Um grupo de macacos do Panamá entrou na Idade da Pedra

Eric Kilby / Flickr

Macaco-prego-de-cara-branca, espécie nativa da América Central e do Sul

Um grupo de investigadores descobriu que uma população de macacos-prego-de-cara-branca do Panamá entrou na Idade da Pedra. Os animais começaram a usar ferramentas de pedra para conseguir partir nozes e marisco, tornando-se o quarto tipo de primatas a fazê-lo, depois de nós, humanos. 

De acordo com um novo estudo, disponibilizado em pré-publicação no BioArXiv no início de julho, o grupo de macacos habita a ilha de Jicarón, uma pequena ilha na costa do Panamá pertencente ao Parque Nacional de Coiba. Existem três ilhas no parque e todas têm esta espécie animal.

Os macacos de Jicarón começaram a usar ferramentas – mas nem todos. Apenas os machos de uma determinada região da ilha recorreram a estas ferramentas. “Ficámos surpresos com o facto deste comportamento parecer estar associado a uma determinada localização geográfica“, disse Brendan Barrett, autor principal do estudo e investigador do Instituto Max Planck de Ornitologia.

Estes comportamentos foram relatados pela primeira vez no parque em 2004, quando a co-autora da pesquisa, Alicia Ibáñez, observou os macacos a usar ferramentas de pedra.

Em março de 2017, os pesquisadores voltaram à região e colocaram “armadilhas” que continham câmaras de vídeo em todas as ilhas, de forma a capturar os macacos no momento em que utilizavam a ferramentas.

A equipa viu então os macacos machos a partir cocos, caranguejos e caracóis. No entanto, os investigadores não conseguiram explicar o por que do comportamento não ser difundido para os outros grupos na ilha. Apesar disso, a equipa notou que os macacos se movem em grupos e, por isso, a inovação deve espalhar-se.

Os investigadores sugerem que é possível que a entrada na Idade da Pedra tenha uma componente casual, em vez de ser fruto da evolução dos primatas. Por exemplo, é possível que um individuo da população de macacos fosse mais inteligente do que os restantes e começasse a usar ferramentas, que foram depois copiadas por outros.

E, tendo em conta que as opções alimentares destes primatas são limitadas, a utilização de ferramentas pode aumentar as suas hipóteses de sobrevivência.

A equipa espera que sejam realizadas mais pesquisas sobre a espécie, de forma a melhor compreender o que está a acontecer com estes macacos do Panamá.

Os macacos-de-cara-branca são a segunda espécie americana a entrar na Idade da Pedra. Outro grupo de macacos, encontrado na América do Sul, também usa ferramentas de pedra e pode estar a fazê-lo há 700 anos. As outras duas espécies são macacos na Tailândia e chimpanzés na África Ocidental.

ZAP // IFLScience

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Quer dizer então que as semelhanças com o ser humano são maiores ainda! Sobretudo nos meios criativos e artísticos.

RESPONDER

Maior expedição científica de sempre ao Ártico parte hoje da Noruega

A maior expedição científica de sempre ao Ártico parte hoje para estudar durante um ano os efeitos visíveis das alterações climáticas no Pólo Norte. O quebra-gelo Polarstern, do instituto Alfred-Wegener, de Bremerhaven, na Alemanha, partirá do …

Asteróide "sorrateiro" pregou um susto à NASA e quase colidiu com a Terra em julho

Em finais de julho, um asteróide do tamanho de um campo de futebol pregou um susto à NASA quando passou a apenas 65.0175 quilómetros da Terra. Foi a maior rocha espacial a passar tão perto …

Vem aí o Dia 0. A Austrália vai ficar sem água (e pode não ser a única)

O Dia 0 está a chegar e a Austrália está prestes a ficar sem água. Os cientistas dizem que este é um aviso para todas as outras regiões em redor do mundo. Este dia vai marcar …

Mujahid é a misteriosa figura por detrás da propaganda talibã (mas pode nem ser real)

Zabihullah Mujahid pode não ser um nome reconhecido pelas pessoas, mas a verdade é que tudo aquilo que ele diz é escutado atentamente por todo o mundo. Mujahid é o porta-voz dos talibãs há 12 anos …

O rapper, a mulher adúltera, a caçadeira e a PIDE feminista. Polémica com videoclip de Valete

Numa altura em que continuam a contar-se as mulheres que morrem vítimas de violência doméstica, o último videoclip de Valete, um dos rappers mais reconhecidos do país, está a causar polémica. Há quem considere que faz …

Milhares de milhões de pássaros desapareceram dos EUA

Um quarto de todos os pássaros dos EUA desapareceram desde 1970, segundo uma pesquisa publicada esta quinta-feira na revista Science, que dá conta de uma perda de biodiversidade contabilizada em 30% da população total de …

Cruzeiro "exclusivamente para britânicos" levanta polémica

Uma brochura que prometia viagens de cruzeiro exclusivas para britânicos levou várias pessoas a queixarem-se da Saga, uma empresa especializada em serviços para clientes com mais de 50 anos. A empresa já remeteu as culpas …

Começou à "invasão" da Área 51. Já há detidos e até um festival

Pelo menos 75 pessoas já chegaram à Área 51, uma base militar secreta dos Estados Unidos, em resposta a um evento criado no Facebook. Milhão e meio de pessoas combinaram invadir esta sexta-feira esta zona misteriosa …

Guantánamo é a prisão mais cara do mundo: 13 milhões de dólares por prisioneiro

Guantánamo é a prisão mais cara do mundo. Para manter as instalações a funcionar, cada prisioneiro custa 13 milhões de dólares ao Estado norte-americano. A prisão de segurança máxima de ADX Florence, em Colorado, nos Estados …

Gabriela foi morta pelo ex-marido e os colegas convocaram uma vigília por ela

Gabriela Monteiro, de 46 anos, foi morta pelo seu ex-marido, junto ao Tribunal de Braga. O Theatro Circo, onde trabalhava há uma década, convocou uma vigília por ela. O homem esfaqueou a mulher no peito e pescoço …