Mais de 500 vagas para dar aulas nos centros do IEFP não foram ocupadas

ywel / SXC

-

O Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) abriu um concurso com 750 vagas para professores darem aulas nos centros de emprego, mas foram ocupados apenas 192 lugares, segundo dados da Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE).

Em maio, o IEFP abriu um concurso destinado a docentes dos quadros, do ensino básico e secundário, que deveriam começar a lecionar nos centros de emprego do contiente já em setembro.

No entanto, segundo as listas de colocados, divulgadas no sítio da DGAE na internet, foram preenchidas apenas 192 vagas.

Questionado pela agência Lusa sobre esta diferença, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) lembrou que o processo de seleção foi realizado pelos centros do IEFP e que a “Secretaria de Estado do Ensino e da Administração Escolar autorizou todos as requisições apresentadas pelo IEFP”.

A Lusa contactou o IEFP para perceber quantos docentes concorreram a este concurso e a razão de terem ficado mais de 500 lugares por preencher, mas não obteve resposta até ao momento.

Segundo o mapa de necessidades apresentado pelo IEFP, na altura da abertura do concurso, os docentes dos grupos de recrutamento de Português, Inglês e Matemática eram os mais procurados, havendo 229 vagas disponíveis no Norte, 135 no Centro, 226 em Lisboa e Vale do Tejo, 99 no Alentejo e 61 no Algarve.

O IEFP procurava professores para “assegurar o exercício transitório de tarefas em qualquer serviço da administração central, regional ou local”.

Fenprof acusa IEFP de não informar candidatos sobre condições de trabalho

Por seu lado, a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) acusa o IEFP de abrir vagas para professores darem aulas nos seus centros mas recusando-se a informar os potenciais candidatos sobre as condições de trabalho.

Para a Fenprof, existem várias razões para as vagas não terem sido ocupadas, tais como destinarem-se apenas a docentes dos quadros: “Se a intenção do Governo é o preenchimento das vagas no IEFP então que abra o concurso aos professores desempregados e, decerto, não terá dificuldade em preenchê-las”, defende em comunicado.

Além disso, sublinha, eram procurados essencialmente docentes de grupos de recrutamento que não têm muitas dificuldades em conseguir horários – Português, Matemática e Inglês – e não de Educação Visual, Educação Tecnológica e 1.º Ciclo do Ensino Básico, onde existe um elevado número com horário-zero.

A Fenprof diz ainda que o IEFP se “recusou informar os potenciais candidatos sobre as condições de trabalho, designadamente horários a que estes se sujeitariam”.

A federação de professores considera por isso “absolutamente normal” que os docentes que “asseguram o exercício de necessidades permanentes das escolas não se disponibilizem para, de acordo com o próprio IEFP, serem requisitados em regime de mobilidade para assegurarem “o exercício transitório de tarefas em qualquer serviço a administração central, regional ou local””.

A Fenprof lembra ainda que quando os professores terminassem as suas tarefas nos centros do IEFP “estariam obrigados a regressar às escolas a cujo quadro pertencem e, então sim, poderiam ficar em situação de horário-zero”, correndo o risco de serem remetidos para a mobilidade especial.

No comunicado, a Fenprof alerta ainda para o facto de ainda não se conhecerem os horários dos docentes, não se sabendo quantos e quais os professores que vão ficar em situação de “horário-zero”.

A Fenprof lembra que os professores que fiquem sem horário terão de concorrer a DACL (destacamento por ausência de componente letiva), um “concurso que, no ano transato, terminou em 6 de agosto”.

Outra das preocupações do sindicato prende-se com o desconhecimento do resultado do concurso para vinculação extraordinária de professores.

A Lusa contactou o gabinete de imprensa do IEFP a propósito destas declarações, mas não obteve qualquer resposta até ao momento.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …

O Cumbre Vieja, num dos complexos vulcânicos mais ativos nas Canárias, entrou em erupção

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. Na zona, …

Portugal regista 677 novos casos de covid-19 e cinco mortes

Portugal registou, este domingo, 677 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Estudo mostra como diferentes espécies de polvos coexistem no mesmo ambiente

Existem mais de 300 espécies de polvos a viver em diversos habitats que abrangem recifes de coral, leitos de ervas marinhas, planícies de areia e regiões de gelo polar. Mas de que forma cefalópodes tão …

As máquinas estão "muito longe" de serem mais inteligentes (mas muito perto de agir como pessoas)

A especialista em inteligência artificial Daniela Braga considera que as máquinas estão "muito longe" de substituírem totalmente os humanos ou serem mais inteligentes, mas estão "muito perto" de interagirem como as pessoas. "Acho que estamos muito …