Maioria admite rever feriados

PSD / Flickr

Assembleia da República

Assembleia da República

A Assembleia da República debate esta tarde um projeto de lei do PCP para a reposição dos quatro feriados retirados em 2013, em que se incluem os feriados civis de 5 de outubro e 1 de dezembro.

O projeto está a provocar algum polémica a começar pelo título – “Reposição dos Feriados Nacionais Roubados” -, mas também por pedir ainda a inclusão da terça-feira de Carnaval, ponto que gera mais reservas entre os que apoiam a reposição dos feriados.

A Antena 1 avançou, esta manhã, que existe um compromisso da maioria de reavaliação dos feriados no pós-troika, em 2015. De acordo com as fontes contactadas do PSD e do CDS, os feriados “não foram eliminados, pois foram apenas suspensos depois de alterações na lei em 2013”.

PS considera “ilusória” intenção da maioria de repor feriados

O líder parlamentar do PS, Alberto Martins, manifestou-se hoje de acordo genericamente com o projeto do PCP para a reposição dos quatro feriados retirados em 2013 e considerou “proclamatória” a intenção da maioria PSD/CDS de os repor progressivamente a partir de 2015.

“Este é um Governo de boas intenções e más práticas. A realidade é o empobrecimento da vida coletiva portuguesa, com mais cortes, mais custos, mais desemprego e emigração. Ao mesmo tempo há uma realidade ilusória, fictícia, fantasmática, que é dizer-se que vamos ter o melhor dos mundos, que vai haver feriados, que há 50 mil milhões de investimento e que vai haver aumento de emprego”, declarou Alberto Martins.

“O cumprimento das promessas eleitorais deste Governo é conhecido. Perguntemos aos pensionistas, aos funcionários públicos, aos trabalhadores por conta de outrem a situação em que estamos”, acentuou Alberto Martins.

Feriados de volta sim, Carnaval talvez

Em relação ao teor do projeto do PCP, Alberto Martins colocou dúvidas sobre a intenção de os comunistas oficializarem o feriado do Carnaval.

“O PS tem uma posição genérica favorável à ideia de reposição dos feriados. Essa questão [do Carnaval] é distinta e será analisada em fase de especialidade”, advogou o líder da bancada socialista.

Alberto Martins salientou que foram suspensos “dois [feriados] muito fortes, o 5 de outubro e o 1º de dezembro, momentos singulares referenciais da nossa identidade histórica e nacional“.

“Os feriados são momentos de celebração coletiva”, sustentou, antes de rejeitar o argumento de que são prejudiciais a um aumento da produtividade do país.

“Essa crítica não tem qualquer consistência científica, mas insere-se numa ideia muito geral do Governo de desnaturar muitas das dimensões da nossa cultura e identidade com proclamações retóricas que não têm sustentação”, alegou ainda o presidente do Grupo Parlamentar do PS.

Em relação aos dois feriados civis retirados em 2013, Alberto Martins defendeu a tese de que o “1º de dezembro de 1640 é uma data singular de reafirmação da independência nacional e o 5 de outubro de 1910 é a fundação da República, no fundo a fundação do Estado moderno”.

Jerónimo de Sousa diz que avaliar a reposição de feriados é “manobra de diversão”

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse hoje que a intenção da maioria de avaliar a reposição gradual, a partir de 2015, dos feriados retirados em 2013 não passa de uma “manobra de diversão”.

“É o costume, ou seja, mais uma manobra de diversão e de dilação, na medida em que admitem considerar essa possibilidade lá para o fim da presença da troika”, disse Jerónimo de Sousa.

“[É uma manobra] para evitar responder ao problema imediato que o PCP coloca, com a sua iniciativa de recuperar os feriados que foram roubados aos trabalhadores”, acrescentou o líder comunista.

Se quiser acompanhar a discussão do projeto de lei no Parlamento, visite o streaming disponibilizado pela Assembleia da República.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …

Cientistas reconstruiram a cara mutilada de uma guerreira Viking

Um esqueleto encontrado num cemitério Viking em Solør, na Noruega, tinha sido identificado como sendo de uma mulher há vários anos, mas os especialistas não tinham a certeza se tinha sido verdadeiramente uma guerreira. Agora, a …