Livros, vestuário e brinquedos. Supermercados proibidos de vender artigos não essenciais a partir de segunda-feira

A partir de segunda-feira, os supermercados estão proibidos de vender produtos que não sejam essenciais ou de primeira necessidade.

O decreto que regulamenta o novo estado de emergência prevê a possibilidade de o Governo limitar as vendas das retalhistas a bens essenciais. A partir de segunda-feira, os supermercados estão proibidos de vender produtos que não sejam essenciais ou de primeira necessidade.

Como os hipermercados e supermercados estão autorizados a permanecerem abertos, o Governo decidiu limitar a comercialização destes estabelecimentos apenas a bens essenciais e de primeira necessidade, forçando a retirada dos expositores de outros.

De acordo com o ECO, o decreto “proíbe a venda de bens tipicamente comercializados nos estabelecimentos de comércio a retalho encerrados ou com a atividade suspensa devido à declaração do estado de emergência”.

“A partir das 00h00 do dia 18 de janeiro de 2021, os estabelecimentos de comércio a retalho que comercializem mais do que um tipo de bem e cuja atividade é permitida no âmbito do Decreto n.º 3-A/2021, de 14 de janeiro, não podem comercializar, em espaço físico, bens tipicamente comercializados nos estabelecimentos de comércio a retalho encerrados ou com a atividade suspensa nos termos do mesmo decreto”, lê-se ainda.

Livros; jogos e brinquedos; mobiliário, decoração e produtos têxteis para o lar; desporto, campismo e viagens; e vestuário, calçado e acessórios de moda são os bens que integram as proibições.

“Os operadores económicos devem retirar os produtos cuja comercialização não é permitida, ocultar a sua visibilidade ou isolar as áreas de venda respetivas, ficando impedido o seu acesso aos consumidores”, explica ainda, adiantando que as grandes superfícies poderão continuar a vender estes produtos online.

O despacho não prevê qualquer contraordenação em caso de incumprimento, ainda que haja “vigilância atenta” da ASAE.

“Não está prevista nenhuma contraordenação associada ao incumprimento desta medida”, disse à Lusa o secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, João Torres, acrescentando que acredita que as empresas vão cumprir.

O governante afirmou que haverá “uma vigilância atenta por parte da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE)”, mas sublinhou ter “muita segurança” de que “as empresas e os operadores económicos saberão estar à altura das suas responsabilidades”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Claro! Os livros e os brinquedos não fazem falta quando se está sequestrado em casa, senão ainda se deixa de ver televisäo. E depois como nos hão envenenar o cérebro. E roupa? Para quê, se nem faz frio!? Estes critérios são, no mínimo, absurdos.

    • Completamente sem sentido nenhum. Não precisamos de fazer esforço para compreender, que a manigância é sofisticada. Por exemplo: As feiras ar livre, só pode funcionar com produtos alimentares. E porquê? Para não se dizer que só as grandes superfícies, é que o podem fazer. As escolas… as lojas de ferragens… hum?! enfim.

RESPONDER

Deco avança para tribunal contra Apple por manipulação de desempenho dos iPhones 6

A Deco Proteste anunciou esta segunda-feira que avançou com uma ação judicial contra a Apple, acusando-a de práticas enganosas por ter manipulado os iPhones 6, 6 Plus, 6S e 6S Plus para se tornarem obsoletos …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: pouco Festival no FC Porto-Sporting

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-0-0-sporting-o-musical Está bem: Futebol Clube do Porto contra Sporting Clube de Portugal. Segundo classificado recebe o líder. Jogo que pode praticamente definir o novo campeão nacional de futebol. O encontro é naquele estádio junto ao centro …

Índia e Paquistão comprometem-se a respeitar cessar-fogo em Caxemira

Na quinta-feira, o Paquistão e a Índia alcançaram um acordo para fazer cumprir o cessar-fogo na região de Caxemira, reivindicada pelos dois países. A fronteira entre ambos é palco frequente de ataques que deixam soldados …

Governo quer rever norma da dádiva de sangue que exclui homossexuais

O Governo determinou, esta segunda-feira, a constituição de um grupo de trabalho para rever a norma que exclui dadores "por comportamento sexual". De acordo com o SAPO24, o Ministério da Saúde determinou a constituição de um …

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …