Lula da Silva poderá sair da prisão em setembro

Ricardo Stuckert / Instituto Lula

Os juízes do Superior Tribunal de Justiça brasileiro decidiram, de forma unânime, reduzir a pena do ex-Presidente Lula da Silva, de 12 anos e um mês para oito anos, 10 meses e 20 dias de prisão.

O antigo chefe de Estado brasileiro cumpre pena em regime fechado, há mais de um ano, na sede da Polícia Federal em Curitiba, por corrupção passiva e branqueamento de capitais. De acordo com a Justiça Brasileira, Lula recebeu um apartamento como suborno em troca de beneficiar contratos da construtora OEA com a petrolífera estatal Petrobras.

O juiz relator da Lava Jato, Felix Fischer, e os juízes Jorge Mussi, Reynaldo Soares da Fonseca e Ribeiro Dantas concordaram em reduzir a pena para oito anos, dez meses e 20 dias. Lula cumpre cinco anos, 6 meses e 20 dias pelo crime de corrupção passiva e 3 anos e 4 meses por lavagem de dinheiro. Inicialmente o ex-presidente do Brasil foi condenado, em fevereiro, a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

De acordo com o STJ, o ex-presidente do Brasil pode, em setembro – altura em que cumpre um sexto da pena – passar para o regime “semiaberto”, aplicada a condenações entre quatro e oito anos, em que o recluso tem direito a trabalhar ou realizar cursos autorizados durante o dia, mas com a obrigatoriedade de regressar à prisão à noite.

De acordo a Folha de São Paulo, poucos estabelecimentos prisionais autorizam reclusos em modelo “semiaberto”. Nesse caso, há a possibilidade de a Justiça aceitar que Lula fique preso em casa, com restrições a visitas. A responsável pela administração da pena do ex-presidente é a juíza federal Carolina Lebbos, que substitui Sergio Moro.

A transição do regime prisional ainda pode mudar, dependendo dos recursos contra a condenação do caso do apartamento de Atibaia, em que Lula é acusado de ter beneficiado de obras, no âmbito da Operação Lava-Jato.

Defesa de ex-presidente vai recorrer

A defesa do ex-presidente brasileiro Lula da Silva afirmou na terça-feira que vai recorrer da decisão do Superior Tribunal de Justiça, com o objetivo de obter a “absolvição”.

“Pela primeira vez um Tribunal reconheceu que as penas aplicadas pelo ex-juiz Sérgio Moro e pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) foram abusivas. É pouco. Mas é o início. Esperamos que as instâncias que ainda irão se manifestar sobre o processo ajudem a restabelecer a plenitude do Estado de Direito no nosso país, porque isso pressupõe a absolvição de Lula e o restabelecimento da sua liberdade plena”, afirmou em comunicado o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins.

Cristiano Zanin Martins declarou ainda respeitar a decisão fixada pelo STJ, mas acrescentou que “o único desfecho possível é a absolvição do ex-Presidente Lula“, porque “não há elementos jurídicos para a configuração dos crimes imputados” ao ex-governante. “Avaliamos que o Tribunal recorreu a formalidades inaplicáveis ao caso concreto e deixou de fazer um exame efetivo do mérito”, pode ler-se no comunicado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Após saída do primeiro-ministro, Macron faz remodelação governamental e muda ministros-chave

O Presidente francês Emmanuel Macron aproveitou a mudança de primeiro-ministro para levar a cabo uma profunda remodelação do seu Governo. Anunciada na segunda-feira, a grande mudança é o novo ministro do Interior, Gérald Darmanin, até …

Marcelo promete ir todas as semanas ao Algarve para "puxar pelo turismo"

O Presidente da República disse esta segunda-feira, no Algarve, que é necessário “olhar para a frente e lutar” para o turismo na região superar as perdas causadas pela exclusão de Portugal do corredor aéreo com …

Portugal sabe a 27 de julho se entra nos corredores aéreos do Reino Unido

A reavaliação da lista de países isentos de quarentena nas chegadas ao Reino Unido, da qual Portugal foi excluído devido aos surtos de covid-19, vai ser feita a 27 de julho, revelou esta segunda-feira o …

Efacec. Estado não vai assumir a dívida de Isabel dos Santos aos bancos

O Conselho de Ministros português aprovou, na quinta-feira, a nacionalização de 71,73% do capital social da Efacec, pertencentes à empresária angolana Isabel dos Santos. Pedro Siza Vieira, ministro da Economia, defendeu esta terça-feira que o Estado …

China confirma caso de peste negra e anuncia mais um suspeito. É uma jovem de 15 anos

O caso suspeito de peste bubónica na região autónoma da Mongólia Interior já foi confirmado pela China, avança esta terça-feira a emissora britânica BBC, que dá ainda conta de um novo caso em análise. O …

Portugal regista mais nove mortes e 287 novos casos

Portugal regista, esta terça-feira, mais nove mortos de 287 novos casos de infeção por covid-19. Dos 287 novos casos, 207 foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo. De acordo com o boletim epidemiológico …

Portugal vai apoiar Nadia Calviño para substituir Centeno no Eurogrupo

O primeiro-ministro, António Costa, revelou esta segunda-feira que Portugal vai apoiar a candidatura da ministra espanhola Nadia Calviño à presidência do Eurogrupo, cargo atualmente ocupado por Mário Centeno em fim de mandato. Tal como escreve o …

Universidade do Minho volta a ter praxe presencial em julho

O Cabido de Cardeais, o grupo que gere as ações da praxe na Universidade do Minho (UM), anunciou esta segunda-feira que as praxes presenciais voltam ao estabelecimento de ensino durante "todo o mês de julho".  Em …

Afinal, Medina não quer acabar com a "galinha dos ovos de ouro" de Lisboa

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, não pretende, afinal, acabar com o AirBnB na capital. A ideia surgiu no título de um artigo do jornal inglês The Independent, mas está errada. A correcção …

Governo vai lançar nova linha de crédito de mil milhões de euros para micro e pequenas empresas

O ministro da Economia anunciou esta terça-feira a abertura, “na semana de dia 20”, de uma nova linha de crédito de mil milhões de euros dirigida a micro e pequenas empresas. “Já na semana de dia …