre. As leis conhecidas da física sugerem …

A NASA tem estado a disparar lasers para a Lua. Finalmente, recebeu uma resposta de volta

A NASA esteve nos últimos anos a disparar raios laser em direção ao Lunar Reconnaissance Orbiter, nave que está desde 2009 em órbita da Lua. Agora, pela primeira vez, o satélite respondeu. O Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) …

Ljubomir Stanisic rescindiu contrato “de forma unilateral” com a TVI

A caminho da SIC, o apresentador rescindiu o contrato com a estação de Queluz, avança a TVI. Ljubomir Stanisic tinha contrato até dezembro de 2020. “O Chef Ljubomir Stanisic rescindiu hoje [esta sexta-feira], unilateralmente, o contrato …

Netflix tem uma nova funcionalidade. Os cegos e os surdos agradecem

A nova funcionalidade da Netflix permite alterar a velocidade de reprodução dos seus filmes e séries. Esta é uma novidade bem recebida por espetadores cegos e surdos. A Netflix tem uma nova funcionalidade que permite que …

Cientistas transformam tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade

Uma equipa de investigadores descobriu como converter o pigmento vermelho dos tijolos num plástico condutor de eletricidade. Esse processo permitiu transformar os tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade. Esses supercapacitores de tijolo podem ser …

Primeiro Museu do Godzilla abre no Japão (e os visitantes podem entrar na boca do monstro)

O primeiro Museu do Godzilla do mundo está agora aberto no Japão e tem uma estátua enorme do icónico monstro, em cuja boca se pode entrar de slide. De acordo com a Newsweek, atualmente, os visitantes …