Ministério das Finanças dá luz verde a obras no centro pediátrico do Hospital São João

José Coelho / Lusa

Hospital de São João, Porto

Os ministros da Saúde e das Finanças assinaram um despacho que autoriza a administração do Hospital São João, no Porto, a lançar concurso para o projeto do novo centro pediátrico.

O Governo autorizou os administradores do Centro Hospitalar Universitário de São João a lançar um concurso para o projeto do novo Centro Pediátrico, que funciona desde 2008 em instalações provisórias.

Adalberto Campos Fernandes e Mário Centeno sublinham, no despacho publicado esta quarta-feira em Diário da República, ser urgente “garantir a melhoria da eficiência e das condições de conforto e privacidade para as crianças e pais“, que há cerca de uma década são atendidos em contentores.

O efeito é imediato, avança o Diário de Notícias. Assim, o Hospital São João pode agora lançar o concurso para “a conceção e projeto para as novas instalações do centro pediátrico”, que incluirá todas as valências, desde a neonatologia à oncologia.

O objetivo é melhorar e aumentar a capacidade da prestação de cuidados, uma situação que tem sido muito criticada nos últimos tempos. O ministro da Saúde teve de vir responder publicamente pela situação, mas o ministro das Finanças ainda não tinha decidido avançar com as obras.

Depois de uma enorme chuva de críticas, o despacho foi aprovado e publicado. O concurso para as obras na oncologia pediátrica poderão ter finalmente um projeto, mas o início das obras ainda não te prazo. Ainda assim, o primeiro passo já foi dado.

No despacho, o Governo lembra que em junho foram inauguradas as novas instalações do centro ambulatório pediátrico, que já fazem parte da conceção deste novo centro, e que integram o hospital de dia de oncologia pediátrica e a consulta externa do serviço de pediatria.

Além disso, o Governo adianta que as obras já realizadas representam um esforço financeiro de dez milhões de euros, não referindo a verbo que será disponibilizada para o resto do projeto.

O “Lugar para o Joãozinho” é, segundo o Observador, um projeto ambicioso que chegou a prever a construção de cinco pisos com mais de 10 mil metros quadrados, uma zona de lazer e uma escola para as crianças e jovens doentes. Há 10 anos, as crianças internadas foram colocadas em contentores para as obras avançarem, mas tal não aconteceu.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Liga dos Campeões vai mudar: mais equipas e um formato inédito

O comité de competições da UEFA reuniu-se esta sexta-feira para aprovar o novo modelo da Liga dos Campeões. O novo formato vai vigorar entre 2024 e 2027. Embora ainda não tenham sido avançadas informações oficiais, o …

Depois do Sofagate, agora é von der Leyen quem está a ser acusada de quebrar o protocolo

Diplomatas da União Europeia dizem que a presidente da Comissão Europeia quebrou o protocolo, uma vez que foi o seu chefe de gabinete que respondeu ao convite da Ucrânia para que marcasse presença na cerimónia …

Há uma "possibilidade real" de trocar capitalismo pelo socialismo no século XXI, diz PCP

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, assinalou na quinta-feira os 150 anos da Comuna de Paris com um discurso de fidelidade ao ideal comunista e definiu a "substituição do capitalismo pelo socialismo" como uma …

Moçambique. Ministro da Defesa diz que ataque a Palma não coloca em causa exploração de gás

O ministro da Defesa de Moçambique, Jaime Neto, disse esta quinta-feira que o ataque à vila de Palma não coloca em causa o projeto de exploração de gás natural liderado pela petrolífera Total em Afungi, …

Nova Zelândia quer tornar a próxima geração completamente não fumadora

A Nova Zelândia anunciou um conjunto de propostas que visam banir os cigarros entre a próxima geração e aproximar o país da sua meta de ser livre de fumo até 2025. Desta forma, o Governo pretende …

Porto lança cartão da cidade para munícipes. Vantagens incluem descontos na cultura

O cartão foi lançado no dia 5 de abril e permite que os utilizadores tenham acesso a descontos em museus, teatros, piscinas e utilização gratuita do elevador dos Guindais. Destina-se aos moradores da cidade e …

Afinal, o SEF ainda não foi extinto. Governo vai publicar decreto-lei

Afinal, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) ainda não foi extinto. Segundo o Ministério da Administração Interna, o Governo vai "aprovar por decreto-lei a orgânica do novo serviço público [SEA] e as novas competências …

Mais quatro mortes e 553 casos nas últimas 24 horas

De acordo com a Direção-Geral da Saúde, Portugal registou nas últimas 24 horas 553 novos casos de covid-19 e quatro mortes associadas à doença. Portugal regista hoje mais quatro mortes relacionadas com a covid-19, 553 novos …

Familiares das vítimas do voo MH-17 na Ucrânia vão pedir indemnizações

Uma das advogadas das vítimas do voo MH-17 da Malaysia Airlines anunciou que 290 familiares apresentaram pedido de indemnização contra os quatro suspeitos do acidente. Uma advogada das vítimas do derrube do voo da Malasya Airlines …

1.º de Maio. CGTP duplica lotação, UGT festeja online com ex-ministros socialistas

As centrais sindicais voltam a estar divididas quanto às comemorações do 1.º de Maio. A CGTP vai organizar dois desfiles e duplicar a concentração na Alameda Dom Afonso Henriques; a UGT cancelou qualquer iniciativa presencial …