Malásia devolve 3000 toneladas de lixo plástico aos países de origem

Os cidadãos europeus não sabem que aquilo que supostamente reciclam está a contaminar as águas da Malásia. Agora, vão ser devolvidos 3 mil toneladas de resíduos plásticos aos países de origem, como Espanha, Reino Unido, França e EUA.

Depois da China ter proibido o desembarque de resíduos de plástico, a Malásia ocupou o lugar como destino e as fábricas de reciclagem multiplicaram-se por todo o país. Muitas funcionam sem qualquer licenciamento, com graves consequências ambientais.

O plástico impróprio para reciclar acaba por ser queimado, libertando produtos tóxicos para a atmosfera ou acaba em aterros, contaminando solos e lençóis freáticos.

Neste contexto, 60 contentores de lixo importado ilegalmente vão ser devolvidos aos remetentes, declarou a ministra do Ambiente, Yeo Bee Yin. “Esse contentores foram introduzidos ilegalmente no país mediante falsas declarações, entre outras infrações, em manifesta violação da nossa legislação ambiental”, afirmou Yeo Bee Yin aos jornalistas, citada pela Reuters.

“Pedimos insistentemente aos países desenvolvidos para reverem a sua gestão de detritos plásticos e de parar de exportá-los para os países em vias de desenvolvimento”, acrescentou a responsável.

Cinco contentores de lixo plástico já foram devolvidos a Espanha, no âmbito da decisão que abrange pelo menos mais 13 outros países, como EUA, Japão, França, Reino Unido e Austrália.

O presidente filipino Rodrigo Duterte também ordenou, na semana passada, que o Governo contrate uma empresa de navegação privada para enviar 69 contentores de lixo para o Canadá e para os deixar em águas canadianas caso o país se recuse a receber os resíduos.

O Canadá alega que o lixo, exportado para as Filipinas entre 2013 e 2014, foi uma transação comercial feita sem o consentimento do Governo e concordou em receber o lixo de volta, mas Duterte perdeu a paciência com o compasso de espera.

As autoridades da Malásia identificaram pelo menos 14 países como os responsáveis pelo envio de resíduos plásticos. Uma empresa de reciclagem com base na Grã-Bretanha exportou até 50 mil toneladas de resíduos plásticos para a Malásia nos últimos dois anos, disse o ministro do ambiente malaio. “Se enviarem lixo para a Malásia, iremos devolve-lo sem piedade“, avisou Yeo Bee Yin.

Ainda este mês, cerca de 180 países concordaram em alterar a Convenção da Basileia para tornar o comércio global de resíduos plásticos mais transparente e melhor regulado. Os EUA são o maior exportador mundial de resíduos plásticos – o país não ratificou o pacto que já tem 30 anos.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns à Malásia. É o costume, os países ditos civilizados , mandam a porcaria que produzem para os que julgam serem inferiores .

  2. caso de policia que devia ser investigado ,o cidadao paga impostos para reciclagem ,muitos em suas casas separam os ( lixos ) e depositam nos ditos contentores apropriados e depois destas trabalheiras todas os mesmos vao parar ao fundo dos oceanos ,ou aparecem a flutuar algures ,queimados nas piores condiçoes em algum pais do terceiro mundo ! afinal as fiscalizaçoes so existem para as pequenas empresas ?

RESPONDER

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos que vinculam falsamente a Covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a engenheiros. Agora, o YouTube está a reprimir essa desinformação. O YouTube informou que removerá …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …

Apple vai começar a produzir um milhão de máscaras por semana

O presidente da Apple, Tim Cook, anunciou que a empresa poderá produzir um milhão de máscaras por semana a partir do próximo fim de semana. Tim Cook explicou, na sua conta da rede social Twitter, que …