Maduro anuncia plano de racionamento da eletricidade

(h) Miraflores Press Office

O Presidente venezuelano anunciou no domingo à noite um plano de 30 dias de racionamento da eletricidade, no momento em que os cortes de energia continuam a afetar milhões de pessoas em todo o país.

Nicolás Maduro disse na televisão nacional que o plano ajudará a lidar com os ‘apagões’ que causaram falhas no abastecimento de água e cortes nas comunicações.

“Eu aprovei um plano de 30 dias”, durante o qual a eletricidade será racionada, para garantir um equilíbrio entre a geração, transmissão, distribuição e consumo, “com atenção particular em garantir a distribuição de água”, disse Maduro à televisão nacional.

Antes, o ministro da Comunicação e Informação disse que o Governo decidira manter a suspensão das atividades educativas e decretar a redução do horário de trabalho até às 14:00 horas locais, como parte dos esforços para estabilizar o serviço de energia elétrica.

“Informamos que, no esforço que todos fazemos para conseguir a consistência na prestação do serviço elétrico, o Governo bolivariano decidiu manter suspensas as atividades escolares em todos os níveis do sistema educativo e estabelecer uma jornada laboral diária especial, até às 14:00 horas (locais), nas instituições públicas e privadas do país”, anunciou Jorge Rodríguez.

O Governo venezuelano continua a “imprimir toda a sua força para estabilizar o serviço de energia elétrica” no país, reiterou. Durante uma alocução ao país, transmitida pelas rádios e televisões venezuelanos, o ministro explicou ainda que os “ataques terroristas” contra o Sistema Elétrico Venezuelano (SEV), causaram “significativos níveis de destruição de equipamentos e interrupção de processos acoplados, necessários para a prestação constante do serviço” aos venezuelanos.

“Em distintas ocasiões, conseguimos restabelecer o serviço de maneira quase total (…). Felicitamos todo o nosso povo guerreiro, que tem mantido a unidade (…) nas ruas, um comportamento cívico, e a solidariedade de todos, o que nos faz indestrutíveis”, frisou. Por outro lado, explicou que o Governo venezuelano “não descansará até alcançar o equilibro definitivo” do SEV.

No passado dia 7 de março, uma falha na barragem de El Guri (a principal do país) deixou a Venezuela às escuras durante uma semana. A 25 de março último, ocorreu um novo ‘apagão’ que afetou pelo menos 18 dos 24 estados da Venezuela, incluindo Caracas, que estiveram às escuras, total ou parcialmente, pelo menos durante 72 horas.

Na última sexta-feira, pelo menos 21 dos 24 estados da Venezuela ficaram às escuras e 24 horas depois as falhas elétricas fizeram sentir-se em pelo menos 20 estados do país.

Na Venezuela são cada vez mais frequentes e prolongadas as falhas no fornecimento de eletricidade, passando de pequenos a grandes ‘apagões’ que chegam a afetar a totalidade do território. O Governo atribui as falhas a atos de sabotagem de opositores apoiados pelo Estados Unidos, enquanto que a oposição acusa o regime de não fazer os investimentos necessários no setor e tem denunciado, desde há vários anos, falhas na manutenção e ausência de peças de reparação.

Desde 2005 que engenheiros alertam que o país poderia registar um ‘apagão’ geral, devido às condições precárias do sistema.

Segundo a imprensa local, devido à crise política, económica e social, centenas de empregados da Corporação Elétrica Nacional da Venezuela (Corpoelec) abandonaram o país à procura de melhores condições no estrangeiro.

Também neste domingo, milhares de venezuelanos saíram para as ruas de Caracas, de maneira espontânea, a protestar pela falta de água e de energia elétrica, inclusive em zonas tidas como afetas ao regime e até junto do palácio presidencial de Miraflores.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …

Concorrência quer novas regras para fidelizações nas telecomunicações

A Autoridade da Concorrência (AdC) quer mudanças nas regras impostas pelas operadoras de telecomunicações nos contratos de fidelização. Segundo um relatório da AdC, ao qual o Jornal de Negócios teve acesso e que será esta segunda-feira …

Se Trump fosse julgado perante um júri, seria condenado "em três minutos"

Caso o processo de impeachment avance, e Trump seja apresentado perante um júri, Jerry Nadler acredita que o presidente norte-americano seria considerado culpado "em três minutos". O presidente da comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, …

Sangue, lágrimas e crianças escoltadas na primeira despromoção da história do Cruzeiro

O Cruzeiro desceu de divisão pela primeira vez na sua história. O último jogo do campeonato, que selou a despromoção, ficou marcado por episódios violentos entre adeptos e polícia. O cenário vivido no 'Mineirão', este domingo, …

Movimento "Convergência" prepara moção para convenção do Bloco (mas rejeita cisão)

Largas dezenas de elementos do Bloco de Esquerda (BE) estiveram reunidos para preparar uma moção para apresentar na próxima convenção do partido, mas rejeitam estar a criar uma nova tendência ou a preparar uma cisão. João …

Empresário lesou Fisco em 60 milhões, mas não tem de devolver nada

Um empresário do setor do ouro condenado a sete anos de prisão por fraude fiscal agravada não terá de devolver nenhuma parte dos 60 milhões de euros de prejuízo que deu ao Estado por não …

Maioria das pistolas Glock roubadas da PSP pode ter estado sempre com a polícia

Luís Gaiba defende que a contagem do armamento não estava atualizada e que, por isso, a maioria das armas alegadamente desaparecidas pode nunca ter saído da posse da polícia. O agente Luís Gaiba, suspeito do roubo …

Rússia banida dos Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos

A Rússia foi banida, esta segunda-feira, de Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos, na sequência de uma decisão, tomada por unanimidade, do comité da AMA que avalia o cumprimento dos regulamentos. A Rússia foi excluída dos …

Governo chinês bane compras públicas de computadores e software estrangeiros

O Governo chinês ordenou que todos os escritórios governamentais e instituições públicas removam computadores e software estrangeiros, ao longo dos próximos três anos, depois da decisão de Washington de banir aquisição de equipamentos da Huawei. A …

Arbitragem, relvado e azar. Sérgio Conceição explica deslize com o Belenenses

Desde a arbitragem ao relvado e de o azar à falta de discernimento, Sérgio Conceição explicou o empate contra o emblema de Belém. A equipa de arbitragem foi a principal visada. O FC Porto não foi …