Maduro propõe neutralizar sanções norte-americanas com Lei Antibloqueio

(h) Miraflores Press / EPA

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, entregou na terça-feira um projeto de Lei Antibloqueio à Assembleia Constituinte (AC, composta unicamente por simpatizantes do regime) para neutralizar os efeitos das sanções impostas pelos Estados Unidos (EUA) contra a Venezuela.

“Acudo hoje perante a AC para apresentar uma proposta histórica. Vim solicitar que debata e aprove uma lei constitucional que dotará o Estado de capacidades para enfrentar a agressão mais brutal da história republicana”, disse Maduro, citado pela agência Lusa.

Maduro acusou os EUA de ter um projeto para destruir o seu país e “pôr as mãos no património venezuelano, para colocá-lo ao serviço do império norte-americano”.

“Os EUA não querem democracia nem eleições na Venezuela. Dirigem um ataque à nossa economia. O bloqueio que se executa contra o país, desde 2015, é a materialização de uma política de guerra”, afirmou, com as sanções norte-americanas a impedir “a aquisição de alimentos, medicamentos, matérias primas”, e o fortalecimento dos salários.

Por outro lado, explicou que nos últimos seis anos a Venezuela perdeu 99% dos ingressos em divisas, passando de “56 mil milhões de dólares para menos de 400 milhões de dólares (de 47,8 mil milhões de euros para menos de 341,8 milhões de euros) no ano passado” e por isso “de cada 100 dólares” que a Venezuela recebia, hoje percebe apenas um dólar.

“Isto é um terremoto é um terremoto nas próprias bases da economia”, frisou.

Maduro referiu que com a nova lei o país vai avançar “em recuperação e melhoria” e explicou que as ordens administrativas emitidas pelo presidente dos EUA, Donald Trump, impediram a empresa estatal Petróleos da Venezuela SA (PDVSA) de obter financiamento nos mercados financeiros, levando a uma queda de 66% da produção entre 2014 e 2019.

Cancillería Ecuador / Flickr

Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela

“Peço-lhes (à AC) um debate que chegue à população para informar, para dar mais força, para explicar coisas que tiveram que estar em silencio. Eles (inclusive) confiscaram navios carregados de gasolina que a Venezuela pagou com muito esforço”, frisou.

Maduro pediu “procurar e perguntar” aos economistas de “qualquer país do mundo sobre o que aconteceria se essa economia deixasse de perceber 30 mil milhões de dólares (25,64 mil milhões de euros) cada ano, durante cinco anos”.

Por outro lado, o presidente da Assembleia Constituinte, Diosdado Cabello, que é tido como o segundo homem mais forte do chavismo, definiu o “projeto de Lei Antibloqueio” como “uma janela à esperança” dos venezuelanos e declarou em emergência aquele organismo.

“Temos certeza de que o que o conteúdo necessário está aí, não só para enfrentar este último trimestre (de 2020), mas para os próximos anos”, sublinhou.

Cabello anunciou que vai ser constituída uma Comissão Mista para aprovar a nova lei, da qual farão partes as comissões daquele organismo em matérias de Economia, Constitucional, de Participação Cidadã, dos Trabalhadores, de Segurança e Defesa.

Segundo a imprensa local, em 1998 a Venezuela produzia 3,3 milhões de barris diários de petróleo e atualmente produz aproximadamente 400 mil barris.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …

Novo estudo diz que Remdesivir não tem "impacto significativo" nos doentes com covid-19

Ao contrário do que se pensava, o medicamento antiviral remdesivir não reduz as mortes entre os pacientes com covid-19, sobretudo quando comparado com o tratamento padrão, de acordo com os resultados de um estudo internacional. Em …