Lixo fora dos contentores e dejetos de animais por recolher vão dar multas até cinco mil euros

Tiago Petinga / Lusa

Colocar lixo fora de contentores, não recolher dejetos dos animais ou riscar edifícios são algumas das infrações que a partir do próximo mês vão dar direito a coimas entre os 75 e os cinco mil euros no Porto.

De acordo com o “Regulamento de Fiscalização dos Serviços de Gestão de Resíduos Urbanos e Limpeza do Espaço Público no município do Porto”, publicado esta quinta-feira em Diário da República, é considerado “grave ou muito grave” a “tentativa” de contraordenação, definida como um ato que alguém “decidiu cometer sem que tenha chegado a consumar-se”.

Segundo o jornal i, está a cometer infrações quem não separar resíduos, não depositar o lixo nos contentores em “boas condições de higiene e estanquicidade”, quem “regar plantas ou lavar pátios, varandas” e janelas “de modo a que a água caia no espaço público” ou “fornecer qualquer tipo de alimento a animais no espaço público, provocando focos de insalubridade”.

O regulamento, da Empresa Municipal (EM) de Ambiente, estabelece ainda que são puníveis com coima não “utilizar os equipamentos que forem disponibilizados ou indicados” pela empresa para a “deposição de Resíduos Urbanos”.

De acordo com a publicação, a EM de Ambiente do Porto tornou-se a titular dos “serviços de gestão dos resíduos urbanos e limpeza do espaço público, ficando obrigada a prestar os referidos serviços aos utilizadores finais” e “a promover a elaboração e a divulgação de um regulamento de serviço e a fiscalizar o cumprimento das suas normas”, incluindo “através da abertura e instrução dos competentes procedimentos de contraordenação“.

“Todos os produtores de resíduos urbanos são responsáveis pelo acondicionamento adequado dos mesmos, devendo a sua deposição ocorrer em boas condições de higiene e estanquicidade, nomeadamente em recipientes devidamente fechados, não devendo a sua colocação ser a granel, por forma a não causar o espalhamento ou derrame. Não é permitido colocar nos equipamentos de deposição, que não os indicados, quaisquer resíduos líquidos ou liquefeitos”, acrescenta o documento.

Segundo o regulamento, há coimas para quem “cuspir, escarrar, urinar ou defecar” na rua, fizer graffitis “em espaços não autorizados” e “riscar, pintar ou sujar edificações, equipamentos e outros bens públicos”. É ainda considerada infração a varredura de “resíduos sólidos ou líquidos para a rua”, “não cumprir o horário de deposição e recolha dos resíduos” ou mudar a localização de contentores.

Há igualmente coimas para quem “não proceder à remoção imediata dos dejetos produzidos pelos animais no espaço público, não os acondicionar de forma hermética e não os colocar nos equipamentos disponíveis para o efeito”.

Também despejar óleos alimentares usados “nos contentores destinados a resíduos urbanos, nas vias ou outros espaços públicos”, nos “sistemas de drenagem de águas residuais” ou com inadequado acondicionamento representa uma infração, bem como a descarga e abandono de objetos domésticos fora de uso” ou “resíduos verdes nos contentores destinados a resíduos urbanos, nas vias ou noutros espaços públicos”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Aeroporto do Montijo é uma das decisões "mais ridículas" e um erro que "custará caro"

O presidente da Câmara do Seixal, Joaquim Santos, continua a defender Alcochete para o novo aeroporto, considerando que Montijo "vai ficar na história da aviação mundial como uma das soluções mais ridículas de sempre". Em declarações …

Atlético de Madrid cai na Taça frente a equipa do terceiro escalão (e espanhóis não poupam críticas a Félix)

O Atlético de Madrid foi surpreendido pelo Cultural Leonesa nos 16 avos-de-final da Taça do Rei. A imprensa desportiva espanhola criticou a exibição de João Félix, apesar de o português ter assistido para golo. O Cultural …

Sindicato da PSP apaga publicação que insinuava que mulher detida na Amadora tinha "doenças graves"

O Sindicato Unificado da Polícia de Segurança Pública (PSP) eliminou uma publicação que tinha feito na sua página oficia de Facebook, na qual se referia ao caso de Cláudia Simões, a mulher que foi detida …

Atletas do Sporting são tratados por médicos da clínica de Varandas

Os atletas sportinguistas são tratados por médicos que partilham funções entre o clube e a Comcorpus, clínica que pertence ao presidente 'leonino', Frederico Varandas. O jornal Público avança esta sexta-feira que muitos dos médicos do departamento …

China confirma a 26ª vítima mortal do novo coronavírus e alarga quarentena de 33 milhões de pessoas

A China anunciou esta sexta-feira a morte de uma pessoa devido ao coronavírus, perto da fronteira com a Rússia, a segunda fora do epicentro do surto, com origem na cidade de Wuhan, aumentando para 26 …

A erupção do Vesúvio transformou o cérebro de uma pessoa em vidro

O Vesúvio entrou em erupção em 79 d.C, assolando assentamentos num raio de 20 quilómetros. Um novo estudo mostra que a intensa explosão de calor transformou o cérebro de uma pessoa em vidro. Nos anos 1960, …

PCP quer reposição da reforma aos 65 anos

O Partido Comunista Português propôs esta quinta-feira, no debate na especialidade do Orçamento do Estado de 2020 (OE2020), a reposição da idade legal de reforma nos 65 anos e dos 25 dias de férias na …

OE2020. Carga fiscal é ainda maior do que o previsto, alerta UTAO

O conceito de carga fiscal usado pelo Ministério das Finanças na proposta orçamental não corresponde ao utilizado pelo INE e pela Comissão Europeia, afirma a UTAO, dando que o valor é “ainda maior” do que …

A matemática ensina-lhe como tirar a chávena de café perfeita

Através de um modelo matemático, uma equipa de cientistas conseguiu encontrar a forma perfeita de fazer uma chávena de café expresso. Para além de ser mais saboroso, há um menor desperdício. Já alguma vez se perguntou …

Irmã de Isabel dos Santos desafia empresária a devolver 75 milhões a Angola

A ex-deputada do MPLA Welwitschia (Tchizé) dos Santos desafiou esta quinta-feira a irmã Isabel a devolver 75 milhões de euros ou dólares a Angola "para resolver o problema", argumentando que "Angola é de todos". "Como cidadã, …