Magnata da imprensa crítico de Pequim reage a falso obituário

swanky-hsiao / Flickr

O bilionário Lai Chee-Ying, mais conhecido pelo seu nome ocidental Jimmy Lai, magnata da imprensa de Hong Hong e fundador do jornal liberal Apple Daily (dir.)

O bilionário Lai Chee-Ying, mais conhecido pelo seu nome ocidental Jimmy Lai, magnata da imprensa de Hong Hong e fundador do jornal liberal Apple Daily, lançou um vídeo em resposta a um falso obituário publicado por um jornal rival.

O obituário de Lai, empresário crítico de Pequim, foi publicado no jornal Oriental Daily na quinta-feira, com grande destaque.

O jornal alterou o nome do magnata, substituindo-o por um carater chinês com fonética similar, mas manteve os detalhes biográficos idênticos aos de Lai.

O obituário indicava que Lai, de 65 anos, morreu no dia 07 de Agosto de Sida e cancro, acrescentando que não iria haver funeral porque os familiares também estavam doentes.

Além disso, apresentava condolências aos funcionários da “Two Media”, empresa do Apple Daily, usando carateres chineses cuja tradução literal é descrita como “One Media”.

“Eles querem que eu morra? É assim tão simples?”, disse Lai em resposta ao óbito num vídeo realizado com um iphone. “Lamento desapontá-los”, acrescentou.

Até à data de hoje não havia esclarecimentos sobre a autoria do falso obituário e o Oriental Daily escusou-se a comentar o caso.

Jimmy Lai e o Apple Daily, conhecido pelas posições críticas em relação a Pequim e pelo apoio ao movimento pró-democracia em Hong Kong, já foi objeto de outros ataques.

A página de internet do jornal esteve inativa durante algumas horas, no que foi descrito como um ataque em larga escala lançado por piratas informáticos sofisticados.

swanky-hsiao / Flickr

O bilionário Lai Chee-Ying, mais conhecido pelo seu nome ocidental Jimmy Lai, magnata da imprensa de Hong Hong e fundador do jornal liberal Apple Daily, lançou um vídeo em resposta a um falso obituário publicado por um jornal rival.

Lai Chee-Ying

Luta pela democracia em Hong Kong

Preocupações quanto à liberdade de expressão têm aumentado este ano, período em que também foram registados ataques a jornalistas, incluindo físicos, como o perpetrado contra o antigo editor Kevin Lau, antigo editor-chefe do jornal Ming Pao, que ficou gravemente ferido após ter sido esfaqueado, em fevereiro.

A implementação do sufrágio universal figura como o grande “cavalo de batalha” da ala pró-democrata da antiga colónia britânica.

Hong Kong realizou, em junho passado, um referendo informal, em que quase 800 mil pessoas votaram sobre a forma como o próximo chefe do Executivo da antiga colónia britânica deve ser eleito em 2017.

Também em junho, a China publicou um “livro branco” de Hong Kong, em que Pequim reafirma o seu controlo e soberania sobre o território. O Livro Branco também refere que o amor à China constitui um “requisito político básico” para qualquer futuro líder.

O chefe do Governo de Hong Kong é atualmente escolhido por um colégio eleitoral formado por 1.200 membros, representativos dos diversos setores da sociedade, dominado por elites pró-Pequim.

A China prometeu instaurar o sufrágio universal direto para a eleição do chefe do Executivo em 2017 e para o Conselho Legislativo (parlamento) em 2020. Mas todos os candidatos devem ser aprovados por um comité de nomeação, premissa que é recusada pelos democratas em Hong Kong.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Catalunha. Supremo Tribunal espanhol confirma inabilitação de Quim Torra

O Supremo Tribunal espanhol confirmou esta segunda-feira a inabilitação por um ano e meio do presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, por desobediência à junta eleitoral central. O acórdão, aprovado por unanimidade, obriga Torra …

Já há mais 6.829 mortes do que em 2019, mas covid-19 só fez 2 mil. Óbitos em casa subiram 18%

Desde o início da pandemia, há registo de um aumento de 18% de óbitos que ocorrem em casa e as mortes em investigação subiram 24%. Nos hospitais há uma subida de 5,6% na taxa de …

PCP diz que pandemia é usada como pretexto para intensificar exploração dos trabalhadores

O secretário-geral do PCP consideraque a pandemia de covid-19 está a ser utilizada como pretexto para se tentar fazer regredir décadas em conquistas de direitos, através do que apelidou de "teorias do 'novo normal'". Jerónimo de …

Morreu o bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa

O bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa, que dirigiu o Ballet Gulbenkian e a Companhia Nacional de Bailado (CNB), morreu esta segunda-feira, aos 81 anos, confirmou à agência Lusa fonte oficial da CNB. A notícia da morte …

Suíça chumbou restrições à entrada de estrangeiros proposta por nacionalistas

Os suíços votaram em referendo, este domingo, contra a imposição de restrições à imigração para cidadãos da União Europeia. Os eleitores rejeitaram por 61,7% a iniciativa popular lançada pela direita populista do SVP, maior partido do …

Portugal com 425 novas infeções e 4 óbitos. Há mais 24 pessoas internadas

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais quatro mortos relacionados com a covid-19 e 425 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal …

Biden critica escolha de Amy Coney Barrett para o Supremo (e acusa Trump de querer eliminar Obamacare)

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, acusou hoje o Presidente Donald Trump de querer colocar no Supremo Tribunal dos Estados Unidos uma juíza conservadora para poder eliminar o seguro de saúde Obamacare em …

Ventura ataca Costa: é um "tipo desagradável" com "ar de pai Natal indiano"

Este sábado, em Coimbra, num comício como candidato presidencial, o líder do Chega dedicou várias críticas ao primeiro-ministro, António Costa. André Ventura chegou a Coimbra, pisou o púlpito e, munido de um microfone, criticou duramente o …

Se OE não for aprovado à esquerda, será a "certidão de óbito" do Governo (e o país "vai bater palmas" a Rio)

No seu habitual espaço de comentário na SIC este domingo, Luís Marques Mendes disse acreditar que o Orçamento de Estado para 2021 será aprovado mas, se não for aprovado à esquerda, será a "certidão de …

"Não estamos a salvar o Governo, mas o país". Ana Catarina Mendes pressiona esquerda para aprovar OE2021

A líder parlamentar do Partido Socialista (PS), Ana Catarina Mendes, disse, em entrevista à TSF, que o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) traduz uma "agenda progressista e de esquerda" e que não há razões para …