Lituânia adota o euro e alarga a zona euro a 19 países

flavijus / Flickr

Vilnius, a capital da Lituânia

A Lituânia adota hoje o euro, tornando-se o 19.º Estado-membro da zona euro e reforçando laços com a Europa perante a ameaça russa, enquanto a vizinha Letónia assume a presidência rotativa da União Europeia.

A Lituânia, com cerca de três milhões de habitantes, torna-se assim esta quinta-feira o último dos três países bálticos a integrar o espaço monetário único, depois da Letónia e da Estónia.

Esta adesão é também vista como um modo de reforçar a sua segurança, através de maior integração europeia, num momento de grande ansiedade sobre as intenções da Rússia na região.

Lituânia, Letónia e Estónia libertaram-se da União Soviética em 1991 e aderiram à UE e à NATO em 2004.

Entre os cidadãos lituanos, 53 por cento apoiam a mudança de moeda e 39% são contra, segundo uma sondagem levada a cabo em novembro pelo banco central. Os receios prendem-se sobretudo com os prováveis aumentos de preços e as dificuldades que atravessa a zona euro.

A Lituânia junta-se assim aos outros dois países bálticos que já aderiram à zona euro, Letónia (2014) e Estónia (em 2011), e ainda Eslováquia (2009), Chipre e Malta (2008), Eslovénia (2007), Grécia (2001), Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda e Portugal (1999).

A Lituânia, que tem a moeda local – litasindexada ao euro desde 2002, esperava adotar o euro em 2007 mas não conseguiu cumprir os critérios de inflação.

O país, tal como todos os Estados bálticos, sofreu uma importante recessão em 2009, na sequência da crise financeira global, mas é agora um dos Estados-membros da UE com maior taxa de crescimento.

Até junho, as lojas e os negócios exibirão os preços nas duas moedas e, nas próximas duas semanas, o euro e o litas vão circular juntos como moedas legais.

Também esta quinta-feira, outro país báltico, a Letónia, assume a presidência rotativa semestral da União Europeia, ficando na linha da frente das negociações com a Rússia a propósito da crise na Ucrânia.

A intervenção da Rússia na Ucrânia tem assustado os países bálticos, sendo considerada a maior ameaça desde o fim da União Soviética.

Além da Rússia, o pequeno país com 1,9 milhões de habitantes terá de lidar com a segurança energética, radicalismo islâmico ou os problemas económicos no seio da União.

A Letónia irá organizar a Cimeira de Riga, em maio, para traçar um novo rumo para o programa de Parceria Oriental da UE, concebido para aproximar do ocidente Estados ex-soviéticos como Arménia, Azerbaijão, Bielorrússia, Geórgia, Moldávia e Ucrânia e pelo qual a Rússia tem pouca simpatia.

A Letónia entregará a presidência da UE ao Luxemburgo a 01 de Julho.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sem Joacine, nova direção do Livre foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos (e não conta com a deputada Joacine Katar Moreira). No final …

Juiz pede escusa do caso dos emails por ser adepto do Benfica

O juiz desembargador apresenta vários motivos para pedir escusa do processo, nomeadamente por ser "sócio do Benfica desde 1968". De acordo com o jornal Público, Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto (TRP), …

Afinal, Irão já não vai pedir ajuda para analisar caixas negras do avião

O Irão recuou na intenção de enviar para análise as gravações da caixa negra do avião ucraniano, que abateu acidentalmente na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais, revelou a agência noticiosa iraniana. Citado …

Bruno Fialho sucede a Marinho e Pinto na liderança do PDR

Bruno Fialho é o novo presidente do Partido Democrático Republicano (PDR), ao obter 75% dos votos na eleição deste sábado para escolher o sucessor de António Marinho e Pinto, que anunciou o abandono do cargo …

Legislador russo culpa "arma climática" dos EUA pelo inverno quente de Moscovo

Alexei Zhuravlyov, membro da câmara baixa do Parlamento da Rússia (Duma), culpou uma alegada "arma climática" secreta dos Estados Unidos pelas anómalas temperaturas que se fizeram sentir este inverno em Moscovo.  Em declarações à estação de …

Nova espécie de louva-a-deus empala as suas presas como se fossem fondue

O Carrikerella simpira, uma nova espécie de louva-a-deus, caça as suas presas perfurando-as de um lado ao outro com as suas patas em forma de tridente. Cientistas descobriram uma nova espécie de louva-a-deus com uma característica …

Astrónomos descobrem que o fósforo foi gerado na formação de estrelas

Astrónomos descobriram que o fósforo, elemento químico essencial à vida, se constituiu durante a formação de estrelas e sugerem que chegou à Terra através de cometas. Uma equipa de astrónomos detetou monóxido de fósforo na região …

Nova máquina repara e mantém fígados vivos fora do corpo humano durante uma semana

Um novo sistema consegue manter um fígado humano vivo fora do corpo durante sete dias, período no qual o órgão danificado pode ser reparado e preparado para o transplante. As tecnologias convencionais conseguem sustentar um fígado …

Rui Rio vence segunda volta. Líder reeleito quer "estabilidade, lealdade e unidade"

O presidente social-democrata, Rui Rio, afirmou hoje que espera poder “trabalhar com estabilidade e lealdade”, recusou que o PSD esteja “partido” e vincou estar “a iniciar o momento para marcar a unidade” no partido. O líder …

Gatos não se importam de comer pessoas mortas (e há um estudo que mostra como o fazem)

Uma nova investigação analisou como é que dois gatos selvagens se alimentaram de cadáveres humanos. Os animais mostraram preferência por corpos específicos ao longo de vários dias. No Forensic Investigation Research Station, no estado norte-americano do …