Maduro alerta para “surto perigoso” em cidades da Venezuela

(h) Miraflores Press Office

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, alertou na segunda-feira para um “surto perigoso” de coronavírus nas grandes cidades do país, no mesmo dia em que o país ultrapassou a barreira dos quatro mil casos confirmados.

“Estamos a enfrentar um surto perigoso de coronavírus na maioria das grandes cidades do país”, disse Maduro, durante um ato transmitido pela televisão estatal venezuelana.

Segundo Nicolás Maduro, o surto está relacionado com o regresso de venezuelanos da vizinha Colômbia e do Brasil, pelo que instou a população a respeitar disciplinadamente a quarentena preventiva da covid-19. “Há que eliminar o surto e a única maneira é a quarentena disciplinada e medidas sanitárias, acatadas por todos”, disse.

Por outro lado, precisou que há mais de 70 mil venezuelanos que regressaram ao seu país desde o início da pandemia de covid-19.

“A única vacina é a prevenção”, insistiu, precisando que os casos de transmissão comunitária no país aumentaram de seis por dia para entre 20 e 30 diariamente. “Eu sei de casos de pessoas que pensaram que não se contagiariam, não acataram as medidas e depois veio o arrependimento. Há muita juventude contagiada”, frisou.

A Venezuela reforçou na segunda-feira a quarentena instaurada para combater a propagação do novo coronavírus em 10 dos 24 Estados do país, incluindo no Distrito Capital.

As novas medidas, que as autoridades locais dizem ser uma “radicalização” da quarentena, têm lugar depois de uma flexibilização de sete dias.

Ao abrigo do reforço das medidas, o Metropolitano de Caracas encerrou as portas, e as autoestradas e ruas principais de algumas zonas residenciais estão bloqueadas, com restrições à circulação de pessoas, incluindo no centro da capital.

Com os setores prioritários (supermercados, farmácias) a funcionarem apenas durante algumas horas por dia, várias zonas de Caracas registaram esta segunda-feira apagões elétricos, com muitos clientes a queixarem-se de que nos últimos dias estavam sem serviço de Internet, impedindo-os de aceder a alguns canais de televisão, depois de a principal operadora de cabo, a Directv, ter saído do país, em 19 de maio.

Segundo a vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, foram implementadas algumas medidas restritivas, incluindo em zonas residenciais do Distrito Capital, devido à forte presença do novo coronavírus no município Libertador, o maior de Caracas.

A Venezuela está desde 13 de março em estado de alerta, o que permite ao executivo decretar “decisões drásticas” para combater a pandemia. Os voos nacionais e internacionais estão restringidos no país.

Desde 16 de março que os venezuelanos estão em quarentena e impedidos de circular livremente entre os vários Estados do país.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 469 mil mortos e infetou quase nove milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Maduro disponível para conversa respeitosa com Trump

O Presidente da Venezuela disse na segunda-feira estar disposto a conversar com o homólogo dos Estados Unidos, Donald Trump, de forma respeitosa, tal como fez em 2015 com o ex-vice-presidente Joe Biden.

“A minha resposta é que, assim como me reuni com Joe Biden e tivemos uma conversa grande e de forma respeitosa, momento que ficou registado, também no momento necessário estou disponível para conversar respeitosamente com o presidente Donald Trump”, disse o Presidente venezuelano à agência de notícias estatal, Agência Venezuelana de Notícias (AVN).

Segundo noticia a agência Efe, numa curta declaração Maduro explicou que, “da mesma forma” que em 2015 falou com o democrata Joe Biden quando este era vice-presidente de Barack Obama – e agora é adversário do republicano Trump na corrida à Casa Branca -, também o fará com o atual Presidente norte-americano.

O Presidente dos Estados Unidos disse esta segunda-feira que apenas aceita reunir-se com Nicolás Maduro para discutir a “saída pacífica do poder” do homólogo venezuelano, após ter demonstrado, numa entrevista, abertura a um possível encontro.

“Ao contrário da esquerda radical, eu sempre estarei contra o socialismo e ao lado do povo da Venezuela. O meu Governo sempre esteve do lado da liberdade e contra o regime opressor de Maduro. Apenas me reuniria com Maduro para abordar um tema: uma saída pacífica do poder”, destacou Donald Trump numa mensagem publicada na rede social Twitter, citada pela agência Efe.

Trump reagiu assim à entrevista publicada no domingo pela publicação online Axios, na qual mostrou abertura para se reunir com o Presidente da Venezuela, uma possibilidade já avançada na Assembleia-Geral da ONU de 2018, que nunca chegou a concretizar-se.

“Talvez ele pense sobre isso. Maduro gostaria de se encontrar comigo. E eu nunca me oponho a reuniões, raramente me oponho a isso“, destacou Donald Trump durante a entrevista, ao ser questionado sobre se aceitaria encontrar-se com Nicolás Maduro.

Eu sempre digo que se perde muito pouco nas reuniões. Mas, por agora, eu digo que não”, explicou, referindo-se aos esforços do lado venezuelano para a marcação de um encontro.

Questionado durante a entrevista se lamentava a sua decisão em endossar o líder da oposição, Juan Guaidó, como presidente interino da Venezuela, o governante norte-americano respondeu primeiro: “Não particularmente”. Mas acrescentou: “Poderia ter vivido com ou sem isso, mas estava firmemente contra o que se estava a passar na Venezuela”.

A porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, disse, após as declarações de Trump, que “nada mudou” na posição dos Estados Unidos face a Juan Guaidó, e que o país continua a manter a confiança e a reconhecê-lo como presidente interino.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …