Lufthansa processa passageiro que faltou a voo de propósito para pagar menos

A Lufthansa processou um passageiro que faltou ao último trajeto de um voo de ligação para conseguir uma tarifa mais barata na viagem.

É um esquema utilizado por muitos passageiros, habitualmente designado por hidden city (“cidade escondida”), e que permite poupar centenas de euros.

O passageiro em causa, um homem não identificado, queria voar de Oslo, na Noruega, para regressar a casa, em Berlim, Alemanha. Só que em vez de comprar um bilhete entre as duas cidades comprou um mais barato para Seattle, nos Estados Unidos, com escala em Frankfurt, na Alemanha.

A intenção nunca foi ir para Seattle, mas sim aproveitar a paragem no aeroporto de Frankfurt. Chegado aqui, o passageiro não apareceu no voo de ligação e em vez disso seguiu viagem para Berlim, num voo mais barato.

Berlim é, neste caso, a “cidade escondida”, o destino para onde o passageiro realmente queria ir, enquanto Seattle é apenas um destino final “fictício”. Este tipo de situação está a tornar-se comum e a causar prejuízo às companhias de aviação.

Os prejuízos quando um passageiro não aparece na última etapa do voo decorrem de, por um lado, a receita ser mais baixa – não há consumo a bordo, por exemplo – e por outro torna mais difícil gerir os embarques, provocando atrasos, que custam bastante dinheiro.

A companhia aérea alemã alega que o esquema viola os termos e condições apresentados aos clientes e, segundo a CNN, pede uma compensação de 2.112 euros. O tribunal de Berlim rejeitou a acusação em primeira instância, mas a Lufthansa já anunciou que vai avançar para recurso.

Esta não é a primeira vez que algo do género acontece. Já em 2014, a United Airlines processou o fundador de um site concebido para ajudar quem queira usar este esquema, Aktarer Zaman, de 22 anos, mas a justiça norte-americana não deu razão à companhia aérea. O site Skiplagged continua operacional.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. É o mal de negócios habituados a ter margens de lucro de 30,000%. Ficam todos amuados quando alguém lhes troca as voltas e lhe dá só lucro de 29,000%.

    Coitadinha da Lufthansa…

  2. Claro…. Quer dizer, eles podem fazer overbooking e lixar a vida a quem pensava que iria apanhar um voo e afinal não pode por ter excesso de passageiros! E em vez de fazerem preços que se equiparem num mesmo voo entre os mesmos destinos, mesmo que um apenas seja de escala para um outro destino final, preferem trocar as voltas fazendo preços diferenciados quando fazem exactamente a mesma viagem.
    As pessoas não podem ser obrigadas a viajar, independentemente do real motivo que esteja escondido nesse não aparecimento no voo…

  3. Eu já fiz isto, e fiz muito bem! As companhias tentam esmifrar os seus passageiros ao máximo, é justo que estes se tentem defender! Já fiz e voltarei a fazer sempre que vir que estou a ser alvo de abuso por parte da companhia!

RESPONDER

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …

Nova espécie de planta fóssil descoberta em Gondomar

Annularia noronhai foi encontrada no meio da cidade de Gondomar. Tem 300 milhões de anos, é um parente muito afastado da cavalinha e diz muito sobre o clima da época. Uma nova espécie de planta já …