Macron avisa que a França irá bombardear a Síria se forem usadas armas químicas

Ian Langsdon / EPA

Emmanuel Macron

Emmanuel Macron

O presidente francês, Emmanuel Macron, avisou que a França intervirá militarmente para bombardear os depósitos de armas químicas se as mesmas forem utilizadas na Síria, mesmo se tiver que agir sozinho.

“Se ficar demonstrado que foram utilizadas armas químicas e conseguirmos identificar a sua origem, a França vai destruir as armas químicas identificadas” através de bombardeamentos, disse Macron numa entrevista publicada esta quinta-feira por vários jornais europeus, entre eles o francês “Le Fígaro”.

Macron disse ao presidente russo, Vladimir Putin – que recebeu no Palácio de Versalhes a 29 de maio – que não haverá “acordos” sobre essa questão, nem sobre a exigência de acesso humanitário à população afetada pela guerra na Síria.

“A utilização de armas químicas dará lugar a réplicas, inclusive da França sozinha“, repetiu, antes de lembrar que essa posição está “perfeitamente alinhada com a dos Estados Unidos da América”.

Macron especificou que com a sua chegada à presidência há pouco mais de um mês, o país mudou a postura em relação à continuidade ou não do presidente sírio. A “destituição de Bashar Al-Assad não é uma condição para tudo” porque “ninguém me apresentou um sucessor legítimo”.

As suas prioridades, precisou Macron, são em primeiro lugar “a luta absoluta contra todos os grupos terroristas” já que “são eles os nossos inimigos” porque essa região “é um dos focos do terrorismo islâmico”.

O Presidente francês insistiu que sobre essa questão “precisamos da cooperação de todos, em particular da Rússia, para os erradicar, “. A segunda prioridade é “a estabilidade da Rússia” para evitar “um Estado falhado”.

// EFE

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A França não manda no Oriente Médio. A França deve sair da Síria. A França deve cuidar de si mesma. A França deve cuidar de sua economia e assim ficar independente do Oriente Médio, América Latina, Ásia e África. As desculpas da França para atacar outros países serve para a França continuar a saquear os países atacados. Macron é vagabundo igual ao Trump e não quer trabalhar pra comer prefere continuar roubando o Oriente Médio. A Ucrânia é outro país que sofre a invasão francesa. A França mente em relação a Crimeia o interesse francês está no gás e petróleo. A França não quer pagar o gás e petróleo produzido pela Rússia. A França quer gás e petróleo de graça. Macron não serve o povo francês serve os ricos da França.

  2. A União Européia existe para ser forte na exploração de outros países. A União Européia explora até os próprios países da Europa. O único país que a União Européia respeita é os Estados Unidos. A forma que a União Européia propôs pra resolver o problema econômico dos países europeus endividados foi a mesma forma que o FMI propôs pro Brasil. A França tem empresas no Brasil desde que eu sou criança em Cubatão (Light ou Fabril). A exploração francesa no Brasil faz do nosso país o quintal sujo da Europa. A Rhodia é responsável por altos índices de poluição no Rio Atibaia. A Rhodia produz produtos tóxicos que agridem o meio ambiente e até hoje não mudou sua forma de atuação legal com o meio ambiente. Enquanto a França finge que cuida do meio ambiente com o Pacto de Paris, a França destrói o meio ambiente nos países que a França explora.
    A Europa é uma mer…

RESPONDER

Conquistadores espanhóis usaram técnicas indígenas para construir as suas armas

Um novo estudo concluiu que os invasores espanhóis foram obrigados a aprender com os indígenas da Mesoamérica sobre a produção de cobre. Descobertas arqueológicas em El Manchón, no México, apoiam a ideia de que invasores espanhóis, desesperados …

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …

Restos de bombas atómicas revelam longa vida dos tubarões-baleia

Cientistas estão a determinar a esperança de vida do maior peixe dos oceanos com a ajuda de testes de bombas atómicas realizados durante a Guerra Fria, entre os anos 50 e 60. Em perigo de extinção, …

Telescópio russo apanha o despertar de um buraco negro

O telescópio russo ART-XC do observatório espacial Spektr-RG detetou uma fonte brilhante de raios-X no centro da Via Láctea, que acabou por revelar ser o "despertar" do buraco negro 4U 1755-338. A descoberta ocorreu no passado …

O cometa interestelar 2I/Borisov partiu-se em dois

O cometa interestelar 2I/Borisov, o primeiro do seu tipo a ser descoberto em agosto do ano passado, começou a dividir-se em duas partes na semana passada. As imagens contínuas do telescópio espacial Hubble do objeto interestelar …

Estudo estima 471 mortes em Portugal até agosto (e que o pico foi atingido a 3 de abril)

De acordo com as estimativas do estudo, cerca de 151.680 pessoas vão morrer na Europa durante a "primeira vaga" da doença. Um estudo divulgado esta terça-feira nos Estados Unidos estima que a covid-19 venha a provocar …