Bruxelas dá luz verde a ajuda estatal alemã à Lufthansa

Maarten Visser / Wikimedia

Avião Airbus A380 da Lufthansa

A ajuda estatal prevê um apoio à recapitalização de seis mil milhões de euros e um empréstimo com garantia estatal de três mil milhões de euros à Lufthansa.

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, uma ajuda estatal da Alemanha ao grupo aéreo Lufthansa, um apoio à recapitalização de seis mil milhões de euros e um empréstimo com garantia estatal de três mil milhões.

Segundo a informação divulgada pelo executivo comunitário, em causa está desde logo a recapitalização da Deutsche Lufthansa AG (DLH), a empresa-mãe do grupo Lufthansa, para a qual o governo alemão aloca seis mil milhões de euros em troca de uma participação do Estado de 20% do capital social (por uma participação de 300 milhões de euros).

Num processo financiado pelo Fundo de Estabilização Económica, criado pela Alemanha para prestar apoio financeiro às suas empresas afetadas pelo surto de covid-19, está também em causa uma participação passiva de 4,7 mil milhões de euros com as características de um instrumento de capital próprio não convertível e outra participação passiva de mil milhões de euros na forma de instrumento de dívida convertível.

Ao apoio à recapitalização acresce um empréstimo com garantia estatal de três mil milhões de euros à DLH.

Estas medidas da Alemanha para o grupo Lufthansa estão, no entendimento de Bruxelas, “em conformidade” com o enquadramento legal temporário adotado pela instituição em março para os auxílios de estatais em altura de pandemia e de crise económica, que é mais flexível do que habitualmente.

Porém, a aprovação não está isenta de compromissos, com a vice-presidente executiva da Comissão Europeia Margrethe Vestager a frisar que a ajuda estatal hoje aprovada “é acompanhada de remédios, nomeadamente para garantir que o Estado seja suficientemente remunerado, e de outras medidas para limitar o impacto na concorrência”.

A responsável pela pasta da Concorrência, que já tinha exigido a imposição de remédios, precisa que “a Lufthansa comprometeu-se a disponibilizar faixas horárias [os chamados ‘slots’] e ativos adicionais nos seus aeroportos centrais de Frankfurt e Munique, onde tem um poder de mercado significativo”.

“Isto dá às transportadoras aéreas concorrentes a oportunidade de entrar nesses mercados, garantindo preços justos e uma maior escolha para os consumidores europeus”, adianta Margrethe Vestager.

A aprovação surge após a Lufthansa e o Governo alemão terem chegado a acordo sobre um plano de ajuda de nove mil milhões de euros, com o Estado a tornar-se o primeiro acionista do grupo com 20% do capital. O Estado, que regressa ao capital da companhia aérea após 20 anos de ausência, aprovou o plano através de um fundo de estabilidade económica do Governo federal.

O acordo foi anunciado após longas negociações sobre a ajuda, que se destina a evitar a falência da transportadora, numa altura em que o setor aeronáutico atravessa uma grave crise. Na quarta-feira, a Lufthansa e o sindicato UFO chegaram um acordo que permite uma poupança de 500 milhões de euros ao grupo de aviação.

Concluído em vésperas de uma votação decisiva dos acionistas sobre o plano de resgate público de nove mil milhões de euros, o acordo tem ainda de ser aprovado em plenário pelos membros do sindicato, que representa os trabalhadores das tripulações de cabine da Lufthansa.

A proposta prevê congelamento de remunerações, reformas antecipadas e períodos de trabalho reduzidos, afirmaram as duas partes numa declaração conjunta.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bactérias benéficas do leite materno mudam ao longo do tempo

De acordo com um novo estudo, a mistura de bactérias benéficas transmitidas pelo leite materno muda significativamente com o tempo. Este pode atuar como uma injeção de reforço diário para a imunidade e metabolismo infantil. Os …

Quando um tigre vale mais morto do que vivo: A sórdida realidade das quintas de procriação

Em alguns países asiáticos, quintas de procriação de tigres exploram até ao tutano o valor económico do animal, submetendo-o a condições de vida degradantes. Tigres já foram puderam ser encontrados em grande parte da Ásia, do …

Ana Estrada Ugarte. Em decisão histórica, Peru abre as portas à eutanásia

Numa decisão histórica esta quinta-feira, o 11.º Tribunal Constitucional do Superior Tribunal de Justiça de Lima, no Peru, ordenou ao Ministério da Saúde do país que respeitasse a vontade de Ana Estrada Ugarte de acabar …

Árbitros estrangeiros na próxima época? APAF recusa "atestado de incompetência"

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) tem a certeza de que o Conselho de Arbitragem (CA) não irá passar um "atestado de incompetência" aos árbitros portugueses, chamando estrangeiros para encontros de Ligas nacionais. Segundo …

Depois do desconforto que a série causou na Família Real, Harry defende "The Crown"

Durante uma entrevista a James Corden, para o programa americano The Late Late Show, o príncipe Harry defendeu a série The Crown da Netflix, explicando que embora não seja “estritamente precisa”, retrata a pressão da …

Benfica vai apresentar queixa por ameaças de morte a Vieira e vandalismo

O Benfica vai avançar com queixas devido às ameaças de morte ao presidente do clube em tarjas colocadas nas imediações do Estádio da Luz, mas também pela vandalização de várias casas benfiquistas. Segundo o jornal online …

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …