Lusoponte garante que já pagou (há 20 anos) manutenção da Ponte 25 de Abril

Ferreira do Amaral, ex-ministro e atual presidente da Lusoponte, garante que o pagamento foi feito através de um perdão de dívida ao Estado.

Joaquim Ferreira do Amaral, ex-ministro das Obras Públicas e atual presidente da Lusoponte, afirma que a empresa que explora a concessão das duas pontes que ligam Lisboa a Almada (25 de Abril) e a Alcochete (Vasco da Gama) já assumiu as suas responsabilidades.

O ex-ministro refere-se ao acordo com o Governo de António Guterres, em 2000, para deixar de comparticipar os custos anuais de manutenção da infraestrutura da ponte.

“O que se pode dizer é que a Lusoponte já pagou a manutenção. Pagou como estava previsto no contrato inicial – não da forma que estava prevista, que era entregar dinheiro ao Estado todos os anos, mas através de um perdão de dívida ao Estado. Portanto, pagou”, disse, em declarações à TSF.

De acordo com o presidente da concessionária, esta revisão teve a contrapartida de a Lusoponte abdicar do dinheiro que o Estado lhe devia, já que seria “absurdo receber essa prestação anual para a manutenção para depois o Estado pagar aquilo que devia à Lusoponte”, refere.

Segundo o Observador, esse acordo que Ferreira do Amaral diz ser “razoável”, foi alvo de criticas por parte do Tribunal de Contas. Os juízes do TC sugeriam que a anulação das comparticipações da Lusoponte para as despesas de manutenção a ponte “veio permitir à concessionária uma redução efetiva dos seus custos operacionais“.

Além disso, permitiu “gerar um aumento efetivo dos cash flows do projeto”. O Governo contestou esta conclusão e defendeu que a “eliminação da comparticipação da Lusoponte nas despesas teve reais reflexos positivos no montante da compensação financeira direta calculada”.

A despesa que o Estado poupou em compensações devidas à Lusoponte, destaca o jornal, acabou por aumentar a fatura com manutenção por conta do próprio Estado.

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCp, já veio criticar as consequências do negócio. “Quem explora, quem tem lucro, não pode sacudir para o Estado a responsabilidade de corrigir as infraestruturas”, afirmou.

Também Catarina Martins deixou claro que o Bloco de Esquerda “também se interroga sobre se tem sentido um privado ficar com todo o lucro das portagens e ser o Estado a pagar as intervenções nas obras, quando é necessário. Parece-nos que o modelo de Parceria Público-Privada é um modelo ruinoso de investimento no país”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mais uns grandes empreendedores privados a mamar na teta do Estado!..
    Com lucros garantidos e as depesas pagas pelo Estado, qualquer um é um grande empresário!..

RESPONDER

Estado emprestou dois milhões à Cruz Vermelha para pagar salários

A Parpública SGPS emprestou dois milhões de euros ao Hospital da Cruz Vermelha, nomeadamente para fazer pagamento de salários. A Parpública SGPS, holding tutelada pelo Ministério das Finanças, libertou dois milhões de euros para permitir ao …

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …