A Lua pode ser muito mais antiga do que se pensava

Marshall Space Flight Center / NASA

O novo estudo sugere que a Lua é 100 milhões de anos mais antiga do que o inicialmente sugerido pela “hipótese do grande impacto”.

Cientistas do Instituto de Geologia e Mineralogia da Universidade de Colónia, na Alemanha, sugerem que, afinal, a Lua é mais antiga do que se pensava. Segundo o Science Alert, a pesquisa é baseada em análises químicas de amostras lunares da Apollo e mostra que a Lua se formou apenas 50 milhões de anos depois do Sistema Solar.

Isso faz com que a Lua seja 100 milhões de anos mais antiga do que o inicialmente sugerido pela “hipótese do grande impacto”, hipótese astronómica que diz que a sua formação se deu através do impacto do planeta Theia com a Terra, 150 milhões de anos depois do Sistema Solar.

Depois de Theia (que tinha aproximadamente o tamanho de Marte) ter atingido a Terra, criou uma nuvem de magma, magma esse que arrefeceu e formou a Lua. Após essa colisão, a lua recém-nascida estava coberta de magma que, também quando arrefeceu, formou diferentes tipos de rochas.

“Estas rochas registaram informações sobre a formação da Lua, e ainda hoje podem ser encontradas na superfície lunar”, disse Maxwell Thiemens, autor principal do estudo publicado, no final de julho, na revista Nature Geoscience.

Existem regiões negras na superfície da Lua chamadas “mares” (em latim), ou seja, grandes formações de rocha basáltica e ígnea. Os cientistas envolvidos na pesquisa usaram a relação entre o urânio (U), o háfnio (Hf) e tungsténio (W) para entender o derretimento que criou esses “mares” e, devido à precisão das suas medições, identificaram tendências distintas entre as diferentes rochas.

De acordo com o mesmo site, o háfnio e o tungsténio dão aos cientistas um relógio natural contido na própria rocha, uma vez que com o tempo o isótopo háfnio-182 decai para o tungsténio-182.

No entanto, essa decadência não durou para sempre mas apenas os primeiros 70 milhões de anos da vida do Sistema Solar. Os investigadores compararam as amostras da Apollo com os seus experimentos de laboratório e descobriram que a Lua já se tinha começado a solidificar 50 milhões de anos após a formação do Sistema Solar.

“Esta informação sobre a idade significa que qualquer grande impacto ocorreu antes disso, o que responde a uma questão muito debatida entre a comunidade científica sobre quando a Lua se formou”, acrescenta Carsten Münker, autor sénior da pesquisa.

“Estas observações já não são possíveis na Terra, porque o nosso planeta tem sido geologicamente ativo ao longo do tempo. Por isso, a Lua oferece uma oportunidade única para estudar a evolução planetária”, acrescenta ainda Peter Sprung, co-autor do estudo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …

Interpol alerta para ameaça do crime organizado ligado às vacinas. Falsificações podem ser fatais

A Interpol emitiu um alerta global aos perigos de burlas à volta da nova vacina para a covid-19. As falsificações podem ser lucrativas para os criminosos e fatais para quem as usar. A Interpol emitiu um …

Alguns distritos de Portugal continental e Madeira com avisos meteorológicos até domingo

Alguns distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira vão estar a partir de hoje e pelo menos até domingo com vários avisos meteorológicos devido à agitação marítima, vento e queda de neve, de …

R abaixo de 1 em Portugal. Um milhão de pessoas pode já ter tido contacto com o vírus

Um doente covid-19 em Portugal está a infetar, em média, menos de uma pessoa, segundo dados do Instituto Ricardo Jorge revelados esta quinta-feira, que mostram que o Rt voltou a estar abaixo do 1. “Atualmente, o …

EUA aprovam legislação que pode excluir firmas chinesas do seu mercado de capitais

O Congresso norte-americano aprovou esta quinta-feira legislação que força as empresas chinesas a saírem dos índices bolsistas norte-americanos a menos que cumpram as regras de contabilidade nos Estados Unidos. A legislação, que pode afetar dezenas de …

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Vila Verde

A Polícia Judiciária está a fazer buscas na Câmara de Vila Verde, no distrito de Braga, relacionadas com "adjudicações a juntas de freguesia", confirmou esta quarta-feira à Lusa fonte daquela força policial. Segundo a mesma fonte, …