Paintball para afastar lobos? Tribunal chumbou ideia

Leonid Mamchenkov / Flickr

Província dos Países Baixos não tem autorização para utilizar armas de paintball para combater os lobos num parque nacional.

Os lobos começaram a ser uma ameaça nos Países Baixos. São cada vez mais e andam a aproximar-se das populações.

Na maior província do país, Gelderland, os fiscais do Parque Nacional De Hoge Veluwe tiveram autorização para “disparar” sobre os lobos com armas de paintball.

Isto aconteceu há pouco mais de um mês mas a organização que defende os direitos dos animais, Protecção da Fauna, contestou a medida e levou o caso à Justiça.

Os disparos foram suspensos imediatamente e, agora, o tribunal local anunciou que proibiu mesmo essa forma de luta.

A província Gelderland afirmou no processo que esta reacção é necessária porque os lobos podem originar casos de insegurança para a população. Porque os lobos podem associar humanos a comida.

E considera que disparar com uma arma de paintball é a melhor forma de deixar o lobo numa versão tímida novamente.

Mas o tribunal distrital de Midden-Nederland alega que os responsáveis locais não fundamentaram suficientemente a necessidade da medida, nem explorou alternativas.

A juíza responsável pelo processo acrescentou que a sua função não é envolver-se na discussão social sobre o futuro do lobo no país.

O lobo tem estatuto de protecção europeia; uma excepção teria de ser bem fundamentada.

O tribunal tem noção do potencial perigo desta situação mas acha que a província não explicou muito bem a situação, nem revelou exactamente que situações perigosas ocorreram no parque. Se ocorreram.

Acrescenta ainda que uma solução alternativa poderia ser o encerramento ao público de parte do parque em causa.

Além disso, as armas de paintball nunca foram utilizadas neste contexto. Não se sabe se iriam ferir o lobo e se marca de tinta faria com que aquele lobo fosse eternamente afastado pelos outros da sua matilha.

No meio desta lista, um dos principais motivos para o “chumbo” do tribunal é curioso: este pânico começou porque os humanos começaram a dar comida ao lobo – e este aproximou-se.

E, aparentemente, o que originou este caso todo foi apenas um lobo. Um jovem lobo solitário, curioso (normal, portanto), que anda a “passear” pelo Parque Nacional De Hoge Veluwe.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.