Maduro rejeita ultimato europeu. “É uma insolência total”

Cristian Hernandez / Lusa

O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, rejeitou o ultimato lançado por vários países europeus, que lhe deram oito dias para convocar eleições na Venezuela, declarando que o seu país não está “ligado” à Europa.

“Eles deveriam retirar este ultimato. Ninguém pode fazer-nos um ultimato”, declarou Nicolás Maduro numa entrevista ao canal CNN Turk, citada pelas agências internacionais.

Madrid, Paris, Berlim, Lisboa, Londres e Bruxelas exigiram no sábado que Maduro convoque eleições na Venezuela no prazo de oito dias, caso contrário estas capitais reconhecerão Juan Guaidó como “Presidente interino”, com a responsabilidade de organizar eleições. Gaidó é o presidente da Assembleia Nacional venezuelana e proclamou-se chefe de Estado interino do país.

“Se alguém quiser abandonar o país, pode fazê-lo. A Venezuela não está ligada à Europa. Isto é uma insolência total“, afirmou Maduro. Para o Presidente venezuelano, “a Europa está uma vez mais a cometer um erro em relação à Venezuela. Consideram a nossa história como inexistente, apesar de 200 anos de independência”.

“Menosprezar-nos porque somos do Sul é insolente”, acrescentou.

“Vamos estabelecer a paz e continuar a condenar estes eventos, como fizemos no Conselho de Segurança [das Nações Unidas no sábado]. Todas estas mentiras são obra dos Estados Unidos. Eu estou aberto ao diálogo”, afirmou.

A Venezuela rejeitou, desde logo, a exigência de eleições das seis capitais europeias e da UE pela voz do seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Jorge Arreaza, que em declarações no Conselho de Segurança das Nações Unidas no sábado disse: “A Europa dá-nos oito dias de quê? (…) de onde tiraram a ideia que podem dar-nos ultimatos?”.

Para além da Espanha, França, Alemanha, Portugal, Reino Unido e Bélgica, também o bloco dos 28 Estados europeus, pela voz da Alta Representante da União Europeia para Política Externa, Federica Mogherini, advertiram Caravas de que a UE tomará “novas medidas”, incluindo o reconhecimento da liderança do país, se não forem convocadas eleições na Venezuela nos “próximos dias”.

Entretanto, os Estados Unidos, Canadá, e vários países sul-americanos, incluindo o Brasil, a Colômbia e a Argentina, já reconheceram Juan Gaidó como líder interino da Venezuela.
Em reação, Maduro anunciou a rutura das relações diplomáticas com os Estados Unidos, principal importador do petróleo venezuelano.

Também Israel, através do seu primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, reconheceu este domingo o “novo poder” na Venezuela, corporizado pelo presidente do parlamento, Juan Guaidó, numa mensagem de vídeo difundida nas redes sociais.

Para além da Rússia, China e o Irão, a Turquia e o seu líder conservador islamita, Recep Erdogan, é um dos mais importantes aliados políticos e económicos de Maduro.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Love in on my side." The Black Mamba vencem o Festival da Canção

Love is on my side, dos The Black Mamba, vai representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção, em maio, nos Países Baixos. Este sábado, os The Black Mamba venceram a 55.ª edição do Festival da Canção, …

A Perseverance usa o processador dos iMac de 1998

A Perseverance, a sonda da NASA que pousou no dia 18 de fevereiro em Marte, é movida por um processador PowerPC 750, que foi usado no iMac Bondi Blue original da Apple em 1998. Muitos podem …

Idosos que dormem menos de 5 horas têm o dobro do risco de sofrer de demência

Os idosos que dormem menos de cinco horas por noite têm o dobro do risco de sofrer de demência, sugere uma nova investigação. Os resultados são de uma equipa de cientistas do Brigham and Women's …

ROUGHIE. Planador subaquático observa silenciosamente os mares (sem perturbar a vida selvagem)

Os veículos subaquáticos autónomos tornaram-se ferramentas versáteis para explorar os mares. Porém, estas ferramentas podem ser prejudiciais para o meio ambiente ou ter problemas em movimentar-se em espaços confinados. Uma equipa de investigadores da Purdue University, …

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …