Ministério das Finanças dá luz verde a obras no centro pediátrico do Hospital São João

José Coelho / Lusa

Hospital de São João, Porto

Os ministros da Saúde e das Finanças assinaram um despacho que autoriza a administração do Hospital São João, no Porto, a lançar concurso para o projeto do novo centro pediátrico.

O Governo autorizou os administradores do Centro Hospitalar Universitário de São João a lançar um concurso para o projeto do novo Centro Pediátrico, que funciona desde 2008 em instalações provisórias.

Adalberto Campos Fernandes e Mário Centeno sublinham, no despacho publicado esta quarta-feira em Diário da República, ser urgente “garantir a melhoria da eficiência e das condições de conforto e privacidade para as crianças e pais“, que há cerca de uma década são atendidos em contentores.

O efeito é imediato, avança o Diário de Notícias. Assim, o Hospital São João pode agora lançar o concurso para “a conceção e projeto para as novas instalações do centro pediátrico”, que incluirá todas as valências, desde a neonatologia à oncologia.

O objetivo é melhorar e aumentar a capacidade da prestação de cuidados, uma situação que tem sido muito criticada nos últimos tempos. O ministro da Saúde teve de vir responder publicamente pela situação, mas o ministro das Finanças ainda não tinha decidido avançar com as obras.

Depois de uma enorme chuva de críticas, o despacho foi aprovado e publicado. O concurso para as obras na oncologia pediátrica poderão ter finalmente um projeto, mas o início das obras ainda não te prazo. Ainda assim, o primeiro passo já foi dado.

No despacho, o Governo lembra que em junho foram inauguradas as novas instalações do centro ambulatório pediátrico, que já fazem parte da conceção deste novo centro, e que integram o hospital de dia de oncologia pediátrica e a consulta externa do serviço de pediatria.

Além disso, o Governo adianta que as obras já realizadas representam um esforço financeiro de dez milhões de euros, não referindo a verbo que será disponibilizada para o resto do projeto.

O “Lugar para o Joãozinho” é, segundo o Observador, um projeto ambicioso que chegou a prever a construção de cinco pisos com mais de 10 mil metros quadrados, uma zona de lazer e uma escola para as crianças e jovens doentes. Há 10 anos, as crianças internadas foram colocadas em contentores para as obras avançarem, mas tal não aconteceu.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Trump critica muro construído pelos seus apoiantes na fronteira com México

O Presidente dos Estados Unidos da América (EUA) criticou hoje um muro construído por apoiantes na fronteira americana com o México e que está em risco de ruir, defendendo que o objetivo do grupo era …

Estado de emergência devido a novo derrame de combustível no Círculo Polar Ártico

As autoridades russas declararam o estado de emergência na localidade de Tukhard, na Sibéria, devido ao derramamento de 44,5 toneladas de combustível num lago, naquele que é o segundo desastre ecológico no Círculo Polar Ártico …

Bélgica inclui Alentejo e Algarve na zona laranja com "maior vigilância"

Os viajantes que entrem na Bélgica oriundos do Alentejo e do Algarve serão sujeitos a “maior vigilância” devido à pandemia da covid-19, segundo o site do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) belga, que não especifica …

Infetado detido em Miranda do Douro por desrespeitar confinamento obrigatório

A GNR deteve em Miranda do Douro um homem, de 26 anos, por não respeitar o confinamento obrigatório que lhe foi decretado pela autoridade de saúde pública naquele concelho do distrito de Bragança. "O homem encontrava-se …

Sudão aprova criminalização da mutilação genital feminina

O Conselho Soberano, a mais alta autoridade do Sudão, aprovou a criminalização da mutilação genital feminina (MGF), uma prática muito antiga que continua generalizada no país, anunciou o Ministério da Justiça. O Conselho Soberano, composto por …

Andrzej Duda reeleito Presidente da Polónia

O chefe de Estado polaco venceu a segunda volta das eleições Presidenciais com 51,21% dos votos, derrotando o liberal Rafal Trzaskowski, anunciou, esta segunda-feira, a Comissão Eleitoral. Segundo a Comissão Eleitoral, Andrzej Duda conseguiu a reeleição …

Manifestantes criticam escolha de Macron para o Ministério do Interior. Ministro é acusado de violação

Ativistas dos direitos das mulheres protestaram, em França e no estrangeiro, contra a nomeação do novo ministro do Interior, acusado de violação, e do ministro da Justiça, que ridicularizou o movimento #MeToo. Ativistas dos direitos das …

Cinco meses depois, chefes de diplomacia da UE voltam a reunir-se em Bruxelas

A reunião contempla temas como o impacto da pandemia, a situação na Líbia, Hong Kong e na Venezuela, as relação da União Europeia com a Índia e África e o Processo de Paz do Médio …

Há 12 países que conseguiram escapar à pandemia

Tendo em conta os casos registados e comunicados oficialmente pelas autoridades, há 12 países no mundo que não registam qualquer caso de infeção. Segundo a universidade norte-americana Johns Hopkins, a covid-19 chegou a 188 países, mas, …

"Prisioneira em casa" há 4 meses. Algarvia já fez 14 testes e não se livra do coronavírus

A algarvia Tânia Poço está infectada com o novo coronavírus há quatro meses. Nesta altura, já não tem sintomas de covid-19, mas os testes que tem feito continuam a assinalar a presença do vírus naquele …